O lúdico, o democrático e a queda do melhor time do mundo

Dois aspectos diferenciam o futebol de todas as demais modalidades esportivas, o lúdico e o democrático.

O lúdico porque somente no futebol é permitido brincar. Não há restrição ao tempo de posse de bola, ao número de toques permitidos à uma equipe que pode entrar em campo e simplesmente jogar, se divertir.

E o democrático porque, no esporte bretão, nem sempre importa ser o melhor ou o mais forte. Não há garantias de que o gigante Golias derrube o pequeno Davi e a vitória não está previamente reservada a quem é tecnicamente superior.

Estes dois aspectos, diferenciais do futebol, estão intrinsecamente relacionados com o empate/vitória do Chelsea no Camp Nou que classificou o time inglês para a final da Champions.

O lúdico porque reside aí a principal explicação para desclassificação do Barcelona, analisando apenas a postura do time catalão e sem entrar nos méritos – que foram muitos – da equipe londrina. O Barça desistiu de brincar muito cedo na partida contra o Chelsea, talvez motivado pelo improvável e belíssimo gol de Ramires no finalzinho da 1ª etapa. Com 15 minutos do 2º tempo os catalães já haviam se esquecido de si mesmos e, como se não fosse o Barça, começou a usar e abusar do chuveirinho, olvidando das características que o levaram até à semi, o tiki taka envolvente que encantou o mundo nos últimos anos.

E o democrático porque mesmo o Chelsea sendo um timaço, o jogo representou a derrota, mesmo o resultado sendo de empate, do melhor time do mundo. E mais, com um pênalti perdido pelo melhor jogador mundo que, ainda assim, considero de outro mundo.

E isto nada muda com o resultado desta terça. Sim, o Barcelona ainda é o melhor time do mundo, assim como Messi ainda é, bem à frente dos demais, o melhor e mais genial jogador de futebol deste e de outros possíveis mundos. Embora muitos queiram colocar a desclassificação como o fim do encanto e da fantasia, o Barça segue sendo uma equipe fantástica que vem batendo recordes e fazendo história e que, pelo menos pra mim, ainda está longe de fechar seu ciclo virtuoso, principalmente se Pep Guardiola permanecer no clube ou se seu sucessor for alguém que tenha a mesma filosofia de trabalho, Tito Vilanueva por exemplo.

Voltando ao duelo da semi, o Chelsea carimbou sua passagem para Munique com toda justiça e merecimento. Sabendo que não poderia encarar o esquadrão azul e grená de igual para igual adotou uma proposta defensiva e, o mais importante, não abandonou o sistema durante um único minuto. Tanto no Stamford Bridge como no Camp Nou, os Blues foram extremamente aplicados, determinados, disciplinados e inteligentes para enfrentar o melhor time do mundo. O Chelsea não usou de recursos baixos para tumultuar o jogo, não deu pancada, não polemizou, nada disto, marcou. Fechado no Catenaccio de Di Matteo, a equipe inglesa jogou muita bola, defensivamente falando, mas como disse anteriormente, defender também é uma parte importante do futebol e, por que não, uma arte.

Os ideólogos do futebol bailarino de pedaladas, firulas e ataque a todo custo hão de criticar, mas defender também é uma arte e também pode levar aos títulos. Não fosse assim, não teríamos na Itália uma das maiores potências do futebol mundial ao longo destes mais de cem anos do esporte bretão.

Por isto, não há que se tirar o crédito da classificação londrina. O Chelsea mereceu porque foi melhor que o Barcelona mesmo sendo inferior.

Eu sou um confesso admirador do estilo barcelonista de jogar futebol e considero o time da Era Guardiola o melhor que já vi jogar, melhor inclusive que o Milan dos holandeses que assombrou o mundo no final dos anos de 1980 e início da década de 1990. Até por causa da minha ligação com o basquete, babo ao ver Messi, Iniesta e Xavi dispostos em triângulos, como nos ensinaram os mestres John Wooden e Tex Winter no esporte da bola laranja. Mas nem por isto deixei de vibrar com a classificação do Chelsea.

Porque a exemplo do que disse o Mauro Cezar, não considero a vitória inglesa uma derrota do futebol. Pelo contrário, o futebol só ganhou com o que vimos nesta terça, 24 de abril. A classificação dos Blues foi linda e verdadeiramente emocionante. Ainda mais com o gol que selou a classificação sendo marcado por Fernando Torres, um jogador que custou uma fortuna, que até então não havia produzido absolutamente nada e que, durante toda esta temporada, foi uma chacota na imprensa mundial pelos gols perdidos e atuações muito abaixo da crítica e do que ele pode produzir.

Nem em Hollywood podiam um prever um roteiro assim e é por isto que o futebol é o esporte mais popular do mundo.

Pra fechar, um breve comentário sobre a tolice humana. Após o jogo, pulularam nas redes sociais diversos comentários sobre um Messi pipoqueiro que amarela em decisões, uma besteira sem tamanho. Só pra lembrar, Messi tem apenas 24 anos e já tem 3 títulos da Champions, marcando gols em duas destas 3 decisões. Antes dos 25 já se tornou o maior artilheiro da história do Barça e aqui lembro aos pachecos de plantão que por lá passaram Ronaldo, Ronaldinho e Romário, pra citar só 3 exemplos. Ele tem 5 títulos espanhóis, foi artilheiro da Champions por 3 edições seguidas e ainda pode ser pela 4ª. Sem falar nos seu histórico de gols e assistências nos clássicos contra o real Madrid. Portanto, chamar Messi de pipoqueiro é de uma tolice sem tamanho que só pode ter origem no pachequismo desmedido de quem não aceita que o melhor do mundo é um argentino e não um brasileiro.

No mais, parabéns ao Chelsea, ao técnico Roberto Di Matteo e a todo elenco londrino, especialmente a Petr Cech, Gary Cahill, Ramires, Frank Lampard, Fernando Torres, Raul Meireles e Didier Drogba, heróis da histórica classificação do time londrino.

Imagens: ESPN Brasil e Barcelona

Uma resposta

  1. bem feito que ganhar tudo e messi nunca foi o melhor jogador do mundo .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: