A maturidade do Ganso

Pelo que pude ver na internet, um ganso leva em média 8 meses para atingir a maturidade que, nos animais, é delimitada pelo início da fase reprodutiva.

No futebol, a maturação de um grande jogador não tem um tempo previamente determinado, mas alguns fatos, como títulos, derrotas e decisões – também a delimitam.

Na final do Campeonato Paulista, Paulo Henrique Ganso deu mostras de sua maturidade futebolística. Que é um craque, disto ninguém duvida já há algum tempo, mas alguns ainda insistiam em questionar, em dizer que ele ainda não e não está pronto.

Mas depois do último domingo os argumentos contra ele se acabaram. Ganso é um jogador extraordinário e prontíssimo, para o que der e vier, até mesmo para a camisa 10 amarela. Em uma final muito tensa, ele foi o nome, foi o cara. E nem falo da assistência – simplesmente genial –para o segundo gol do Neymar.

Em desvantagem numérica e na bola, o Santo André engolia o Santos, Ganso chamou toda a responsabilidade. Gastou o tempo como podia, com dribles desconcertantes, passes no espaço vazio e até mesmo a boa e velha catimba.

No finalzinho, quando o falastrão Roberto Brum foi expulso e o Santos passou a ter 8 jogadores contra 10 do Santo André, Dorival Júnior mandou o zagueiro Bruno Aguiar entrar no lugar do Ganso. Mas o craque paraense não aceitou a substituição. Disse que não sairia e ainda aconselhou o treinador: Tira o André.

Dorival Júnior obedeceu, o Santos segurou o resultado e assegurou o título.

Há quem diga que a atitude do Ganso é reprovável, insubordinação que explicitou as fraquezas do comandante do barco. Eu discordo frontalmente. Acho que a negação a ser substituído nada tem a ver com debilidade ou falta de comando do Dorival Júnior. Passa sim pela genialidade do garoto Paulo Henrique, capaz não só de fazer maravilhas com a bola no pé. Ganso mostrou maturidade, mostrou que além de jogar muito é um cara que sente jogo com todas suas sutilezas e nuances. Um craque pronto.

Paulo Henrique Ganso tem apenas 20 anos de idade. Parece que tem 20 de bola. De tão naturais que são seus passos em campo, parece que o menino de Ananindeua já nasceu de chuteiras.

Há algum tempo que defendo sua convocação para a Copa do Mundo. Mas recentemente mudei de opinião. Agora não penso mais que Dunga tenha que arrumar um lugar pra ele em seu grupo, Ganso tem é que ser titular da seleção!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “A maturidade do Ganso“, posted with vodpod
Vídeo: Globo
Anúncios

Tardelli X Tortuguita

A última semana foi especial para Diego Tardelli.

Um gol na primeira final do Campeonato Mineiro contra o Ipatinga e vitória do Galo por 3 X 2.

Depois, 3 gols contra o Santos pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil e o mesmo placar, Galo 3 X 2.

E mais um gol na decisão do mineiro em nova vitória atleticana sobre o Ipatinga, 2 X 0 que garantiu o 40º título estadual para o Galo, maior campeão das alterosas, pelo menos quando o assunto é regional.

Quando via pedaços da decisão mineira com minha mãe, ela me chamou a atenção para uma semelhança.

Tardelli é a cara da Tortuguita, aquela do chocolate que leva o mesmo nome da Arcor.

Não tive dúvidas, tinha que virar Cara de Um, Fucinho do Outro.

Imagens Originais: Rede Record e Arcor
Efeitos: Picnik