Villa é do Barça

O Barcelona anunciou na manhã de hoje, 19 de maio, a contratação de David Villa.

O atacante – que era disputado por Barça e Real Madrid nos últimos anos – foi incorporado ao plantel catalão mediante o pagamento de 40 milhoes de euros ao Valencia, seu ex clube.

David Villa tem o faro do gol. Foi artilheiro da última Eurocopa de seleções (4 gols) e pelo Valência, em 166 jogos, foi às redes 107 vezes.

O novo camisa 7 do Barça é figura certa no Mundial da África do Sul e um dos prováveis titulares de Vicente del Bosque na belíssima seleção espanhola, uma das fortes candidatas ao título.

Na sexta, 21 de maio, Villa chega a Barcelona para assinar o contrato de 4 anos e ser apresentado à fanática torcida azul e grená. A apresentação ocorrerá no Camp Nou, com portões abertos ao público.

Imagem: Telegraph

Messi quer Fabregas no Arsenal… E quem não quer?

O Arsenal sempre terá lugar em seu coração, mas ele leva o Barça em seu sangue.

A frase diz respeito ao espanhol Cèsc Fabregas, jogador do Arsenal da Inglaterra. E foi proferida pelo melhor jogador de futebol da atualidade, o argentino Lionel Messi.

Fabregas é o grande sonho do Barcelona e quase uma questão de honra para o presidente Joan Laporta, já que foi no primeiro ano de seu mandato que o jogador deixou o clube. O meia chegou ao azul e grená aos 13 anos, vindo do pequeno Mataró, também da Catalunha. Mas aos 16 foi para o Arsenal em uma transação até hoje reclamada pelo Barça.

há 3 temporadas que o Barcelona tenta repatriar Fabregas e no último semestre os boatos se intensificaram ainda mais. Laporta, Guardiola e jogadores do elenco catalão estão sempre dando declarações públicas de como Fabregas seria bem vindo no Camp Nou. Esta semana até o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, falou sobre o tema, incomodado pelas notícias da possível transferência.

Fabregas é craque! Um jogador clássico, sempre de cabeça em pé, lúcido como Xavi e Iniesta. Não é só Messi, Guardiola ou Laporta que querem vê-lo no meio de campo azul e grená. Eu também quero!

Aliás, todos que primam pelo bom futebol, pela bola bem jogada no ápice de sua beleza, gostariam de ver Fabregas no Barça. Todos, menos os torcedores do Real Madrid e do Espanyol.

Piqué ao lado do goleiro e Fabregas é o primeiro agachado da esquera para a direita.

Imagem: Joga Bonito Mundo

Vieri pode jogar Paulistinha 2010

bobo_vierri_azzurra

Quando ouvi a notícia confesso que cheguei a questionar minha sobriedade, seria mais um flashback lisérgico???

Não, não haviam drogas nem delírios, pelo menos não de minha parte.

Embora ainda não seja certo, a história existe mesmo e foi confirmada no Bate Bola da ESPN Brasil pelo presidente do Botafogo de Ribeirão Preto, Luiz Antônio Pereira.

O aposentado Christian Vieri - il Bobo –  pode mesmo jogar o campeonato paulista do ano que vem… e pelo Botafogo de Ribeirão Preto!

De acordo com o sítio oficial do Botinha, as negociações se desenvolvem há cerca de 60 dias e o jogador italiano já teria até assinado um pré contrato com a Pantera da Mogiana.

Eu nunca fui fã do Vieri, sempre o achei um jogador de força e nada mais. Sem falar no uso excessivo dos cotovelos, algo que realmente abomino. Mas mesmo assim reconheço seus dotes de goleador.

Ao longo de sua carreira em clubes, o Bobo Vieri balançou as redes 185 vezes em 330 partidas e pela Azzurra foram 23 gols em 49 jogos, sendo 9 destes tentos em Copas do Mundo (5 em 1998 e 4 em 2002 – 9 gols em 9 partidas de Copa não é pra qualquer um). Números indiscutivelmente muito bons!

Mas desde a temporada 2002/2003, quando jogando na Inter de Milão marcou 24 gols em 23 partidas pela liga italiana, ele não consegue convencer.

2003/2004 – Inter de Milão – 13 gols em 22 jogos
2004/2005 – Inter de Milão – 13 gols em 27 jogos
2005/2006 – Milan – 1 gol em 8 jogos
2005/2006 – Mônaco – 3 gols em 7 jogos
2006/2007 – Atalanta – 2 gols em 7 jogos
2007/2008 – Fiorentina – 6 gols em 26 jogos
2008/2009 – Atalanta – 2 gols em 9 jogos

A minha dúvida quanto ao Vieri é a mesma que eu tinha em relação ao Ronaldo - logicamente sem comparações, as proporções são as mesmas, Ronaldo está para Vieri assim como o Corinthians está para o Botafogo de Ribeirão Preto.

Se ele jogar, se as contusões não atrapalharem, seguramente Vieri será muito útil ao Botinha. Tanto dentro de campo – afinal, estes times pequenos do interior sempre têm sua cota de velhinhos e o Bobo, com 36 anos, já mostrou que sabe fazer gols – como fora dele, pois ninguém pode dizer que a suposta contratação não é uma grande jogada de marketing.

E te digo mais, se ele fizer uns golzinhos no Paulista não duvido nada que após o regional apareça na série A do Brasileirão.

Abaixo, aquele que – para mim – é o melhor gol da carreira de Christian Vieri. No Vicente Calderón, jogando pelo Atlético de Madrid contra o Paok da Grécia, pela Copa da Uefa 1997/1998. Vale a pena conferir!

Imagem: Bobo Vieri mister 90 miliardi
Canal do Youtube: takischris

Vira casaca

carlos_tevez-manchester_cityAgora é de verdade, Carlitos Tevez foi para o Manchester City.

O argentino trocou as cores e a tradição do Manchester United – onde era idolatrado pela torcida, mesmo nunca tendo sido titular absoluto –  pelos petrodólares do rival emergente.

Quando o papo surgiu, confesso que pensei que era só mais um boato infundado dos tablóides ingleses. Ou talvez eu não quisesse acreditar.

Embora eu não seja propriamente um fã dos Diabos Vermelhos, simpatizo ainda menos com seu rival de cidade e agora será ainda mais difícil torcer por Carlitos, jogador que eu gosto tanto.

Mas na tarde desta segunda o anúncio oficial foi feito no sítio do City, Carlitos segue em Manchester,

mas agora veste azul.

more about “Tevez v Manchester City“, posted with vodpod
Imagem: Manchester City

Cristiano Ronaldo com um pé no Real

cristiano-ronaldo-rumo-ao-real-madridDepois de pagar 65 milhões de euros por Keká, o Real Madrid está prestes a assinar com seu outro sonho de consumo, Cristiano Ronaldo.

O Manchester United publicou hoje cedo em seu sítio oficial que aceitou a proposta do clube espanhol pelo jogador português.

A nota do clube inglês é curta e grossa, explica que, diante da vontade do jogador de sair e da oferta recorde, 80 milhões de libras (cerca de 96 milhões de euros), não restava outra alternativa, há não ser liberar o jogador para negociar com os espanhóis.

O sim do Manchester permitiu ao Real Madrid abrir as negociações diretas com o jogador e seu agente. A expectativa é que a transferência seja concluída até o dia 30 de junho.

Caso o negócio se concretize, será a transferência mais cara da história do futebol, batendo os 71 milhões de euros que o Real pagou por Zinédine Zidane em 2001.

Dado interessante no blog do PVC, 5 das 10 maiores compras do futebol foram realizadas por Florentino Pérez que recentemente reassumiu a presidência do Real e já inicia o novo período galáctico dos merengues. E mais, as 4 maiores transferência são dele, o barão da especulação imobiliária de Madrid.

Imagem: Once upon a time…

Juras injúrias

putas-prostitutasEu te amo… mas eu te minto.

Eu te amo… mas eu te traio.

Eu te amo… mas eu te troco.

Amores fugazes que não duram mais que um momento, mais que um sopro. Esta é a tônica do mundo de hoje, moderno e apressado. Esta é a lei que rege o futebol atual, grana e mentira.

Há menos de seis meses Kaká disse não à montanha de dinheiro do Manchester City, fez juras de amor eterno e inquestionável ao Milan. Declarou que terminaria sua carreira ali e que, no fim, seria conhecido como um Paolo Maldini, uma bandeira do rubro negro italiano.

Mas os meses passaram, a grana diminuiu e o amor, parece que também. O novo pretendente não era mais um aventureiro, um destes novos ricos sem pedigree. O Real Madrid tem nome e sobrenome no mundo do futebol. Tem grife, tem pompa, mesmo que sua história por trás da história não seja das mais belas.

Se o City está pra um emergente, o Madrid representa o filho perfeito de um velho Coronel do interior, um daqueles que usurparam o povo e a terra, mas que segue com seu status de nobreza e cara de bom moço, autêntico Dotôr.

E seduzido pela aura encantadora do Real Kaká se foi. Disse que o amor não acabara, mas que o momento pedia a separação, que seria melhor assim. Papo de quem quer sair fora, mas quer terminar bem. Seguimos amigos

Papo furado, furadíssimo.

Na verdade o amor nunca existiu.

O amor no futebol virou amor de putas. Mas não dos puteiros de Florentino Ariza, nem das putas tristes do nonagenário jornalista sem nome de Marquez.

Amor com preço, com hora marcada. Pra gozar e pra dizer adeus.

amor_bandido

Imagem: Original Ópio do Povo
Foto Prostitutas: Rádio France Internacional

Felipão demitido do Chelsea

E não deu, a Scolari Family não pegou em Nothing Hill.

Felipão não é mais o técnico do Chelsea.

O anúncio oficial saiu agora há pouco, em nota no sítio do time londrino.

Aquele mesmo papo de sempre, agradecemos seu trablho, agregou muito ao clube, mas não dá mais.

No lugar de Felipão, quem assume o time temporariamente é o assistente técnico Ray Wilkins, ex jogador do clube de Stamford Bridge e do English Team

O certo é que Felipão vinha balançando há tempos. Uns dizem que pelos resultados, outros por boicote do grupo. Ainda tem aqueles que acreditam que o maior empecilho foi a língua e aqueles que pensam que o grande problema foi o estilo paizão do gaúcho.

Felipão está agora disponível no mercado. E a pressão aumenta em cima de Dunga.

The Scolari Family no Chelsea:

36 jogos – 20 vitórias – 11 empates – 5 derrotas – 65,74% de aproveitamento

Jogador de beicinho

beicinhoviradoThiago Neves está de volta ao Fluminense. O jogador foi apresentado ontem nas Laranjeiras e fica no tricolor até o dia 2 de julho, emprestado pelo Al-Hilal da Arábia Saudita.

Há cerca de 6 meses o meia-atacante foi vendido pelo Flu ao Hamburgo da Alemanha por 9,2 milhões de euros. Agora volta ao time carioca emprestado pelo Al-Hilal que pagou 7 milhões de euros pelos direitos do jogador.

Thiago chegou a Alemanha e pouco jogou, algo absolutamente normal no futebol alemão. Com uma escola de futebol bem definida e bem própria, jogadores latinos geralmente são recebidos com um certo grau de tolerância, paciência e, até mesmo, cuidado durante os primeiros meses de adaptação. Mas Thiago Neves não soube esperar, e logo fez beicinho.

Com o velho discurso do não sou aproveitado, não me querem aqui, o jogador começou a forçar a barra pra sair do Hamburgo. O time alemão rejeitou os mesmos 7 milhões oferecidos pelos sauditas, a diretoria ressaltou a confiança no meia e então o que ele fez?

Desapareceu dos treinamentos. Aí não restou outra saída ao Hamburgo se não vendê-lo ao Al-Hilal. Não bastasse a molecagem de sumir, Thiago Neves impôs uma condição ao negócio: ser emprestado a algum time brasileiro e assim ficar mais perto (devaneio do jogador) da seleção.

Os sauditas aceitaram e Thiago Neves já chegou ao Flu dizendo que tentará prorrogar o empréstimo até o fim do ano. Parece brincadeira, mas não é. E não surpreende vindo dele. O jogador teve uma saída conturbada do Figueirense e acabou assinando um contrato com o Palmeiras e outro com o Fluminense.  E mesmo a saída do tricolor, no meio do ano passado, foi um tanto quanto forçada pelo atleta.

Ponto alto da apresentação nas Laranjeiras ontem:

Não me sinto desvalorizado não. Sei que estou dando um passo pra trás agora pra dar dois pra frente depois.

Como prêmio pela infeliz declaração o meia-atacante recebeu um beijo do presidente Roberto Horcades, aquele mesmo que diz que as mulheres têm 2 neurônios. Será que o senhor Horcades não percebeu a gafe?

mimada pnMas ser birrento, mimado, não é privilégio de Thiago Neves. Jogadores bem menos e bem mais expressivosque ele também se utilizam da tática do beicinho quando anseiam por uma transferência.

Robinho é um deles. Lembro-me bem da novela que foi sua saída do Santos. Simplesmente parou de jogar, voltou, parou de novo. Pra sair do Real então, nem se fale. Ficou com aquele papo, aqui não gostam de mim, quero ir pro Chelsea, acabou no Manchester City.

Roni, que hoje atua no mesmo Santos, já defendeu 13 camisas em 14 anos como profissional. E onde vai arruma um problema.

O fenômeno Ronaldo também é exímio em fazer biquinho. Foi assim pra sair do Barça, pra sair da Inter, pra sair do Real.

Resta ver até quando o mercado do futebol - ainda milionário, mas cada dia menos – vai suportar as birras e pirraças dos boleiros. Se é que um dia vai deixar de passar a mão nestas cabecinhas mimadas.

Negócio da Ucrânia

kyivO Cruzeiro negociou o atacante Guilherme com o Dínamo de Kiev. 5 milhões de euros mais o também atacante Kléber, que jogou o último brasileirão pelo Palmeiras

Tecnicamente me recuso a compará-los, Guilherme é infinitamente superior na categoria, no trato na bola. O maranhense tem um poder de definição dentro da área muito acima da média e é decisivo como poucos. Pra se ter uma idéia Guilherme, nos clássicos contra o Galo, balançou as redes 6 vezes em 8 jogos, uma média de 0,75 gols por partida. Não tenho dúvida que Guilherme é muito mais jogador que Kléber.

Mas como comentava com amigos cruzeirenses, também não tenho dúvida de que o ex atacante palmeirense é um excelente jogador e que é muito, mas muito mais comprometido com a causa. Brigador e muito forte, Kléber incomoda incessantemente os zagueiros adversários. Não faz tantos gols como Guilherme, mas cria muitas situações para o time e ainda ajuda bastante na marcação.

Por isto o negócio, no plano esportivo, foi muito bom para o Cruzeiro. 

No âmbito econômico não foi o negócio das arábias, nem o da China, é verdade. Mas foi lá um negócio da Ucrânia. Antes que me chamem de louco temos que lembrar que dos 5 milhões de euros o Cruzeiro tem direito a 2,125 milhões, o equivalente a 42,5% dos direitos do atleta que era detentor de 15%. Os outros 42,5% eram de um grupo de investidores.

Com a transferência para o Zaragoza da Espanha, o Cruzeiro receberia 3,850 milhões de euros. Kléber será apresentado ainda esta semana e deve assinar contrato por 5 anos.

Palmeiras fecha com Edmílson

edmilson luz direta apresentaçao villarealO Palmeiras anunciou a contratação do zagueiro-volante Edmílson, campeão do  Mundo em 2002 com a seleção.

O jogador estava no Villareal da Espanha e se apresenta na próxima quinta-feira.

Aos 32 anos o Pàlmeiras será o 5º time nacarreira de Edmílson.

Além do Villareal, o jogador também já passou por Barcelon, Lyon e São Paulo.

Os valores da negociação e o tempo de contrato – que só será assinado na quinta – não foram divulgados.

A palavra de Berlusconi, vale?

O Primeiro-Ministrio italiano e proprietário do Milan foi á TV pra dizer que Kaká fica!

E o comedor de ópio se pergunta:

A palavra de Silvio Berlusconi, vale?

E se vale, por quanto tempo vale?

Entre preços e valores

kakaDesde que surgiu Kaká é tratado, indiscutivelmente, na grande mídia nacional como o queridinho do futebol brasileiro.

Estereótipo reverso do boleiro; menino de classe média, boa família, bom filho, religioso.

Mas agora o bom menino do futebol está posto à prova. E nem é por causa dos milhões de dólares doados aos pastores da igreja Renascer. Aqueles mesmos que foram presos no Estados Unidos com dinheiro não declarado e hoje respondem por processo de evasão e sonegação fiscal y otras cositas más…

Desta vez o que está em cheque não é a grana que sai do bolso de Kaká, mas a que pode entrar. Uma frase corriqueira nestes tempos corrompidos de hoje é que todo mundo tem seu preço. A questão é justamente esta, se Kaká é realmente uma exceção, um homem de valor. Ou se é apenas mais um destes comuns, destas pobres pessoas com preço e embalagem de plástico.

E não tem aqui nenhum puritanismo quanto ao dinheiro. Não vejo problema que Kaká ou qualquer outro ganhe aquilo que alguém quer lhe pagar. A coisa passa por outro lugar.

Tudo porque ainda teimo em acreditar que as ações devem convergir com as palavras.

Os xeiques do City desembarcaram na Itália com um mundo de dinheiro e o Milan bambeou. Kaká foi correndo à TV do clube dizer que não se interessava pela proposta, que queria envelhecer no rossonero e, um dia, ser capitão do time.

Louvável! Kaká sabe que tem todo dinheiro que precisa hoje e que o terá amanhã. Também sabe que seus filhos, netos e por aí vai não precisarão se preocupar com isso. Da mesma forma ele sabe de seu potencial, sabe que tem tudo para cravar seu nome difinitavamente na história do Milan, da Seleção Brasileira e até do futebol.

E sabe ainda que o City - nem com todo dinheiro advindo do petróleo e do sofrimento de um povo – não se compara ao Milan. Assim como o Chelsea com todo o dinheiro sujo do senhor Abramovic não se compara em grandeza e importância ao Liverpool ou ao Manchester United, para me ater à rivais domésticos.

Mas as propostas e as notícias foram mudando. Os 250 mil dólares, viraram 350 mil, depois viraram libras e os rumores chegam a números que nem ouso citar. A proposta foi recheada por mansões, viagens no jato real pra ver a família, festas, boa vida. Daqui a pouco o xeique Mansour bin Zayed vai oferecer um pedaço da lua ou mesmo de Dubai.

E ao que parece Kaká também balançou. Em determinado momento da tarde o sítio Arabian Business – que tem ligação com o presidente do clube inglês – divulgou em sua página que o City havia fechado com o meia. Mas meia hora depois teve substituir a matéria por uma outra que dizia que Kaká pedia 20% a mais para assinar.

O certo é que o jogador está em negociações. Mesmo depois do discurso de que quer ser um Maldini, que quer ser velhinho com a bengala rubronegra.

Como já disse, acho que Kaká tem todo direito de jogar onde queira e de receber quanto queiram pagá-lo. Mas não consigo ignorar e aceitar as divergências entre discurso e ação. A atitude me fez lembrar de um pequeno e delicioso texto de Eduardo Galeano que se chama Celebração das bodas da  palavra e da ação.  Nele o escritor uruguaio confessa pensar que grande parte da força de Che Guevara provinha de um feito muito simples; dizia o que pensava, fazia o que dizia. Sinceramente não sei se a força do Che vinha desta postura, mas sei que concordo inteiramente com ela.

Por isto acho que o simples fato de negociar com o City depois de reafirmar seu amor pelo Milan não pega bem. E também é por isto que caso hoje, amanhã ou depois, eu veja o Kaká com a camisa azul celeste não vou me assustar, não vou estranhar.

E terei a certeza que ele é mais um como aqueles que eu falava lá em cima, um daqueles que preferem os preços aos valores.

63 gols

63gols

O Paulistão deste ano promete ser um tormento para os goleiros.

Não pelos esquemas táticos super ofensivos dos nossos queridos professores.

É que os 3 artilheiros do último brasileirão, cada um com 21 gols, atuarão por clubes paulistas nesta temporada.

Kléber Pereira permaneceu no Santos onde atuou em 2008.

Washington, carrasco são paulino na Libertadores, trocou as Laranjeiras pelo Morumbi.

E Keirrison, o jovem goleador do Coritiba, deixou o verde do coxa pelo do Palmeiras.

Isso sem falar em Ronaldo, maior artilheiro de todas as Copas do Mundo, que se jogar esquentará ainda mais esta briga.

O campeonato paulista de futebol começa no próximo dia 21.

Acabou a novela

k9palmeiras

Keirrison é finalmente do Palmeiras.

O acordo saiu na tarde desta sexta, como havia sido antecipado pelo PVC.

A pendência entre Mais Sports (dos irmãos Malaquias) e Coritiba não atrapalhará a transação e o K9 se apresentará na próxima segunda.

O Palmeiras pagou 1 milhão e meio de reais ao Coxa para que o atacante fosse liberado agora, já que Keirrison tinha contrato com o time paranaense até o final de abril.

A chegada de Keirrison põe fim a parte dos problemas do Palmeiras que perdeu seus 2 atacantes titulares, Kléber e Alex Mineiro.

O jovem atacante tem apenas 20 anos e foi artilheiro do último brasileirão com 21 gols.

Keirrison é a esperança de gols para a torcida palmeirense nesta temporada. Ou pelo menos em metade dela, já que Valência, Barcelona, CSKA e outros clubes europeus já se mostraram interessados no K9.

Rugidos e Cocoricós

leao galoLeão será o novo treinador do Galo. A apresentação acontecerá nesta terça, às 15 da tarde.

A coletiva do treinador será transmitida ao vivo na internet pelo Portal Uai.

É a 3ª vez que Leão dirige o Galo.

A primeira foi em 97 e rendeu ao alvinegro mineiro os títulos da Copa Conmebol e a Copa Centenário de Belo Horizonte.

A segunda foi em 2007, o técnico chegou, o Galo se livrou do rebaixamento e de quebra se classificou para a sul americana deste ano.

Ao todo Leão dirigiu o Galo 69 vezes. Foram 33 vitórias, 17 empates e 19 derrotas.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.