A Mulher do Zico

Enviado por Valéria Prochnow

zicoposterizado

Jesuína nasceu em Vitória da Conquista e se um dia ela me contou o porquê de ter vindo parar nas Minas Gerais sinceramente não me lembro. Minha memória de criança sempre se ateve àquela figura espalhafatosa que viveu por um tempo conosco – comigo e com família – na rua Chenade Nasser esquina com Monteiro Lobato – e é assim que me lembro dela hoje. Jesuína dormia num pequeno quarto que tinha uma cama beliche e um armário cheio de recortes de revistas colados nas portas. Lembro das risadas. E dos apelidos que ela botava na gente. Lembro de e das coisas dela, mas não me lembro exatamente da sua silhueta. Sei que é gorda, dessas que abraçam com o corpo todo e que estava sempre cheirando a tempero e a pimenta. E me lembro que Jesuína amava o Zico.

Queria trabalhar pra ele. Pra sempre. Ia ser feliz assim. Mas não só assim. Vivia cantando o Hino do Flamengo e não perdia um jogo: enchia de foguetes seu quarto e a cada gol ou lance bonito, sabe-se lá como, atravessava a avenida Monteiro Lobato e se metia a soltá-los. Vários. Sempre sonhei em ter um portão no muro da minha casa que abrisse para a avenida Monteiro Lobato. Avenida de tráfego intenso e que, ao atravessar minha esquina, dava de encontro com um enorme lote vago, cujo matagal botava medo nos passantes ao anoitecer. E era lá que Jesuína se metia: Ziiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiico! E chorava. Era verdadeira e ingenuamente apaixonada por ele. E pelos jogos e pelo Mengão.

Eu que devia ter uns nove, de anos, custava a entender: tudo terminava em Zico. Digo, as palavras: pra minha irmã mais nova, a mamadeira era mamazico. Pra mim e pra minha irmã quase da minha idade (mas ainda mais nova) era o papazico tá na mesa! Pra minha mãe era o cafezico, pro meu pai o pãozico e por aí vai… Jesuína falava e vivia essas coisas do futebol sempre com um radinho ou com um novo pôster do Zico. Fanatismo? Não. Coisas de Jesuína, a mulher que sonhava em trabalhar pro Zico e que soltava foguetes. Jesuína genuína, que chorava a cada gol, que ficava ansiosa logo cedo e que torcia com a camisa, fazendo a comidinha, sorrisão no rosto, gestos grandes, generosos. 

Jesuína foi morar com a gente na década de 80, ficou por pouco tempo. Teve que ir pra São Paulo cuidar dos sobrinhos e da irmã que estava doente. Sei que continua por lá, cuidando dos sobrinhos; casou-se de novo, já deve ser avó. Imagino-a ainda gorda, cabelos grisalhos, cercada pelos netos na cozinha. Exceto em dias de jogo

A Comedora de Ópio

valzitaavatarNome: Valéria Prochnow, mais conhecida por Val

Cidade: Belo Horizonte

Profissão: Jornalista de estudo, Sonhadora de ideal e Interneteira de paixão

Clube do Coração: Cruzeiro pelo pai, Galo e Barça por mim, jejejeje!

Blog: Não deixa de ler o Ópio, mas curte mesmo os Devaneios. Atualmente está atolada demais em seus freelas, sem tempo para Blogs.

Anúncios

Quase Quase

Enviado por Kaka´ do Futebolistas Roxas

Fim de Campeonato Brasileiro. Meu Grêmio ficou em 2º, quase quase conseguimos, se o Goiás tivesse ganho! E o Inter, time com o melhor plantel, só foi se entrosar realmente no final da competição, mas mesmo assim, ontem, com o time misto, perdeu para o Figueirense, que foi rebaixado, por 3×1.

Mas o assunto não é Brasileirão e sim o Mundial de Clubes FIFA, que começa dia 12 e termina dia 21. Entre os clubes participantes:

Pachuca, atual time do Christian, ex-Inter e ex-Grêmio, que disputa seu segundo Mundial, sendo o primeiro em 2005 pelo São Paulo. Clube mais antigo do México, já venceu três CONCACAFs, sendo que duas seguidas, 2007 e 2008. Ano passado, no Mundial não duraram, perderam a primeira partida para o Étoile Du Sahel. Espero que durem mais este ano, vamos Pachuca!

Al Ahly, campeão da CAF Champions League, a Champions africana, participa do seu terceiro mundial e sua primeira partida é justamente contra o Pachuca. Treinado por um português, vai novamente ao Japão para tentar o título mundial, coisa que ainda não tem.

Waitakere United, participante da Nova Zelândia, clube recente! Foi fundado em 2004, e participando de seu primeiro campeonato neozelandês, foi segundo colocado. E claro que já tem um brasileiro por lá, Adriano Pimenta, que começou jogando no Guarani de Campinas em 2000, e após passar pela Suíça, Japão, voltou ao Brasil para atuar pelo Bragantino, indo, em outubro, para o Waitakere e se diz pronto para encarar o Mundial. Ano passado caíram logo no primeiro jogo, levando 3×1 para o Sepahan.

Gamba Osaka, pela primeira vez campeão da AFC Champions League, os japoneses contam com três brasileiros para vencer o Mundial. Entre eles, Mineiro, zagueiro que jogou pelo Inter até o ano passado, Lucas Severino, que jogou pelo Corinthians em 2003, e Roni, que atuou ainda este ano pelo Cruzeiro. E sabe quem é tido como um dos ídolos do time? Marcelinho Carioca, isso aí, ídolo corintiano, que passou por lá em 2002.

Outra vaga ficou com o Adelaide United, Romário jogou lá, lembra? Ééé, eles ganharam o direito de participar pois as regras da FIFA determinam que se o clube vencedor do campeonato do país sede vencer outra competição e assim acabar participando do Mundial, o segundo melhor colocado da outra competição, no caso a AFC Champions League, de outra nacionalidade, assume o lugar daquele. Neste mundial, o Adelaide. Clube novo também, fundado em 2003, nunca foi a um Mundial, mas com a grande quantidade de títulos que já tem, é um bom adversário. Claro que tem brasileiros jogando lá. Três, para ser mais precisa.

LDU, vencedora da Libertadores deste ano em cima do Fluminense, primeira vez que vai ao Mundial, primeira vez que vence a Libertadores. Mas bah, nem é tão bom time. Seu primeiro jogo é contra o vencedor de Al-Ahly e Pachuca.

E, finalmente, Manchester United, o grande favorito a campeão do mundo este ano. Não é pra menos, venceu o Chelsea na final da Champions deste ano nos pênaltis. Tem como principais jogadores Rooney, que eu acho O Cara, joga demais demais, e usa muito bem o jogo de corpo. Cristiano Ronaldo, bom jogador, não acho TÃO bom, mas o pessoal adora, acho que ele tem um bom futebol, mas não é tudo isso. Anderson, ex-Grêmio, tá jogando muito melhor do que quando saiu do Tricolor em 2005 após vencermos aquele jogo contra o Náutico e subirmos para a primeira divisão.

Esse Mundial vai ser bom de ver, pegado, mas o Manchester tem tudo pra ganhar, time, vontade, tudo. Espero que vença, pelo Anderson, ele merece =D, e aquele guri novo também, Rafael, eu o vi no jogo contra o Arsenal pelo campeonato inglês e ele fez ótimos passes. Vamo lá, que venha o Mundial, ano que vem espero que o Grêmio esteja lá!!

A Comedora de Ópio

kakafutroxas2Nome: Caroline Conter

Cidade: Porto Alegre

Profissão: Futura advogada e fotógrafa nas horas vagas

Clube do Coração: Grêmio

Blog: Futebolistas Roxas

Resultado Adiado

O Ópio do Povo comunica a seus leitores que o resultado da votação popular para a eleição do

Chuteira dos Sonhos – Craque do Brasileirão

foi adiado para a próxima sexta-feira, dia 12.

O motivo?

Indecisão do internauta.

Em um universo de mais de 1500 votos, a diferença do primeiro para o terceiro colocado é de apenas 3.

Então, vale votar uns dias mais!

Eleja o Craque do Brasileirão!

Os 3 Primeiros

Hernanes (São Paulo) 210 votos

Alex (Inter) 208 votos

Ramires (Cruzeiro) 207 votos