A Origem das Estrelas – Adhemar Ferreira da Silva

16,22 em Helsinque - Origem da Primeira Estrela Tricolor

A Origem das Estrelas...

Adhemar Ferreira da Silva foi o primeiro bi campeão olímpico do Brasil.

Foi ouro no salto triplo em dois jogos olímpicos seguidos,  Helsinque (1952) e Melbourne (1956).

Sei que muita gente há de perguntar, mas o Ópio não é um blog exclusivo sobre futebol?

É.

E o Adhemar, tem a ver com futebol?

A Origem da Volta Olimpica...

A Origem da Volta Olímpica...

Claro que tem.

Adhemar foi atleta do São Paulo e do Vasco.

As duas estrelas amarelas do distintivo do tricolor paulista representam dois recordes mundiais de Adhemar.

16,22 na Olímpiada de Helsinque (1952) e 16,33 no Pan da Cidade do méxico (1955).

Além disso uma velha tradição do futebol, a volta olímpica, tem origem em Adhemar.

Em Helsinque ele bateu o recorde mundial 4 vezes em seis tentativas.

O público, delirante, o fez dar uma volta completa na pista de atletismo para que pudesse ser ovacionado de pé por todo estádio.

Desde então os campeões do futebol têm por costume dar uma volta ao redor do campo para celebrar um título.

História Recuperada

O maior de todos...

O maior de todos... de volta ao maior do mundo...

Nesta terça, dia 30, o Maracanã recebe as pegadas de um de seus maiores personagens, Garrincha.

Homenagem mais que justa ao mais popular e fantástico herói do Maraca.

O Anjo de Pernas Tortas. a Alegria do Povo.

A Calçada da Fama do maior estádio do mundo foi criada em 2000, 17 anos após a morte do Mané.

E até entào só contava com uma placa em homenagem ao eterno ídolo do Botafogo.

A marca dos pés do Mané estava eternizada no restaurante carioca Pizzaiolo e foi doada à Suderj – administradora do estádio – por torcedores botafoguenses.

A Cerimônia acontece nesta terça-feira, às 11 horas da manhã.

Não é só aqui que acontece…

Tumulto, brigas, confusões.

Palavras costumeiras da cobertura esportiva brasileira quando o assunto é torcedor.

Mas briga de torcidas não é privilégio nosso.

Neste fim de semana, o clássico da Catalunha foi cheio de confusão.

Este vídeo mostra os Boixo Nois – Hooligans do Barcelona – nas proximidades do Estádio Montjuic.

Nas arquibanadas a desordem foi tanta que o jogo teve que parar por quase 15 minutos.

Oh saudade do terceiro mundo…