O futebol e a higiene bucal

Os estádios de futebol, mundo afora, reservam uma infinidade de seres e atitudes estranhas, bizarrices das mais variadas naturezas.

Eu, sempre que viajo, arrumo um jeitinho de acompanhar um jogo ao vivo, qualquer que seja. Já vi até Tigre (ARG) X Chacaritas Juniors (ARG), Juventus (SP) X Linense (SP), Ananindeua (PA) X Tuna Luso (PA), entre tantos outros.

Nos diferentes estádios que já visitei, vi de tudo um pouco… mas a Premier League conseguiu, mais uma vez, me surpreender.

Escovar os dentes nas arquibancadas e, ao mesmo tempo, putear o adversário é realmente uma novidade para mim…

Canal do Youtube: iFCBarca
Anúncios

Overdose de futebol

museu_do_futebol-fachada

O Ópio anda meio abandonado porque passei a última semana em São Paulo participando de um media training da LNB e cobrindo o início do NBB. Mas não me esqueci do futebol.

Aproveitei minha estada na Terra da Garoa pra conhecer o Museu do Futebol. E é até difícil pra mim descrever o quanto amei o museu.

Pra que vocês tenham uma idéia, cheguei ao Pacaembu no sábado às 9:40, vinte minutos antes da abertura deste templo histórico da bola. E só saí, quase expulso, às 18:00, horário de fechamento.

É isto mesmo, passei 8 horas no Museu do Futebol, vi todas as salas, a exposição temporária Mania de Colecionar e até joguei bola com as crianças naquele tapete de projeção, uma verdadeira overdose

Cheio de história e com muita interatividade, o Museu do Futebol é um passeio obrigatório para os amantes da bola, das artes e da história moderna do nosso país que – queiram ou não queiram os Pimbas do nosso Brasil – está diretamente enrelaçada com o esporte bretão.

Gostei tanto que fica difícil apontar algum destaque. Mas já que tem que ser assim fico com dois:

A sala Exaltação, uma homenagem alucinante ao torcedor! Esta sala se localiza abaixo das arquibancadas do Pacaembu, entra as estacas de sustentação. Imagens e sons das 30 maiores torcidas do Brasil levam o visitante a vivenciar – na pele, coração, olhos e ouvidos – a emoção de um estádio de futebol.  Simplesmente extasiante!

sala_exaltaçoes-museu_do_futebol

E a sala Origens. Em termos históricos esta é, de longe, o ponto mais alto do Museu do Futebol. São 410 fotografias e mais um filme que contam os primórdios do nosso futebol dentro do contexto histórico do pós abolição. A sala Origens aborda também os processos de profissionalização do futebol e da inserção do atleta negro no esporte bretão em terras tupiniquins. As fotos são simplesmente fantásticas e emocionam a todos que – como eu – conseguem morrer de saudades daquilo que nem viu nem viveu.

sala_origens-museu_do_futebol

Quem vive em São Paulo e não conhece o Museu do Futebol, não perca tempo, é demais! E pros que vivem fora de Sampa fica a dica, vale uma viagem só pra conhecer!

Para saber mais, tipo localização, horários, preços  e como chegar, acessse o sítio oficial do Museu do Futebol!

Imagens: Hotelier News, Flickr do Pedrovisky e Arcoweb

Fotos de Galo X Santos

Enviado pelas leitoras
Luciana de Campos e Luciana Louzeiro

As leitoras Luciana de Campos e Luciana Louzeiro estiveram no Mineirão neste último fim de semana para acopanhar a partida Galo X Santos, que terminou 3 X 1 para o alvinegro mineiro.

Além de comemorar a vitória as meninas puderam curtir aquele momento tiete no hall principal do estádio. Tem foto com Diego Tardelli, Corrêa – o grande nome da vitória atleticana – Márcio Araújo e até com o Professor Luxa.

É só clicar na imagem abaixo – ou no botão ver todas as imagens – e curtir o slide com as fotos!

slide-galo_santos

Loucos por camisas

coleção-camisas-futebol

Eu sempre gostei de camisas de futebol, embora nunca tenha sido um fanático propriamente dito.

Na infância cheguei a começar uma pequena coleção por conta de duas camisas que me foram presenteadas; uma do FC Koln, o Colônia da Alemanha; e outra da seleção inglesa, do centroavante Gary Lineker. Mas acabou não indo pra frente.

Ainda hoje conservo o gosto pelas uniformes de futebol, sem fanatismo, sem pretensões. Tenho alguns xodós como as camisas dos 3 títulos europeus do Barça, 1992, 2006 e 2009; e aquela do Arsenal toda bordeaux. Mas curto mesmo as camisas mais toscas, mais bizarras. Do meu pequeno e estimado acervo as que tenho maior apreço são a do Maranguape do Ceará e a do Pirambu de Sergipe, patrocinada – em letras garrfais – pelo grupo de forró erótico Calcinha Preta.

Eu não sou fanático, mas esta semana conheci um blog de uns caras que são… completamente loucos por camisas de futebol!

loucos_por_camisas_de_futebol

Trata-se do Camisaria Futebol Clube. Conheci o blog através de um comentário no Ópio do André Fidusi, que é um dos editores do Camisaria. E pra minha surpresa dois companheiros de FM Lagoinha também assinam o blog, Fábio Pinel e Eduardo Macedo.

Em tempo: Ademg informa, substituição no Camisaria, sai Eduardo Macedo e entra Frederico Jota.

O Dudu, se minha memória não me trai, já era um aficcionado por camisas desde os tempos de rádio.

Mas o papo aqui é outro, é o Camisaria Futebol Clube. E o blog dos caras é bem bacana! Lá pode-se ver desde camisas retrôs, esquisitices como a do Bragantino de 1990 – verdadeira pérola – até uma série com as maravilhosas camisas da Premier League, as minhas favoritas. Tirando a tabela, tudo é lindo na Premier Legue, jejejej!

Bom, se você é um viciado em camisas de futebol não pode deixar de visitar o Camisaria Futebol Clube, vale a pena demais!

logo-camisaria_futebol_clube

Imagens: PinFotos

Vodka na cabeça!

Quem gosta de futebol e nunca sonhou em marcar um gol num jogo de verdade e sair ovacionado pela torcida?

Acho que todos amantes da bola já tiveram este desejo.

Neste fim de semana um torcedor realizou o sonho de todos nós que não chegamos a ser profissionais.

A partida, válida pelo campeonato russo, era Saturn X Spartak. Os visitantes tinham um pênalti a seu favor e quando Alex – ex Inter de Porto Alegre – se preparava para efetuar a cobrança um torcedor invadiu o campo e bateu a penalidade antes do meia.

Os jogadores riram, as arquibancadas do Saturn Stadium foram ao delírio!

Sei que é politicamente incorreto, mas como não tô nem aí pra isto, eu confesso que também delirei! O gordinho fez o que todos nós sonhamos um dia!

E o melhor foi a comemoração ao lado do amigo… tudo sob os aplausos da galera!

Se ainda não viu, tá aí o vídeo, divirta-se!

Canal do Youtube: almiro

Tricolores unidos e politizados

torcida-do-fluminenseDeu no blog do Mauro Cézar Pereira, torcedores – realmente organizados – do Fluminense estão se mexendo para fazer a diferença nas próximas eleições do Tricolor das Laranjeiras.

O grupo Flusócio acaba de criar o Serviço de Apoio ao Torcedor Tricolor – Satt.

O objetivo é facilitar a associação de torcedores ao clube para que possam fazer a diferença no pleito de novembro do ano que vem e, através do voto, tirar o poder do Tricolor das mãos de Horcades o presidente sem neurônios – e sua turma.

Pelo estatuto do Fluminense, todos os torcedores associados até 30 de setembro de 2009 poderão votar na eleição do ano seguinte.

motoboysO SATT, disponibiliza até motoboy para facilitar a associação.

É bem simples, você entra em contato com o Flusócio via telefone, carta ou email. Eles te passam toda a documentação necessária para a associação e quando você estiver com tudo em cima eles mandam um motoboy até sua casa. Aí é só preencher a ficha de inscrição, pagar a taxa e esperar, a carteirinha chega em casa pelos correios ou através do serviço de motoboy.

Interessante iniciativa de torcedores que não se limitam a fazer barulho na arquibancada, mas querem realmente fazer a diferença na política e na gestão do clube.

Imagens: Diário do Rio e Sindimotos-ES

Covardia é pouco

Covardia é pouco pra definir a atuação da polícia baiana na partida Madre de Deus X Fluminense de Feira de Santana.

A matéria da Grobo fala que o torcedor que rola pelos degraus da arquibancada foi agredido… mas falemos sério, aquilo não é agressão, aquilo é espancamento. E dos profissionais.

E sem falar no sujeitinho de bermuda e camisa preta, de arma em punho. Em nenhum momento os policiais demonstraram interesse em desarmá-lo. Pela valentia e covardia, na certa que era mais um deles, só que à paisana.

No fim da matéria a repórter diz que a polícia abrirá uma investigação para apurar se houve excessos. Sério que precisa averiguar mais?

Como dizia o mestre Bezerra, você com um revólver na mão é um bicho feroz, é sim… sem ele anda rebolando até mudar de voz.