Abram se as torneiras…

Nesta segunda, 19 de julho, o presidente Lula anunciou investimentos na ordem de 23,5 bilhões de reais para as obras necessárias para a realização da Copa do Mundo de 2014 e assinou a medida provisória que aumenta o limite de endividamento das cidades que sediarão jogos do mundial.

Sobre os investimentos, a maior parte será destinada à questão da mobilidade urbana, metrôs, linhas de ônibus, anéis rodoviários, viadutos e afins. 11,5 bilhões de reais serão alocados nesta questão que engessa as metrópoles brasileiras.

5,5 bilhões de reais serão destinados à melhoria dos aeroportos e outros 740 milhões de reais serão investidos na revitalização de 7 portos.

1 bilhão de reais será investido na ampliação e incremento da rede hoteleira. O BNDES também criará uma linha especial de crédito para a construção e reforma de estádios estimada em 4,8 bilhões de reais.

Sobre a MP, ela passa por cima de um acordo firmado em 2001 entre União e Municípios que fixava o limite de endividamento das cidades em 100% de suas receitas líquidas anuais. Com a assinatura da medida provisória, os municípios podem agora contrair dívidas no valor de 120% da receita.

Lula disse que não quer que a história do Pan de 2007 se repita. Pelas primeiras páginas do conto, dá pra imaginar que o final não será o mesmo?

Anúncios

2014 – Eu Não Quero Pagar a Conta!

Ontem, 8 de julho, foi apresentada ao mundo a logomarca da Copa de 2014 que, como todos devem saber, acontecerá no Brasil.

A logo é até bonita, mas conhecendo a realidade tupiniquim fica impossível não relaciona-la às falcatruas e ao mau uso do dinheiro público, coisas tão comuns em nosso país.

Aproveitando a deixa da mãozinha na taça, o Ópio do Povo lança a campanha: 2014 – Eu Não Quero Pagar a Conta!

Nada contra uma Copa do Mundo no Brasil, uma espécie de Disneylândia para um viciado em futebol como eu. O problema não é o Mundial em si, mas quem vai pagar a conta. E conhecendo nossa história, é óbvio que o dinheiro virá – quase em sua totalidade – do setor público. E com isto não posso concordar.

Apóio a Copa do Mundo do Brasil, desde que o dinheiro para bancá-la saia do setor privado. Afinal, é só ele que ganha com o evento. Que os governos estaduais, municipais e, claro, o federal coloquem recursos públicos em infra estrutura das cidades, tudo bem, este é um de seus deveres. Mas pelo que vimos do Pan de 2007 e pelo nosso histórico, o suado dinheiro do contribuinte será despejado aos milhões na construção e reforma de estádios, o que é um absurdo. Sem falar nos tradicionais superfaturamentos e desvios de verba, realidades que não podemos ignorar.

Um exemplo disto vem de São Paulo. O Morumbi não agrada Fifa e CBF que pressionam o poder público pela construção de um novo e desnecessário estádio na capital paulista. Como sempre lembra o Mauro Cezar Pereira, por que a entidade máxima do futebol brasileiro não junta seus 10 patrocinadores e constrói uma nova arena em São Paulo? Porque nossa cultura e nossa história dizem que é só esperar para que o Estado – pai dos pobres e amigo dos poderosos – abra as torneiras e despeje o dinheiro público nesta Copa.

Eu quero ver a Copa do Mundo no Brasil, mas não quero pagar a conta pois entendo que existem um milhão de coisas bem mais urgentes em nosso país. Se você também pensa assim, apóie nossa Campanha, ponha o selo em seu blog, divulgue! Como cidadãos, devemos dizer aos nossos representantes eleitos que não apoiamos a farra do boi.

2014 – Eu Não Quero Pagar a Conta!

Pra participar é só colocar o selo em seu blog ou sítio. O código html está logo abaixo, basta colá-lo na barra lateral do seu blog ou onde queira estampar a campanha!

Código HTML: <a href=”httphttps://opiodopovo.wordpress.com/2010/07/09/2014-eu-nao-quero-pagar-a-conta/” target=”_blank”><img src=”https://opiodopovo.files.wordpress.com/2010/07/selo1-copia.jpg ” width=”170″ height=”268″>

Arte: Val Prochnow