Eu já sabia não, todo mundo já sabia!

Eu poderia começar este post com a famosa frase dos profetas do acontecido, eu já sabia! Mas como diz o título, esta todo mundo já sabia.

Após a expulsão de Felipe Melo liguei para o amigo Thiaguinho Lesadão e antes do alô ele disse: A gente já tinha cantado essa pedra hein Bê.

Pois é, não era preciso nenhuma mediunidade para saber que isto aconteceria. Foi só a coisa apertar que Felipe Melo mostrou todo seu destempero, um pisão covarde em Arjen Robben quando o Brasil já perdia por 2 X 1 e vivia seu momento de maior pressão no mundial da África do Sul.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Eu já sabia não, todo mundo já sabia!, postado via vodpod

Mas Felipe Melo não se limitou a fazer bobagens só dentro de campo. Na zona mista após o jogo suas declarações foram lamentáveis. Disse que aquilo foi um lance de jogo, sem deslealdade, e que se ele tivesse entrado com maldade Robben não teria continuado em campo pois ele, Felipe Melo, teria força suficiente para quebrar a perna do holandês.

não fiquei atônito com as declarações porque era o Felipe Melo falando. E isto é exatamente o que eu e todos que acompanham futebol além da Copa esperam do volante da Juventus. Desequilibrado é pouco pro garoto.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
Eu já sabia não, todo mundo já sabia! – 2, postado via vodpod

Vídeos: Globo
Anúncios

A Inter tem mais time, mas o Bayern tem o craque

Amanhã, 22 de maio, Internazionale de Milão e Bayern de Munique decidem a Uefa Champions League no Santiago Bernabéu, em Madrid.

9 em cada 10 pessoas que eu converso apostam no time italiano. A exceção geralmente sou eu.

Concordo que a Inter tenha mais time. Também tem o melhor técnico e leva na bagagem a desclassificação dos dois grandes favoritos ao título, Barcelona e Chelsea, pra mim, os dois melhores times do mundo.

A Inter também tem o decisivo Samuel Eto’o e uma defesa que é um verdadeiro paredão com Júlio César no gol, Maicon, Lúcio, Samuel e, provavelmente, Chivu na lateral esquerda. Também tem Cambiasso e Milito em ótima fase.

A Inter tem tudo isto, e não nego. Mas o Bayern tem o craque, o jogador mais capaz de decidir um título. Falo de Arjen Robben.

O holandês reencontrou no Bayern seu melhor jogo, o futebol que encantou o mundo em sua primeira temporada no Chelsea. Arisco, agressivo, driblador e – agora na Alemanha – letal. Robben não está jogando como jogava no Chelsea, está melhor. Sua finalização melhorou demais e a categoria segue a mesma de sempre.

A Inter tem o melhor time, tem mesmo. Mas o Bayern tem o craque. E em uma decisão eu aposto nos craques. Por isto meu palpite é que o Bayern de Munique será o novo campeão europeu.

Imagem: UEFA

Mais uma no calo do Real

Pelo 6º ano consecutivo o Real Madrid caiu nas oitavas de final da UEFA Champions League.

Mas o tormento continua nas quartas, mesmo após a eliminação.

O Bayern de Munique passou pelo poderoso Manchester United. A classificação heróica às semifinais veio dentro do Old Trafford com um gol salvador do holandês Arjen Robben.

Já a Inter de Milão eliminou o CSKA de Moscou tendo como grande protagonista outro holandês, Wesley Sneijder.

Os dois jogadores foram sumariamente dispensados do Real Madrid nesta temporada. Não havia espaço para eles no milionário elenco merengue.

Sorte de Robben e Sneijder, eles foram desdenhados pelo Real, mas agora podem jogar as semifinais do maior torneio de futebol do mundo.

Mais uma no calo merengue que ainda poderá ver o Barça levantar o troféu de bi campeão da Champions em pleno Santiago Bernabéu.

Imagem: Spanish Football Sports