Melhor Ataque do Mundo

Aí vai a lista dos 15 melhores ataques do futebol mundial na atualidade. 

Quem me conhece sabe da admiração que tenho pela obra prima do austríaco Robert Musil e de como me identifico com Ulrich, o homem sem qualidades, principalmente no que tange ao senso comum de realidade em contraposição ao  adorável senso, nada comum, de possibilidade.

O parágrafo acima é só pra explicar que as linhas ofensivas citadas na lista não são necessariamente ataques reais. Alguns deles pouco, ou até mesmo nunca, atuaram juntos. Mas são ataque possíveis, formados por jogadores do mesmo clube ou da mesma nacionalidade.

barcelona messi eto'o henrymanchester united cristiano ronaldo rooney tevezargentina messi tevez aguerobrasil luis fabiano alexandre patointernazionale ibrahimovic ibra zlatanitalia totti toni del pierojuventus del piero amaurifrança anelka henrysevilha luis fabiano kanouteespanha david villa fernando torreschelsea drogba anelkaarsenal van persie adebayorroma vucinic tottiatletico madrid forlan agueroholanda robben huntelaar van persie

Anúncios

Dunga, o cruel

dunga camisa malCom a preguiça e o excesso de outros trabalhos acabei não escrevendo sobre a convocação do atacante Amauri, para o amistoso que a seleção brasileira fará contra a Itália em Londres, no próximo dia 10.

Mas comentando um post do Passes de Letra acabei me animando a escrever um pouco sobre o tema aqui no Ópio

E serei breve.

Amauri foi convocado para substituir Luis Fabiano do Sevilha, machucado.

No dia em que a seleção foi convocada pro amistoso contra a Azzurra, o técnico anão foi questionado sobre a não convocação do centroavante da Juventus e respondeu com 3 justificativas:

1 – Temos opções melhores que o Amauri.

2 – Ele não jogou bem as duas últimas partidas, acho que pode ter sentido a possibilidade de vestir a camisa do Brasil. Ou a da Itália, né Dunga?

3 – Seria muito cruel convocá-lo pela primeira vez justamente pra um jogo contra a Itália.

É Dunga, e você convocou. Crueldade? No mínimo uma tentativa baixa de enfraquecer o grande rival mundial.

Convoca-se o Amauri, o coloca pra jogar 5 minutos e nunca mais. Eu não duvido.

Por sorte a Juve não liberou o atacante, convocado fora do prazo estipulado pela Fifa pra jogadores que atuam fora de seus países.

Eu sigo torcendo pra que Amauri vista a camisa da Azzurra.

Entre o Samba e a Tarantella

 

Mais pra Tarantella que pra Samba...

Mais pra Tarantella que pra Samba...

Quando Marcelo Lippi, treinador da Azzurra, disse a Amauri que gostaria de contar com ele na Seleção Italiana o atacante não teve dúvidas e começou o processo de naturalização.

 

Os papéis devem sair no início de 2009. Mas Amauri já não demonstra mais o mesmo entusiasmo para vestir a camisa azul tetra campeã do mundo. 

O motivo do recuo do atacante da Juventus de Turim é uma outra camisa de peso.

Uma amarelinha, com cinco estrelas no peito.

Amauri foi sondado por pessoas ligadas a Dunga. O treinador estaria disposto a convocá-lo para os primeiros jogos das Eliminatórias em 2009, contra Equador e Peru.

E o jogador balançou com a possibilidade de defender o país onde nasceu.

Acho que é um direito legítimo, mas pra mim Amauri deveria jogar na Squadra Azzurra.

De 10 anos como profissional ele jogou 8,5 na Bota, onde verdadeiramente se formou como jogador.

E tem um estilo pra lá de italiano. Um Luca Toni menos desengonçado e com a mesma facilidade de colocar a bola pra dentro.

Não questiono a qualidade de Amauri para vestir a camisa da Seleção Brasileira, sei que ele é um excelente jogador, muito forte e técnico.

Sei que ele tem muito mais bola que inúmeros jogadores que já foram convocados em tempos de Dunga e de tantos outros treinadores.

Não é um questionamento técnico como no caso do Afonso Alves, é uma questão de estilo. 

Pra mim Amauri é um excelente jogador, um goleador como poucos no futebol atual. Mas é um jogador italiano. Não de nascimento, mas em sua essência.

Seu futebol, embora altamente eficiente e competitivo, nada tem a ver com o nosso futebol. E não falo do futebolzinho mixuruco da Seleção do Anão, mas do futebol de encanto que nós brasileiros sonhamos e gostamos.

Por tanto, não tenho dúvidas quanto ao talento do Amauri.

Mas também carrego a certeza que ele está muito mais pra Paolo Rossi que pra Coutinho, que Amauri dança a Tarantella bem melhor que o samba.