Análise e Palpite da Grande Final

Espanha e Holanda nunca se enfrentaram em Copas do Mundo. Fora dos Mundiais foram 9 confrontos, 4 vitórias para cada lado e um único empate. Equilíbrio histórico que deve se repetir no Soccer City neste domingo.

Dois times que gostam da gorduchinha. Espanha e Holanda baseiam seus jogos na posse de bola, o que pode representar um grande duelo no meio de campo. Do lado laranja, Sneijder é quem deve ditar o ritmo. Do lado ibérico todo o jogo deve passar pelos pés de Xavi e Iniesta.

A Holanda tem uma campanha irrepreensível nesta Copa do Mundo. Venceu seus 6 jogos e mais além dos resultados, o que mais impressionou foi a segurança com que os comandados de Bert van Marwijk conseguiram as vitórias. Uma equipe madura que sabe exatamente o que fazer dentro de campo.

Já quanto à campanha espanhola na África do Sul existem reservas. A Fúria estreou com derrota para a fraquíssima Suiça e cambaleou na primeira fase. Mas o time espanhol vem crescendo e mostrou suas garras na semifinal, quando não deu a menor chance à Alemanha, equipe sensação do Mundial.

A Holanda tem um grande time e isto é inegável. Uma equipe muito bem armada, consciente e com dois craques, Arjen Robben e Wesley Sneijder. Mas a Espanha é bem mais que um grande time.

A Fúria é a síntese daquilo que se convencionou chamar de futebol bonito. Um estilo de jogo clássico, plástico e ainda assim eficiente.  Muita posse de bola, troca de passes e movimentação, uma equipe que encanta. É verdade que às vezes falta um pouco de profundidade ao time, mas a entrada de Pedro melhorou muito esta questão.

E se a Holanda tem dois craques, a Espanha conta com dois monstros, dois verdadeiros fenômenos. Xavi e Iniesta são dois dos jogadores mais inteligentes da história do futebol. Rápidos, técnicos e incrivelmente lúcidos, os meias do Barça se complementam perfeitamente e formam a melhor dupla de meio de campo do mundo. E como é bom vê-los jogar, tudo parece tão fácil, tão simples.

Se a Holanda é a seleção há mais tempo invicta no futebol mundial, a Espanha é aquela que mais encantou nos últimos 4 anos. Dos últimos 53 jogos, a Fúria venceu 48, empatou 3 e perdeu apenas dois. Curiosamente, as duas derrotas aconteceram na África do Sul; 3 X 0 para o Estados Unidos na Copa das Confederações do ano passado e 1 X 0 para a Suiça na estréia deste Mundial.

Aonde quero chegar é que se existe justiça no universo da bola, a Espanha tem que vencer esta final!

Meu Palpite: Espanha 3 X 1 Holanda.

Imagens Originais: Spanskespanol e NowPublic
Colagem: Picnik

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: