O caso Robert Enke

print-sitio-hannover96-crop-luto_pro_robert_enke-suicídio

A mensagem de luto é tudo que se pode ver ou ler no sítio oficial do Hannover 96, time do goleiro Robert Enke.

O corpo do goleiro alemão – super cotado pra ser titular da seleção germânica na próxima Copa do Mundo – foi encontrado nesta terça feira, dia 10, junto à linha férrea de Hannover.

E pra surpresa de todos a fatalidade não diz respeito a um acidente, mas ao suicídio do atleta.

Quando a hipótese surgiu na imprensa confesso que não dei muito crédito, mas logo apareceram declarações – da esposa e do psiquiatra do jogador – sobre o antigo e crônico caso de depressão do goleiro.

O problema teria aparecido em 2002 e se intensificado em 2006, após a morte de sua única filha biológica, Lara, de apenas 2 anos de idade.

Hoje foi encontrada a carta de despedida de Robert Enke, o que confirmou o suicídio.

O goleiro – que já teve passagem pelo Barça – vivia seu melhor momento na carreira, titular da seleção alemã e nome quase certo na próxima Copa.

Robert_Enke-seleção_alemã_hannover96

Para o amistoso contra o Chile no próximo sábado – já cancelado pela Federação AlemãEnke não estava convocado devido a um problema estomacal. Mas o técnico Joachim Low já havia dado mostras de que Enke estaria entre os 23 convocados para ir à África do Sul, provavelmente como titular.

Robert Enke deixa mulher, Teresa, e uma filha adotada de apenas 8 meses, Leila.

E também deixa uma importante reflexão sobre a enorme e desumana pressão exercida sobre atletas no esporte de alto rendimento

Uma curiosidade, em 2002 – às vésperas da Copa do Mundo – Robert Enke abraçou a campanha Don’t Kick the Dog, kick the Ball, da ong PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), que denunciava os maus tratos a cachorros e gatos na Coréia, uma das sedes da Copa.

robert_enke-peta-don't_kick_the_dog_kick_the_ball

Imagens: Hannover 96, Vibiz Daily e Helping Animals
Anúncios

As últimas vagas da Europa

A FIFA sorteou hoje os confrontos da repescagem européia das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O equlíbrio deve dar a tônica destes enfrentamentos que decidem os últimos 4 europeus no Mundial da África.

repescagem-eliminatorias-zona_europeia-farol-uniao_europeia-confrontos

A única superioridade incontestável é dos franceses sobre os irlandeses. Mas o estilo antagônico das duas seleções pode gerar muita dificuldade para os Les Blues.

Pra quem pensa que Portugal pegou uma molezinha sugiro que acompanhem os jogos da Bundesliga. A seleção bósnia conta com diversos bons jogadores como os meias Pjanic (Lyon), Salihovic (Hoffenheim) e Misimovic – atual campeão alemão pelo Wolfsburg. Sem falar na poderosa dupla de ataque formada pelo inseparável parceiro de Grafite no Wolfsburg, Edin Dzeko (vice artilheiro da Bundesliga na temporada passada e atual vice artilheiro das eliminatórias européias) e o letal Vedad Ibisevic que jogando pelo promovido Hoffenheim fez 19 gols só no primeiro turno – 17 jogos – do campeonato alemão da última temporada.

Grécia e Ucrânia é um confronto de seleções muito parecidas. Os gregos têm um esquema bem defensivo e no ataque apostam tudo na velocidade de Gekas (Larissa) – artilheiro da zona européia de classificação pra Copa – e nas bolas paradas de Karagounis (Panathinaikos). Os ucranianos também têm um esquema que prima pelo sistema defensivo e as ações ofensivas são concentradas na dupla do Dynamo de Kiev, Shevchenko e Milevskiy.

Já no confronto entre os ex soviéticos e os ex iugoslavos, vejo um leve favoritismo para os russos que possuem mais jogadores talentosos como Arshavin (Arsenal), Zhirkov (Chelsea), Bystrov (Zenit) e o jovem Dzagoev (CSKA Moscou), além do excelente goleiro Akinfeev (CSKA Moscou), pretendido por alguns dos grandes clubes europeus como Manchester United, Milan e Bayern de Munique. Mas os russos que se cuidem, a Eslovênia – mesmo sem nenhum grande craque – tem um time arrumadinho que sabe se defender bem e sai muito rápido nos contra ataques.

Meus palpites são que França, Rússia, Bósnia e Grécia chegarão ao Mundial da África, enquanto Portugal, Ucrânia, Eslovênia e Irlanda terão que assistir a Copa pela televisão.

Imagem original: Cafe Babel

Os raios que caem no mesmo lugar

sacha_burchert-desolado-raios

Dizem que dois raios nunca caem no mesmo lugar.

Tá bom, então falem isto pro Sacha Burchert, goleiro reserva do Hertha Berlim.

No caso do alemão, caíram sim 2 raios no mesmo lugar… e com um agravante, um atrás do outro.

Apenas dois minutos separaram os benditos raios que tiraram 2 preciosos pontinhos do Hertha e mantiveram o time de Berlim na lanterna da emocionante Bundesliga.

Veja o vídeo com as lambanças!

Imagem Original: Ran
Efeitos: Picnik

Grafite seleção!!!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

mais sobre “3 Vezes Grafite!!!“, postado via vodpod

grafite_23_wolfsburgJá faz algum tempo que venho denfendendo aqui no blog uma chance pro Grafite na Seleção Brasileira.

O cara vive uma fase estupenda, no momento bem melhor que o Adriano e o Tardelli, por exemplo.

Só na última temporada da Bundesliga Grafite marcou 28 gols, o que é muita coisa… mais ainda se lembrarmos que o Campeonato Alemão conta apenas com 18 equipes, duas a menos que a maioria das ligas nacionais, o que representa 4 partidas a menos ao longo do campeonato.

E não tenho dúvidas, depois do Daniel Alves que ganhou absolutamente tudo com o Barça,  Grafite foi o brasileiro que mais se destacou no futebol europeu na temporada passada.

Ontem Grafite fez sua estréia na maior competição interclubes do mundo, a UEFA Champions League. E mostrou que está preparado pra tudo! 3 gols que garantiram a vitória do Wolfsburg contra o CSKA de Moscou, 3 X 1.

Por aqui Grafite não é tão bem visto assim. Não tem tanta grife, não tem tanto nome. Ainda é visto como um atacante de força e nada mais. Mas seus críticos se esquecem de uma coisa, o jogador evolui.

E como Grafite evoluiu! Melhora a cada dia, esbanja categoria e faro de gol. Se você não acredita, o que acha deste gol aqui contra o gigante Bayern de Munique, pra mim – de longe – o mais bonito da Bundesliga passada! Até o técnico Jurgen Klinsmann e o meia Tim Borowski soltaram um sorrisinho para a obra prima do atacante.

E eu continuarei a pedir, Grafite na Seleção Brasileira!!!

Imagem: Wolfsburg

Do outro lado da marca de cal…

Não é todo dia que vemos jogador de linha pegar pênalti.

Até porque, geralmente, eles não estão sob o travessão no momento da cobrança.

Mas neste fim de semana o meia Jan Rosenthal, do Hannover 96, conseguiu a façanha.

O goleiro do seu time foi expulso na partida contra o Wolfsburg, de Josué e Grafite, pela Bundesliga.

Como as 3 substituições já haviam sido feitas, Rosenthal foi pra meta.  E impediu o gol de Dzeko.

Mesmo assim o Hannover perdeu por 2X1.

Mais espetacular que Jan Rosenthal foi o centroavante Gaúcho, na época à qual me refiro jogador do Palmeiras.

Em 88 o Brasileirão não admitia empates. Todo jogo que terminasse em igualdade ia pras penalidades.

O Palmeiras vencia o Flamengo no Maracanã por 1X0. Já no finalzinho da partida o goleiro Zetti fraturou a perna em um dividida com Bebeto.

Gaúcho foi pro gol e no primeiro ataque o Flamengo empatou, Bebeto de cabeça.

Tinha que ser assim.

Na disputa por pênaltis Gaúcho pegou duas cobranças (Zinho e Aldair) e saiu do Maraca glorificado.

É uma das minhas lembranças futebolísticas da infância. Uma das preferidas.

Tabu da Cerveja Cai com Goleada

Cerveja com Chocolate

Cerveja com Chocolate

Hoje começa a Oktoberfest, a famosa Festa da Cerveja de Munique, capital da Bavária.

Voces podem estar se perguntando o que o festival tem a ver com futebol?

Mas tem. Ou tinha pelo menos até a manhã deste sábado.

É que o Bayern, time mais popular e vencedor da Bavária, nunca havia perdido no dia de inauguração da festa. Nunca até hoje.

Porque o Werder Bremen de Diego e Naldo simplesmente passou por cima do tabu que durava 24 jogos.

No dia da Festa da Cerveja os bávaros tiveram que se contentar com chocolate.

Bayern de Munique 2 X 5 Werder Bremen, e o jogo chegou a estar 5 X 0.

Os gols do Werder foram marcados pelo brasileiro Naldo, Rosemberg (2), Ozil e pelo peruano Pizarro (ex Bayern).

O meia Tim Borowsky (ex Werder) anotou os 2 tentos da equipe da Bavária.