Análises e Palipites das Oitavas de Final – II

Alemanha e Inglaterra é o confronto de maior peso e história destas oitavas de final. Pra falar só de mundiais, os dois países decidiram a Copa de 1966 e fizeram a semifinal em 1990, mas a rivalidade entre estas duas nações extrapola o mundo da bola.

A Alemanha encantou o mundo na primeira rodada ao golear a Austrália por 4 X 0. Na sequência decepcionou a todos ao não mostrar o mesmo futebol da estréia e ser derrotada pela Sérvia, 1 X 0. Na partida que valia a classificação jogou pro gasto, bateu Gana por 1 X 0 e garantiu o primeiro lugar do Grupo D. A Alemanha tem o time mais jovem da Copa e isto pode pesar em um jogo de tanta história e rivalidade. Por outro lado, é em seus jovens que o time germânico encontra sua grande fonte de talento, principalmente em dois jogadores do Werder Bremen, Mesut Ozil e o suplente Marko Marin. É uma equipe interessante, mas me parece que sua Copa será a de 2014.

A Inglaterra é uma das grandes decepções até aqui. Não jogou nada contra Estados Unidos e Argélia e suou pra classificar. A vitória sobre a Eslovênia, magrinho 1 X 0, foi a melhor apresentação do English Team que ainda não achou sua formação ideal e sente muito o péssimo estado físico de Wayne Rooney, melhor jogador da equipe. Mas como muitos dizem, a Copa começa nas oitavas. E um time que tem Rooney, Gerrard, Lampard, Terry, Barry, Carrick, Defoe e tantos outros bons jogadores não pode ser ignorado.

Acredito em um grande jogo neste domingo, com cheiro de prorrogação. A Inglaterra já melhorou com a entrada de Defoe no lugar de Heskey, mas ainda não é suficiente pra passar por um gigante como a Alemanha. O time de Fabio Capello terá que encontrar mais bola, principalmente em seu meio de campo que até agora quase não jogou. Os germânicos têm um bom time, mas ainda sofrem com a instabilidade, fruto da baixa média de idade do elenco. Já que é pra dar pitaco, eu fico com a experiência inglesa.

Meu Palpite: 3 X 2 pra Inglaterra, com 1 X 1 no tempo normal.

Argentina e México repetem o confronto de oitavas da última Copa, na Alemanha. Em 2006 a Argentina suou pra passar, e só conseguiu fazê-lo na prorrogação com um golaço de Maxi Rodriguez, jogador que deve substituir Verón neste domingo.

A Argentina é o time que joga o futebol mais agradável desta Copa. Também, com Milito, Higuaín, Tévez, Aguero, Verón e o sensacional Messi, não dava para os hermanos fazerem diferente. Se do meio pra frente a alvi celeste é só alegria, do meio pra trás a palavra é preocupação. Demichelis não convence no miolo de zaga e Jonás Gutiérrez na lateral direita é simplesmente um desastre. Samuel é dúvida, o que piora as coisas ainda mais.

O México nunca foi lá essas coisas. E o técnico Javier Aguirre ainda ajuda. O treinador mexicano tem tomado decisões incompreensíveis, como barrar o excelente Andrés Guardado e preterir os bons e jovens Javier Hernandéz e Pablo Barrera ao velho e gordo Cauahtémoc Blanco, ex jogador em atividade.

Tá todo mundo falando que o México pode aprontar, mas sinceramente não vejo como a seleção azteca pode complicar para a Argentina. O time de Diego Maradona é muito superior em todos os setores e conta com um ataque avassalador. O México pode até jogar como nunca, mas creio que perderá como sempre.

Meu palpite: Argentina 3 X 1.

Imagens Originais: ETF Trends, Geliosoft, Internationl Education e Skate Boy on Photobucket
Colagens: Picnik
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: