Era melhor nem ter ido…

A França chegou à Copa do Mundo com um gol escandalosamente ilegal. Henry conduz a bola com a mão – em uma jogada que seria ilegal até no basquete ou no vôlei – e passa para Gallas marcar.

Não sei se foi praga irlandesa, mas a participação francesa no Mundial da África do Sul conseguiu estar abaixo do fiasco.

Fiasco teria sido perder todos os jogos ou ser eliminada sem balançar as redes, como ocorreu em 2002. Mas a França foi pior.

A crise futebolística, evidenciada no time mal convocado, mal armado e sem imaginação que se apresentou nos gramados sulafricanos, foi só um lado da história. Talvez tenha sido o pior, pelo menos para os amantes da bola, mas outro fator chamou ainda mais atenção que os maus tratos dados à jabulani pela seleção francesa.

A crise de relacionamento entre a comissão técnica – liderada pelo treinador Raymond Domenech – e os jogadores estampou as capas dos principais jornais do mundo e culminou com a bombástica manchete do L’Equipe Va Te Faire Enculer, Sale Fils De Pute, transcrição literal do que Anelka disse à Domenech no intervalo do jogo contra o México. E nem é preciso traduzir né, todo mundo entendeu o que o atacante do Chelsea disse.

A manchete do famoso jornal francês rendeu o corte de Anelka, escancarou de vez a crise e fez com que até a ministra dos esportes da França, Roselyne Bachelot, interviesse no caso.

Pra França só fica uma verdade da Copa da África do Sul, era melhor nem ter ido.

Imagem: How Do You Bag Krag?
Anúncios

Capello, o onipresente

fabio_capello-inglaterra-english_teamHá algumas semanas a Globo – querendo pagar pouco, jejejejeej – lançou a campanha O Melhor Emprego do Mundo que selecionará um jornalista formando ou recém formado para o cargo de correspondente internacional dos seus canais à cabo.

Ser correspondente deve ser legal mesmo, mas o melhor emprego do mundo – da perspectiva de um viciado em futebol – é sem sombra de dúvidas o do senhor Fabio Capello.

Neste fim de semana o técnico da seleção inglesa esteve em 4 estádios diferentes acompanhando partidas da Premier League. E não foram joguinhos quaisquer.

No sábado Capello visitou o noroeste inglês. Foi a Bolton assistir a partida do time local contra o Tottenham. Jogo pra lá de emocionante que terminou empatado em 2 X 2.

Logo depois o técnico do English Team estava no Old Trafford vendo Manchester United X Sunderland. Com um golaço do búlgaro Berbatov e outro golzinho chorado do lateral Evra aos 47 do segundo tempo, os Red Devils garantiram o empate em 2 X 2 e mantiveram um tabu que já dura 41 anos. A última vitória do Sunderland contra o United em Manchester foi em 1968.

Mas se o sábado já havia sido bom, o que falar do domingo?

Primeiramente Capello teve a oportunidade de acompanhar a melhor partida do fim de semana, Arsenal 6 X 2 Blacburn Rovers no Emirates Stadium, com direito a show dos comandados de Arsène Wenger. O passeio dos Gunners foi 6 X 2, mas não é nenhum exagero dizer que poderia ter sido 10 x 4 ou 11 X 5. Detalhe, 8 gols marcados por 8 jogadores diferentes, eu nunca havia visto algo assim. Jogo histórico, inesquecível! E tenho quase certeza que o treinador da seleção inglesa se lamentou demais por Cesc Fabregas ser espanhol, que maturidade aos 22 anos, que grande craque!

Fabio Capello saiu do Emirates e se dirigiu ao Stamford Bridge para assistir o clássico Chelsea X Liverpool. Mais uma grande partida que terminou com a vitória da equipe londrina por 2 X 0 com gols dos franceses Anelka e Malouda. E excepcional apresentação do ebúrneo Didier Drogba.

Pra muita gente o fim de semana de Fabio Capello pode parecer um martírio, sábado e domingo trabalhando, viagens e tal. Mas pra mim, um viciado em futebol, este fim de semana mais parece um sonho. Não bastasse, hoje à tarde provavelmente ele estará em Birmingham pra mais uma partida que promete, Aston Villa X Manchester City que fecha a rodada da Premier League.

Da onipresença do Capello fica um ensinamento; técnico de seleção tem que viver em estádio. É só no campo que se vê um jogo em sua perfeição. O treinador anão da nossa seleção por exemplo, raramente é visto nos estádios do Brasil e da Europa. É por esta e por outras que o English Team é meu favorito pra levar a Copa de 2010.

Imagem: Estadão

Melhor Ataque do Mundo

Aí vai a lista dos 15 melhores ataques do futebol mundial na atualidade. 

Quem me conhece sabe da admiração que tenho pela obra prima do austríaco Robert Musil e de como me identifico com Ulrich, o homem sem qualidades, principalmente no que tange ao senso comum de realidade em contraposição ao  adorável senso, nada comum, de possibilidade.

O parágrafo acima é só pra explicar que as linhas ofensivas citadas na lista não são necessariamente ataques reais. Alguns deles pouco, ou até mesmo nunca, atuaram juntos. Mas são ataque possíveis, formados por jogadores do mesmo clube ou da mesma nacionalidade.

barcelona messi eto'o henrymanchester united cristiano ronaldo rooney tevezargentina messi tevez aguerobrasil luis fabiano alexandre patointernazionale ibrahimovic ibra zlatanitalia totti toni del pierojuventus del piero amaurifrança anelka henrysevilha luis fabiano kanouteespanha david villa fernando torreschelsea drogba anelkaarsenal van persie adebayorroma vucinic tottiatletico madrid forlan agueroholanda robben huntelaar van persie