O Analista de General Severiano

_ Bom dia Doutor Segismundo.

_ Bom dia Seu Botafogo! Por favor, se acomode no divã. Como passou a semana?

_ Nada bem doutor, nada bem.

_ Mas por que Seu Botafogo, que aconteceu?

_ Ah Doutor, o de sempre. Eu já te disse que estou sendo perseguido, mas ninguém acredita…

 

_ Nós já conversamos sobre isso Seu Botafogo, o senhor sabe que não existe perseguição.

_ Existe, existe sim senhor. Como não? Daqui a pouco acho que o senhor que vai precisar de um analista Doutor Segismundo.

_ Vamos com calma, por que você não me conta como foi a sua semana.

_ A semana começou bem doutor. Eu fui ao interior de Minas visitar uns amigos e foi tudo ótimo. Fui tratado como um Rei em Ipatinga. Mas aí veio a segunda e eu voltei pro Rio. Então tudo recomeçou. Um primo de São Paulo ia chegar na quarta, mas desde que voltei a única coisa que ouvi foi que ele era melhor que eu, que ele era um campeão de verdade, essas coisas sabe.

_ Mas ele não é?

_ É, mas não precisa jogar na minha cara né Doutor.

_ Não é jogar na sua cara Seu Botafogo, é só uma constatação.

_ Tá bom, mas eu também sou um vencedor. Olha minha história, já vivi glórias, verdadeiros sonhos. Depois fui ao fundo do poço, mas me reergui. E hoje até que estou bem. Tô ou não tô Doutor? Mas não, ninguém olha assim pra mim. Meu anjo é um anjo torto, meu maior símbolo é o perfeito anti-herói.

_ Seu Botafogo, essas coisas que o senhor pontuou só engrandecem sua história. Esses detalhes a deixam muito mais mais charmosa, mais atraente, mais gostosa. Não veja tudo pelo lado negativo.

_ Não é negatividade. Só eu sei o que sofro, só eu entendo os olhares que me são lançados. Eu sei como sou perseguido, debochado… todos os dias. Até meu choro, expressão mais natural da humanidade, é criticado. Dizem que sou descontrolado, que sou pequeno, que me encolhi, que não tenho importância.

_ Eu discordo de você Seu Botafogo. Todo mundo sabe da sua importância, de sua história. Mas as pessoas vêem que agora o tempo é outro. Seus melhores dias já se foram, mas isso não quer dizer que hoje você não tenha importância. Na verdade Seu Botafogo, você é quem se sente inferior. Talvez por não suportar que os anos dourados já se foram…

Anúncios

3 Respostas

  1. Parabéns pelo blog, está muito bom!!!!!!!!!!!!!!

    Beijos!

  2. Conheço essa história com outro personagem. Um tal de “seu Atlético”.

  3. Nai querida, que bom te ver aqui.
    E João, vc disse tudo naquele email que me mandou, complexo de inferioridade é o mal de Botafogo, Galo e tantos outros…
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: