A nova jóia russa

alan_dzagoev-picnik-cska-russia

Há alguns anos o mundo se encantou com o futebol de Andrey Arshavin que levou o desconhecido Zenit São Petersburgo ao inédito título da Copa da Uefa.

Arshavin – que atualmente joga no insinuante Arsenal de Londres – fez com que o mundo da bola voltasse seus olhos ao futebol russo que, historicamente, sempre foi um celeiro de grandes jogadores como o fantástico craque dos anos 50 Eduard Streitsov – chamado simplesmente de Pelé russo.

Pra esta temporada o Chelsea fez uma única contratação, o meia russo Yuri Zhirkov que saiu do CSKA de Moscou.

Mas o que Roman Abramovich não viu quando foi buscar Zhirkov era que entre os suplentes do CSKA se encontrava a verdadeira jóia russa, o meia atacante Alan Dzagoev.

Este é o jogador que mais tem me impressionado nesta temporada. Rápido e de extrema inteligência futebolística, tem uma forma de bater na bola muito especial! Dzagoev  tem o passe refinado – na liga russa do ano passado foram 10 assistências em 20 participações, muitas delas saindo do banco – e um chute de média distância letal.

Com apenas 19 anos – recém completados – Dzagoev é a maior promessa do futebol russo e ao lado do eslovaco Marek Hamsik eu diria que são as grandes apostas do futebol de todos os países que compunham a extinta Cortina de Ferro.

Na temporada passada Alan Dzagoev foi eleito a revelação da Liga Russa de futebol e foi sob o comando de Zico que ganhou a camisa 10 e a vaga de titular do CSKA.

Tenho certeza que em breve Dzagoev aparecerá em um dos principais times do futebol mundial. Se isto não acontecer na janela de transferências de inverno do futebol europeu, da Copa de 2010 não passa. Podem apostar!

Imagem: Daily Mail
Efeito: Picnik
Canal do Youtube: Kostyl87

O tempo não passa

O tempo não passa para ele

embora os cabelos

cada vez mais escassos e grisalhos

anunciem o passar dos anos

o avanço da idade.

Mas ele nem liga

e segue correndo como criança no capão.

montagem-ryan_giggs-4

Sua amizade com a bola

segue inabalável – intimidade pura

a cada toque seu

ela agradece

em tom de gozo e regozijo

como se seus chutes

fossem carícias, ato de amor carnal.

montagem-ryan_giggs-5

Quando ele entra em campo a bola sorri

marota, feliz…

E todo o mundo aplaude de pé

sua magia.

Os Diabos Vermelhos o canonizam

Santa Canhota

São Giggs de Cardiff.

montagem-ryan_giggs3

Imagens originais: View from the Terraces, Truly Reds, The Best Football Walpapers, Best Football Picture, The Guardian, Mirror Football, United Kiss e The Broom Cupboard.
Montagens: Picnik

O retrocesso que se avizinha

Sorria_voce_esta_sendo_manipulado-rede_globo-muito_além_do_cidadão_kaneNesta segunda feira o Painel da Folha de São Paulo – em sua edição impressa – publicou a notícia que a Globo, através de seu filhote Globo Esporte, está costurando nos bastidores do poder o fim do sistema de pontos corridos e a volta do mata mata ao campeonato brasileiro de futebol.

Segundo a nota, a emissora – aproveitando-se da necessidade de inversão do calendário do futebol brasileiro e consequente adequação ao calendário europeu – enviou uma proposta aos principais clubes do país sugerindo a alteração no sistema de disputa do Brasileirão.

O que seria um grande retrocesso.

Os argumentos Globais são, logicamente, esdrúxulos e facilmente combatidos.

O que seria mais emocionante? 6 rodadas com Galvão e Cléber Machado gritando haja coração ou um campeonato de 38 rodadas onde desde a primeira todos os jogos são decisivos?

O que seria mais rentável para o futebol brasileiro? Um campeonato onde 4 equipes disputam o último mês de competição enquanto as outras 16 entram de férias perdendo pelo menos um mês de receitas relativas à bilheterias e aparição na mídia ou um campeonato que privilegia organização e planejamento e onde os vinte times atuam igualmente durante todos os meses de competição?

O que seria mais justo? Um campeonato em que uma equipe pode ser campeã com 10 pontos a menos que o vice campeão – como aconteceu em 1977 – ou uma competição que premia a regularidade e o mérito e que consagra como campeão aquele time que fez mais pontos ao longo de 38 rodadas?

Acho que todas as respostas são mais que óbvias.

rede_globo-tv_globo-globo-merda-lixo

A mudança, mesmo que ainda seja apenas uma proposta, é um absurdo sem tamanho que representa uma volta ao passado para o futebol brasileiro, um grande retrocesso.

É lamentável que a toda poderosa Globo queira gerir o futebol brasileiro. A compra dos direitos de transmissão não pode ser traduzida como uma permissão à gestão. A TV é apenas mais uma cliente que consome o produto futebol, não cabe à ela administrar nem governar o mundo da bola.

Resta agora torcer para que nossos  quase sempre deploráveis cartolas batam o pé e não aceitem esta ingerência Global.

A Globo defende a volta do mata mata. E os abusos da emissora do plim plim, quem mata?

Um retundante

Não ao mata mata no Brasileirão!

Pontos corridos pela mertitocracia no futebol brasileiro!

Imagens: Mente Consciente e Arrotos Culturais