A democracia alemã

Agora a hierarquia é diferente. Dividimos as responsabilidades, vivemos uma democracia. E democracia no futebol é o que faz o time dar certo.

A frase é de Arne Frederich, zagueiro e eventualmente lateral da Seleção Alemã e do Hertha Berlim.

O tema mais abordado na coletiva alemã de ontem, 8 de junho, foi o corte do capitão Michael Ballack.

Não sei se na Alemanha as coisas são como em Minas, mas se lá para o bom entendedor o pingo também soa como letra, então dá pra falar que o grupo de jogadores da Seleção Alemã não ficou nada descontente com o corte de Ballack.

Imagem: Federação Alemã de Futebol

2 Respostas

  1. “E democracia no futebol é o que faz o time dar certo.”

    Então tá. Tragam a taça para a casa.

    Arne Frederich foi o primeiro a abraçar o capitão Ballack quando ele salvou a Alemanha de voltar mais cedo para casa na EURO2008, naquele jogo contra a Austria.

    Mas eles estão certo, agora eles teram uma chancezinha de aparecer um pouco mais na midia…kkkkkkk

  2. […] Já há algum tempo que venho dizendo que esta Seleção Alemã é a mais talentosa desde a geração do título de 90 que tinha Voller, Klinsmann, Matthaus, Karlheinz Riddle, Littbarski e Brehme, entre outros. Mesut Ozil, Thomas Muller, Marko Marin e Sami Khedira agregaram não só juventude, mas também qualidade técnica à este equipe germânica. E apesar da juventude, o grupo assimilou bem alguns golpes, como por exemplo o corte do líder Michael Ballack. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: