Insensato Futebol

Não concordo com a tese que falta experiência a esta Seleção.

Sei que as principais referências do time ainda não passaram dos 21, mas mesmo com a pouca idade, a vivência no futebol é extensa.

Pra mim, o que falta é tesão e o que sobra é soberba.

Derrota após derrota não nos cansamos de olhar o futebol mundial com um inegável ar de superioridade.

Do alto de nossa presunção não vemos ninguém ao nosso lado, muito menos acima. Somos o único país do futebol.

E enquanto Argentina e Uruguai faziam um jogo épico, com técnica, tática e muita emoção, nossos craques comentavam via twitter Insensato Coração.

Perderam um jogo histórico. Não o de domingo, que também perderam, de forma patética.

Jogadores que não gostam de futebol me assustam um pouco. Custo a entender como o roteiro repetido de uma novela pode ser mais interessante que um dos maiores clássicos do futebol mundial. 

Infelizmente não sei os nomes dos protagonistas de Insensato Coração, se soubesse, poderia compará-los a Messi, Tévez, Forlán e Luisito Suárez, e então veríamos qual elenco é o mais interessante.

Este texto não é pra justificar a derrota de domingo.

Não perdemos pra nós mesmos, perdemos para um Paraguai brioso e aplicado, para um time de jogadores que entendem que o futebol é bem mais que diversão, pra eles, é profissão.

Desclassificados da Copa América, nossos jogadores podem agora, tranquilos, ver a novela.

Enquanto nós, que gostamos de futebol, veremos empolgados a sensação Venezuela, o ressurgente Peru, o altivo Paraguai e o gigante renascido Uruguai.

Imagem: Blogmail

Barcelona 5 X 0 São Cristóvão

Se Garrincha estivesse vivo e assistindo a partida de ontem entre Barcelona e Real Madrid certamente soltaria uma do tipo:

Ué, o São Crsitóvão está em excursão pela Europa?

E pela superioridade apresentada pelo Barça, ninguém poderia condenar o anjo das pernas tortas.

Pra contradizer os ditos

O que se ouvia por aí é que sob o comando de José Mourinho o Real Madrid era outro e a história seria diferente.

Os merengues chegaram ao clássico na liderança do campeonato espanhol, com a melhor defesa da competição e com o melhor ataque, empatado com o Barça. E claro, com um Cristiano Ronaldo classificado como possuído por parte da imprensa espanhola.

do Barça o que se falava era que Guardiola, com medo, poderia recuar o time. Pedro daria o lugar a Keita e Mascherano poderia substituir Sergio Busquets. Todo cuidado era pouco contra o temido Real Madrid.

Mas quando a bola rolou, não se ouviu mais nenhuma palavra a respeito da superioridade merengue. Só os aplausos ecoaram do Camp Nou.

E a ovação não era para o super esquadrão galáctico. As palmas eram para o Barcelona de sempre, o Barça de Guardiola com sua ideologia ofensivista e do jogo bonito, herdeiro da escola de Yohann Cruyff e Carles Rexach. O Barça dos 3 anões endemoniados, Messi, Xavi e Iniesta. O Barça do ogro Puyol, um monstro capaz de parar Cristiano Ronaldo.O Barça inspirado no basquete, dos triângulos ofensivos, dos bloqueios nas bolas paradas, da marcação pressão na quadra, quer dizer, no campo todo.

Desde o primeiro minuto de jogo o Barcelona mostrou qual era o melhor time do mundo. No melhor estilo tiki taka, a equipe azul e grená envolveu e enlouqueceu os comandados de Mourinho. O Real não viu a cor da bola enquanto o Barça passeou pelo Camp Nou, como se estivesse em um jogo de exibição.

5 X 0 de um time de outro mundo, vindo diretamente do olimpo da bola. Um jogo inesquecível!

A primeira derrota a gente nunca esquece…

Dizem que as primeiras vezes são difíceis de esquecer. O primeiro beijo, o primeiro sexo e tantos outros debutes na vida de uma pessoa.

Mourinho estava invicto desde que assumiu o Real Madrid. Eram 19 jogos oficiais com 15 vitórias e 4 empates.

12 partidas pelo espanhol com 10 vitórias, 5 na Champions com 4 triunfos e duas pela Copa do Rei onde venceu uma e empatou outra.

Os merengues estavam com jeito de imbatíveis. Até se encontrarem com o Barcelona.

Quando se viu diante de Xavi, Iniesta e Messi, a segurança, o jogo solto, a aparente indestrutibilidade madrilenha foi por água abaixo, assim como a invencibilidade.

Incontestáveis 5 X 0 para o time catalão, com show de bola dos pequenos notáveis do escrete azul e grená.

De quebra dois recordes.

Com os 5 tentos anotados hoje, o Barça se torna o time que mais vezes vazou a meta do goleiro Iker Casillas. 37 gols contra 34 do Sevilha.

O outro feito, os 5 X 0 marcaram a pior derrota na carreira de José Mourinho. Até então as maiores derrotas sofridas por equipes dirigidas pelo treinador português haviam sido três 3 X 0, pelo Porto contra o Belenenses, pelo Chelsea contra o Middlesbrough e pela Inter contra a Sampdoria.

Imagens: As e Marca

O maior na altura

O maior sou eu… pelo menos na altura.

A declaração é do português Cristiano Ronaldo quando perguntado quem era maior, ele ou Messi.

A frase foi cunhada da coletiva do Real nesta sexta, véspera do super clássico.

Ronaldo despejou elogios ao pequeno argentino e ao fim da coletiva, quando um repórter inglês perguntou Ronaldo ou Messi, ele não titubeou: Ambos.

Concordo demais com o português!

Abaixo, o trecho final da coletiva.

Canal do Youtube: ASslb4ever

Capello, o onipresente

fabio_capello-inglaterra-english_teamHá algumas semanas a Globo – querendo pagar pouco, jejejejeej – lançou a campanha O Melhor Emprego do Mundo que selecionará um jornalista formando ou recém formado para o cargo de correspondente internacional dos seus canais à cabo.

Ser correspondente deve ser legal mesmo, mas o melhor emprego do mundo – da perspectiva de um viciado em futebol – é sem sombra de dúvidas o do senhor Fabio Capello.

Neste fim de semana o técnico da seleção inglesa esteve em 4 estádios diferentes acompanhando partidas da Premier League. E não foram joguinhos quaisquer.

No sábado Capello visitou o noroeste inglês. Foi a Bolton assistir a partida do time local contra o Tottenham. Jogo pra lá de emocionante que terminou empatado em 2 X 2.

Logo depois o técnico do English Team estava no Old Trafford vendo Manchester United X Sunderland. Com um golaço do búlgaro Berbatov e outro golzinho chorado do lateral Evra aos 47 do segundo tempo, os Red Devils garantiram o empate em 2 X 2 e mantiveram um tabu que já dura 41 anos. A última vitória do Sunderland contra o United em Manchester foi em 1968.

Mas se o sábado já havia sido bom, o que falar do domingo?

Primeiramente Capello teve a oportunidade de acompanhar a melhor partida do fim de semana, Arsenal 6 X 2 Blacburn Rovers no Emirates Stadium, com direito a show dos comandados de Arsène Wenger. O passeio dos Gunners foi 6 X 2, mas não é nenhum exagero dizer que poderia ter sido 10 x 4 ou 11 X 5. Detalhe, 8 gols marcados por 8 jogadores diferentes, eu nunca havia visto algo assim. Jogo histórico, inesquecível! E tenho quase certeza que o treinador da seleção inglesa se lamentou demais por Cesc Fabregas ser espanhol, que maturidade aos 22 anos, que grande craque!

Fabio Capello saiu do Emirates e se dirigiu ao Stamford Bridge para assistir o clássico Chelsea X Liverpool. Mais uma grande partida que terminou com a vitória da equipe londrina por 2 X 0 com gols dos franceses Anelka e Malouda. E excepcional apresentação do ebúrneo Didier Drogba.

Pra muita gente o fim de semana de Fabio Capello pode parecer um martírio, sábado e domingo trabalhando, viagens e tal. Mas pra mim, um viciado em futebol, este fim de semana mais parece um sonho. Não bastasse, hoje à tarde provavelmente ele estará em Birmingham pra mais uma partida que promete, Aston Villa X Manchester City que fecha a rodada da Premier League.

Da onipresença do Capello fica um ensinamento; técnico de seleção tem que viver em estádio. É só no campo que se vê um jogo em sua perfeição. O treinador anão da nossa seleção por exemplo, raramente é visto nos estádios do Brasil e da Europa. É por esta e por outras que o English Team é meu favorito pra levar a Copa de 2010.

Imagem: Estadão

Sem campo pras meninas

logo_copa_libertadores_de_futebol_feminino-fútbol_femenino

A Conmebol resolveu finalmente organizar a primeira edição da Copa Libertadores da América de futebol feminino. O que pra mim não passa de uma obrigação da entidade que é responsável pela difusão e massificação do esporte no continente.

Mas do jeito que o torneio começou, era melhor nem ter feito.

A primeira rodada estava marcada pra tarde deste domingo com

Santos (Brasil) X White Star (Peru)
Caracas (Venezuela) X Everton (Chile)
.

Devido ao clássico Santos X Palmeiras pelo brasileirão a rodada foi remanejada com o confronto entre brasileiras e peruanas remarcado para sábado à noite e a partida entre as venezuelanas e as chilenas para a manhã deste domingo.

No jogo inauguralapós a cerimônia de abertura – transcorreu tudo bem e o Santos estreou na competição continental com vítória por 3 X 1, com gols das craques Marta e Cristiane (2). Nicole descontou para o White Star. Até aí tudo bem.

Mas eis que chegou o domingo.

Por volta das 8 da manhã as atletas do Caracas e do Everton chegaram à Vila Belmiro para jogar a partida que começaria às 9 e meia. E pra surpresa de todas descobriram que, neste domingo, o único duelo que seria disputado na vila mais famosa do mundo seria Santos X Palmeiras pela séria A do brasileirão.

Em um papelão digno de Didi Mocó e companhia, a diretoria santista proibiu a realização da partida alegando que o gramado seria prejudicado para o clássico à tarde. Segundo a cúpula alvinegra, com as chuvas da última semana e a partida do sábado, o gramado da Vila não suportaria mais dois jogos neste domingo.

A solução encontrada foi deslocar as meninas – em cima da hora – para o estádio Ulrico Mursa da Portuguesa Santista.

A atitude mostra o despreparo da Confederação Sulamericana e de suas filiadas nacionais, incapazes de organizarem um campeonato minimamente digno com 8 equipes. Além do descaso e do desrespeito com as jogadoras que já convivem com o semi-profissionalismo ou mesmo o amadorismo absoluto no futebol feminino da América do Sul.

A Conmebol não se pronunciou sobre o incidente. Assim como em sua página oficial não postou a relação das equipes e jogadoras que disputam o torneio, não arrumou a tabela com as datas remarcadas, nem atualizou o resultado da peleja inicial… nada.

print-tabela-libertadores-feminina-conmebol

Bom, como já disse, se era pra fazer assim era melhor nem ter feito.

Imagem: Mundo del Fútbol Femenino

Fabuloso que joga e que fala!

Geralmente antes dos grandes jogos da Seleção Brasileira a Nike lança algum vídeo em seu canal do Youtube a fim de promocionar a partida.

E pra um Argentina X Brasil não poderia ser diferente.

Ontem o pessoal da Agência Ideal, que cuida das redes sociais da Nike no Brasil, me mandou o vídeo que fizeram pro jogo de Rosário.

Como ando um pouco ocupado com o blog da LNB, só pude postar hoje.

Mas aí vai, Luís Fabianosem papas na língua!

Rivalidade que mexe com os números

juan-heinzeNo próximo sábado Argentina e Brasil se enfrentam em Rosário pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. A partida será realizada no estádio Dr. Lisandro de la Torre, o famoso Gigante de Arroyito, palco do confronto entre as duas seleções na Copa de 78, jogo que ficou conhecido como A Batalha de Rosário.

A rivalidade entre brasileiros e argentinos no futebol não é novidade para ninguém. Eu morei 2 anos na Argentina e depois da final da última Copa América cheguei a passar um certo aperto na rua por estar usando a amarelinha.

Nesta semana muito tem se falado sobre a história do clássico. Pesquisando nos sítios da AFA e da CBF percebi uma ligeira diferença nas estatísticas do confronto apresentadas pelas duas confederações.

A CBF registra 3 partidas a mais que a AFA e, logicamente, somos os vencedores destes jogos não contabilizados pelos argentinos.

Os 3 jogos perdidos são:

Brasil 2 X 0 Argentina – 02/12/1923 – Taça da Confraternização Argentina-Brasil
Brasil 4 X 1 Argentina – 07/08/1968 – Amistoso
Brasil 3 X 2 Argentina – 11/08/1968 – Amistoso

Independente de quais números estejam corretos, da CBF ou da AFA, o certo é que o clássico Brasil X Argentina é marcado pelo equilíbrio… e claro, pela rivalidade.

Os números de Brasil X Argentina pela CBF

92 jogos
36 vitórias brasileiras
33 vitórias argentinas
23 empates
145 gols brasileiros
146 gols argentinos

Os números de Argentina X Brasil pela AFA

89 jogos
33 vitórias argentinas
33 vitórias brasileiras
23 empates
143 gols argentinos
136 gols brasileiros

brasil_x_argentina

Imagens: Jumentos Futebol Clube e Na Jogada!

Tarde no Maraca

maraca maracanã sepia terde no maraca

No último domingo estive no Maracanãzinho para cobrir o Jogo das Estrelas do NBB.

Mas desde sábado, antes de embarcar rumo à cidade maravilhosa, só conseguia pensar no Maracanã, no Flamengo X Vasco.

Eu já conhecia o gigante carioca de infância, mas nunca havia presenciado um clássico. E eu estaria ali ao lado, pertinho do Maraca.

No sábado à noite, na solidão do quarto do hotel, eu pensava no mítico estádio lotado e, sinceramente, não queria nem saber de basquete.

No domingo fui cumprir com minha obrigação, mas o coração e a cabeça seguiam frmes à suas idéias e seus ideais, fiéis ao esporte bretão.

Entre enterradas, tocos e assistências eu saía do ginásio pra encher os pulmões de fumaça e, principalmente, dar uma espiadinha na movimentação do lado de fora. E o coração batia em ritmo de gol.

Acabado o Jogo das Estrelas restou o dilema: o avião que me esperava no Galeão ou a minha espera, meu desejo por uma tarde no Maraca.

Depois de inúmeros e inúteis telefonemas não consegui mudar meu voô, ironicamente marcado para a hora do jogo. Cheguei a entrar no ônibus com os atletas e treinadores do NBB que me deixaria no Santos Dumont, metade do caminho para o Galeão

Mas o Maracanã estava ali, bem ao meu lado. 

E então pensei, que se foda o avião!

Na real, a partida nem foi boa. Muita falta, muito carrinho… e pouco futebol.

Mas valeu pela tarde no Maraca!

Negócio da Ucrânia

kyivO Cruzeiro negociou o atacante Guilherme com o Dínamo de Kiev. 5 milhões de euros mais o também atacante Kléber, que jogou o último brasileirão pelo Palmeiras

Tecnicamente me recuso a compará-los, Guilherme é infinitamente superior na categoria, no trato na bola. O maranhense tem um poder de definição dentro da área muito acima da média e é decisivo como poucos. Pra se ter uma idéia Guilherme, nos clássicos contra o Galo, balançou as redes 6 vezes em 8 jogos, uma média de 0,75 gols por partida. Não tenho dúvida que Guilherme é muito mais jogador que Kléber.

Mas como comentava com amigos cruzeirenses, também não tenho dúvida de que o ex atacante palmeirense é um excelente jogador e que é muito, mas muito mais comprometido com a causa. Brigador e muito forte, Kléber incomoda incessantemente os zagueiros adversários. Não faz tantos gols como Guilherme, mas cria muitas situações para o time e ainda ajuda bastante na marcação.

Por isto o negócio, no plano esportivo, foi muito bom para o Cruzeiro. 

No âmbito econômico não foi o negócio das arábias, nem o da China, é verdade. Mas foi lá um negócio da Ucrânia. Antes que me chamem de louco temos que lembrar que dos 5 milhões de euros o Cruzeiro tem direito a 2,125 milhões, o equivalente a 42,5% dos direitos do atleta que era detentor de 15%. Os outros 42,5% eram de um grupo de investidores.

Com a transferência para o Zaragoza da Espanha, o Cruzeiro receberia 3,850 milhões de euros. Kléber será apresentado ainda esta semana e deve assinar contrato por 5 anos.

Artilheiro é pra Decidir

 

Ele decide...

Ele decide...

A torcida do Cruzeiro adora vaiá-lo.

Boa parte da China Azul até hoje não engole o desentendimento com Roni em 2007.

Mas a verdade é que Guilherme é muito bom!

Tem uma visão privilegiada do jogo. 

E em espaços reduzidos, define como poucos.

Guilherme é decisivo. Aparece naquelas horas reservadas aos iluminados.

Ontem foi assim. Deu assistência, fez gol. Acabou com o Grêmio.

Em 8 jogos contra o Galo marcou 6 vezes. A melhor média da história do clássico.

Jogador de fibra, embora transpareça frieza.

Mas na hora da onça beber água, quem aparece é Guilherme.

É por isso que eu gosto!

E olha que quem escreve tem o coração alvi-negro.

Quem vai levar?

O Brasileirão 2008 chegou em sua reta final.

Faltando 10 rodadas ninguém se desgarrou ainda e a pergunta que fica é:

QUEM VAI LEVAR O BRASILEIRÃO?

O Ópio do Povo analisa as chances de cada um e dá o seu pitaco nesta briga:

Continue lendo

Redenção?

Ronaldinho voltou a marcar.

Um belo gol.

Testada firme. No ângulo. Ao melhor estilo Dadá, cabeça no peito…

E um gol importante.

1 X 0. E contra a Inter.

Será a redenção do craque que há tempos não jogava?

Ou apenas um lampejo…

Bom, uma coisa não dá pra negar.

A alegria de Ronaldinho ao voltar a marcar.

Fim de Semana de Clássicos pela Europa

Sintonize a TV...Em mais um fim de semana de futebol pelos gramados da Europa os Canais ESPN dão show.

Serão 14 jogos transmitidos. Com acréscimos e intervalos dá mais de um dia inteiro de futebol.

Entre tantos jogos consegui separar 6 que pra mim valem muito a pena conferir.

Bayern de Munique X Werder Bremen (Sábado – 10h30 – ESPN Brasil)

Por Que Ver?

Nos últimos anos o Werder foi o único time alemão a ameaçar o Bayern.

O time de Diego e Naldo ainda não se encontrou nesta temporada e pela Champions vem de um empate contra o Anorthosis do Chipre, em Bremen. Nada melhor que uma vitória sobre o poderososo clube da Baviera.

O Bayern ainda não contará com o meia Frank Riberry, contundido desde a Eurocopa. Lúcio e Zé Roberto estão confirmados. Os atuais campeões começaram a Bundesliga titubeantes com 2 empates, mas nos 2 últimos jogos golearam.

Feyenoord X Ajax (Domingo – 7h30 – ESPN Brasil)

Por Que Ver?

Historicamente este é o grande clássico do futebol holandês.

Embora o Feyenoord tenha perdido espaço para o PSV de Eindhoven a rivalidade ainda é grande entre os dois clubes e suas respectivas cidades, Roterdam e Amsterdam.

Chelsea X Manchester United (Domingo- 10h – ESPN Brasil)

Por Que Ver?

Esta foi a decisão da última Uefa Champions League.

Só isso bastaria, mas ainda podemos lembrar que o Manchester também foi o algoz do Chelsea na última temporada da Liga Inglesa. O que aumenta ainda mais a rivalidade.

É o primeiro clássico de Felipão no time Londrino. E contra o Sir Alex Ferguson que declarou não acreditar no sucesso de Scolari na Inglaterra.

Mas ainda não acabou. Os Blues defendem uma invencibilidade de mais de 2 anos no Stamford Bridge.

Sem falar nos craques Cristiano Ronaldo, Rooney, Tevez, Ballack, Lampard e Drogba. Todos convocados para o superjogo de domingo.

Betis X Sevilla (Domingo – 11h55 – ESPN)

Por Que Ver?

Quem olha assim não dá nada, mas o clássico da Andaluzia sempre pega fogo.

Nos últimos 10 jogos no estádio do Betis foram 6 empates e 2 vitórias para cada lado.

O Sevilla tem como principal arma seu poderoso ataque formado por Luis Fabiano e o excelente malinês Kanoute.

O Betis conta com o atacante Edu (ex São Paulo) e o zagueiro Lima (ex Atlético-MG).

Wolfsburg X Hamburgo (Domingo – 12h – ESPN Brasil)

Por Que Ver?

São dois times emergentes e interessantes.

O Hamburgo de Thiago Neves e Alex Silva lidera a Bundesliga com 10 pontos em 4 jogos.

O Wolfsburg de Grafite e Josué tem 4 pontos a menos e ocupa o oitavo lugar.

Milan X Lazio (Domingo – 15h25 – ESPN)

Por Que Ver?

A Lazio lidera o Calccio com 6 pontos em 2 partidas.

O Milan acumula duas derrotas e é o penúltimo na tábua de classificação.

O time de Kaká vem de vitória na Copa da Uefa, mas precisa recuperar-se rapidamente na liga local.

Os comandados de Silvio Berlusconi não querem correr riscos de ficar mais uma vez fora da Champions.

Além disso é uma chance para os botafoguenses verem o Mauro Zarate, o que é bom!

O argentino já marcou 3 vezes em 2 jogos pelo time da capital.