Opções pro Real Madrid sair do buraco

O Real Madrid vai ao Camp Nou com uma baita desvantagem nas costas.

Se vencer o Barcelona já não é fácil, vencê-lo por 2 gols de diferença no Camp Nou lotado é tarefa quase impossível. Mesmo para um galáctico Real Madrid.

No jogo de ida, na capital espanhola, o time merengue se limitou a defender. Com 3 ótimos centroavantes no elenco – Higuaín, Benzema e Adebayor – Mourinho optou por Cristiano Ronaldo na referência do ataque. Aliás, a única peça do ataque branco.

Se quiser chegar à final da Champions, o Real vai ter que mostrar mais. Apenas se defender a garantir o zero a zero, como na final da Copa do Rei, não basta.

Segundo o sítio da Espn Brasil, apenas 4 vezes na história o Real Madrid conseguiu bater o Barça na casa azul e grená pela diferença necessária para se classificar hoje. Na última, os merengues ainda contavam com a dupla histórica formada pelo húngaro Ferenc Puskas e o argentino Alfredo Di Stéfano, 5 X 1 pelo espanhol, em 1963. As outras 3 vezes que o Real foi à casa do Barcelona e voltou com uma vitória por dois gols de diferença ou mais aconteceram em 1930, 1935 e 1960.

Abaixo, listo algumas possibilidades mais ofensivas para o Real Madrid, levando em conta as ausências de Sergio Ramos e Pepe, suspensos.

Pra começar de leve, poucas mudanças. Abandono os 3 volantes – escalados nos 3 primeiros jogos nesta sequência de 4 partidas contra o Barça – mas a alteração para o esquema da moda, o 4-2-3-1, é quase mínima. Uma mudança um pouco mais radical seria manter Ozil na linha de armadores e recuar Kaká para volante, no lugar de Lass Diarra.

Mais uma opção com apenas um atacante é o 4-1-4-1, igual ao Chelsea de Avram Grant que chegou à final da Champions em 2008. É um esquema que eu gosto muito e, com um elenco tão vasto e qualificado, o Real pode muito bem jogar assim.

Já passando para dois dianteiros, a primeira opção é o 4-4-2 à inglesa, com dois homens centralizados e dois meias abertos, quase pontas recuados, igual ao Manchester quando joga com dupla de ataque. Aqui também temos a opção de colocar Kaká para fazer um dos homens centralizados, saindo do time Lass Diarra ou Xabi Alonso. Di Maria também poderia dar lugar a Ozil, embora pra mim esta substituição não faça muito sentido.

Uma opção mais ofensiva com dois atacantes é o 4-1-3-2. Cuca já fez isto com o Cruzeiro, prendendo Marquinhos Paraná e adiantando Henrique para formar uma linha com Montillo e Róger. Pensando em mais segurança, Lass Diarra poderia ser o único volante, abrindo mão assim da excelente saída de bola de Xabi Alonso.

Abrindo mais o time, chegamos ao 4-3-3 com dois volantes. A Inter de Milão jogou assim na primeira partida das semis da Champions na temporada passada, contra o Barça, e venceu por 3 X 1. Naquela ocasião Mourinho postou Thiago Motta e Cambiasso na cabeça da área, com total liberdade para o meia Sneijder e os 3 atacantes – Eto’o, Pandev e Milito.

Outra possibilidade é o 4-3-3 com apenas um volante, mas contra o Barça da posse de bola – desde maio de 2008 o Barcelona tem mais posse de bola que o seu adversário, em todos os jogos! – me parece um suicídio. Uma opção seria entrada de Granero em uma das meias e de Lass Diarra no lugar de Xabi Alonso, o que daria mais pegada ao time.

Agora chegamos aos esquemas com 3 zagueiros, que já adianto, pra mim não funcionam contra este Barça. Mas mesmo assim aparecem aqui como opções. A primeira é o 3-4-3 clássico, muitas vezes já utilizado por Cuca, principalmente em seus tempos de Botafogo. Rijkaard também jogou assim no Barça.

Outra formação com 3-4-3 poderia incluir 3 centroavantes enfiados na área do Barcelona. Como o time catalão é baixo e os merengues contam com grandes cruzadores, sem falar que os 3 homens de referência dos blancos sabem jogar, este esquema poderia trazer problemas para os comandados de Guardiola. Embora eu não acredite que dê certo, é uma possibilidade.

A última alternativa é um 3-2-3-2, com Marcelo e Di Maria fazendo as pontas e Cristiano Ronaldo como segundo atacante. Uma opção mais ofensiva para esta forma de jogar seria recuar Kaká pro lugar do Xabi Alonso ou do Lass Diarra, colocando Ozil por dentro na linha de 3 armadores.

A Seleção da Copa

Publico agora a minha, ou melhor, as minhas seleções da Copa.

Primeiro e segundo time porque escolher só 11 é muito difícil.

Primeiro Time (3-2-3-2)

Segundo Time (4-1-3-2)

Imagem Original: Submarino
Efeitos: Picnik

Seleção Brasileirão 09

Com atraso, mas ainda em tempo, aí vai minha seleção do campeonato brasileiro de 2009. Os jogadores aparecem nas posições onde jogaram a maior parte do campeonato, exceção feita à lateral direita.

Em virtude da falta de bons nomes para esta posição, na lateral direita do 1º time aparece o volante Willians do Flamengo que em boa parte do campeonato atuou fazendo o lado direito do meio de campo rubro negro. Então foi só recuá-lo um pouquinho pra fazer a lateral, função na qual ele já havia jogado no Santo André.

Sem mais delongas, aí vai a minha seleção do Brasileirão 09, 1º e 2º times.

1º Time (4-1-3-2)
2º Time (4-1-3-2)

Imagem do Estrelão: Submarino

Se eu fosse o técnico…

Aproveitando esta semana de eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 resolvi brincar de técnico!

Iria postar aqui como ficariam as principais seleções do mundo caso eu fosse o treinador.

Pensei nas 10 melhores, mas aí meu querido Uruguai ficaria de fora… e eu não faria isto com nossos amistosos vizinhos que nos deram a garra de Obdulio Varela, a classe do príncipe Enzo Francescolio ideário político de José Artigas e as palavras mágicas de um certo Eduardo Galeano.

Então estabeleci que a brincadeira partiria dos 7 campeões mundiais. E completei com os 4 países que não alcançaram a glória máxima das Copas, mas pra mim se encontram hoje – ou pelo menos poderiam se encontrar – entre as melhores seleções do mundo.

Então aí vão os 11 melhores esquadrões nacionais da atualidade… na fantasia da minha realidade!

Alemanha (4-2-3-1)
minha_alemanhaArgentina (4-4-2)
minha_argentinaBrasil (4-1-4-1)
meu_brasil03

Costa do Marfim (4-1-4-1)
minha_costa_do_marfimCroácia (4-4-2)
minha_croacia-2 Espanha (3-2-3-2)
minha_espanhaFrança (4-4-2)
minha_françaHolanda (4-4-2)
minha_holandaInglaterra (4-4-2)
minha_inglaterra

Itália (4-3-3)
minha_italiaUruguai (4-4-2)
meu_uruguai

Imagem Estrelão: Submarino

Meu Brasil X Minha Argentina

Dizem que no Brasil somos 170 milhões de técnicos de futebol.

E também dizem que cada brasileiro tem sua própria seleção, aquela que não perderia pra ninguém.

Eu tenho o meu escrete. Aliás, tenho vários. Um pra cada dia.

Então aí vai Meu Brasil e Minha Argentinade hoje.

Brasil (4-1-4-1)
meubrasil03-09-09-2

Argentina (4-4-2)
minha_argentina-03_09_09-seleção_argentina

Imagem do Estrelão: Submarino

Opções pra seleção

Zangado nosso novo colunista!

Zangado, nosso novo colunista!

É com prazer que estréio minha coluna aqui no Ópio do Povo. Confesso que foi com enorme alegria e surpresa que recebi o convite do Bernardo. Espero não decepcionar os comedores de ópio

O que poucos sabem é que eu sempre fui o anão que manjava de futebol. No nosso time – Toquinhos Futebol Clube – eu era o camisa 10, o cérebro pensante dentro de campo. Além de exercer, paralelamente, a função de técnico e manager.

Na nossa equipe o Dunga era apenas um cabeça de área, nem volante conseguia ser. Um carregador de piano sem muito brilho, sem muitos recursos técnicos. Tanto que até hoje a venda dele pro Inter de Porto Alegre, que aconteceu na minha gestão, é considerada a melhor transação na história do futebol na nossa Terra, o equivalente à venda do Fábio Júnior pra Roma, se lembram?

Uma de suas características mais marcantes, além das poucas palavras, sempre foi sua famosa teimosia. Tinha dia que nem a Branca de Neve pra fazê-lo mudar de opinião, dureza.

Essa teimosia se nota na forma como Dunga se casou com o esquema da moda, o 4-2-3-1. Até contra o inofensivo Peru o treinador não abriu mão dos 2 cabeças de área leões de chácara

Seleção do Dunga
seleçao do dunga Nada contra o esquema, a seleção espanhola joga assim e há um pensamento, quase unânime, que a Fúria vem jogando o melhor futebol entre todas seleções do mundo desde 2006. Mas o Brasil, com a grande variedade de bons jogadores que tem, poderia muito bem pensar em outras variações de jogo.

Abaixo apresentarei algumas delas, na mantenho a formação do ex companheiro de Toquinhos FC, mas com algumas opções que poderiam deixar o time mais leve, mais solto.

4-2-3-1 do Zangado
seleção brasileira 4-2-3-1 Zangado4-4-2 com losango
seleção zangado 4-4-2 losango4-4-2 com quadrado
seleção zangado 4-4-2 quadrado4-3-3 com 2 volantes
seleção zangado 4-3-3 com 2 volantes4-3-3 com 2 meias
seleção zangado 4-3-3 com 2 meias4-1-4-1
seleção zangado 4-1-4-1

 E pra não ficar em cima do muro, aí vai a minha seleção ideal!
seleção brasileira ideal do Zangado 

Só os daqui

Toda vez que seleção brasileira é convocada vem aquela mesma história do convoca quem joga fora ou convoca quem está aqui.

Desta vez o técnico anão justificou a não convocação de jogadores de clubes nacionais, mesmo assim o papo voltou à tona…

Chega a me surpreender este tipo de discussão. Pra mim a coisá é bastante óbvia, seleção tem que ter os melhores, independente se jogam no Brasil, Itália, Inglaterra ou Emirados Árabes.

Mas pra brincar, aí vai uma seleção só com os daqui.

estrelao prancheta so os daqui

Dá jogo?