40 anos depois…

Depois de 40 anos o Uruguai volta às quartas de final da Copa do Mundo.

Nas oitavas, a Celeste Olímpica bateu a Coréia do Sul por 2 X 1, e não foi nada fácil.

No início do jogo Park Chu Young mostrou o cartão de visitas dos asiáticos em uma bela cobrança de falta que carimbou a trave de Muslera.

Pouco depois, aos 8 minutos Luis Suárez abriu o marcador depois de grande jogada de Forlán e falha incrível do goleiro Sung Ryong.

A Coréia sentiu o gol e o Uruguai tomou conta do jogo até os 35 do primeiro tempo, mas a partir daí os coreanos começaram a complicar com as boas subidas de Park Ji Sung e Park Chu Young.

Na segunda etapa a Celeste Olímpica voltou muito recuada e a Coréia ditou o ritmo da partida. Aos 23 minutos, depois de uma lambança coletiva – Victorino, Lugano e Muslera – a seleção asiática chegou ao empate com Chung Young.

O gol serviu para acordar os sulamericanos que voltaram ao jogo. Luis Suárez teve duas chances que não soube aproveitar. Mas na terceira…

Na terceira Suárez fez um golaço! Depois de um escanteio mal afastado pela defesa coreana, a bola sobrou para o atacante do Ajax na ponta esquerda da área. Ele puxou para o centro e soltou um lindo chute, cheio de efeito. A bola ainda beijou a trave antes de morrer nas redes.

A Coréia ainda levou perigo ao gol uruguaio, sempre com Park Ji Sung e Park Chu Young. Mas a vitória foi Celeste e depois de 40 anos o Uruguai volta às quartas de final da Copa do Mundo.

Bom para o futebol!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Imagem: Fifa
Vídeo: Globo

Anúncios

Análises e Palipites das Oitavas de Final

Se antes da Copa você me dissesse que o Uruguai enfrentaria a Coréia do Sul, confesso que cravaria uma vitória asiática. Mas a seleção Celeste foi uma das surpresas mais positivas da primeira fase do Mundial.

Diferentemente do que mostrou nas eliminatórias, o Uruguai apresentou um time muito bem armado na África do Sul, um ataque poderoso que conta com Diego Forlán e Luiz Suárez, e uma defesa sólida que até aqui não sofreu nenhum gol. Além dos atacantes, a dupla de volantes – Diego Perez e Arévalo Rios – também merece destaque. Muito da solidez defensiva do time vem destes dois jogadores que fizeram uma ótima primeira fase, principalmente Arévalo Rios.

A Coréia mostrou aquilo que todos já conheciam. Uma equipe bem armada, disciplinada e alguns poucos destaques individuais, mais precisamente Park Ji Sung e Park Chu Young. Os defeitos são os mesmos de sempre, problemas de finalização, fragilidade física e falhas na bola parada defensiva, muito em função da baixa estatura dos defensores.

O jogo não deve ser fácil, mas coloco o Uruguai como favorito. Antes da Copa, Lugano dizia que o ponto mais forte desta seleção uruguaia era saber suas limitações, saber que não era o melhor Uruguai da história, tampouco o melhor Uruguai dos últimos anos. Se o time sulamericano entrar em campo com este pensamento – sem querer se impor como a Grande Celeste Olímpica – passa pela Coréia.

Meu Palpite: Uruguai 2 X 1 Coréia do Sul

Estados Unidos e Gana fazem um jogo completamente aberto nas oitavas de final, sem favorito. A seleção Ianque foi um dos times mais empolgantes da primeira fase e Gana um dos mais chatos de se assistir, mas é uma equipe dura de se bater.

O Estados Unidos encarou a Inglaterra de igual pra igual na estréia, fez uma das partidas mais emocionantes da Copa contra Eslovênia – onde perdia por 2 X 0, buscou o empate e só não virou porque o juiz não deixou anulando um gol legal de Jozy Altidore. A seleção ianque é muito bem armada pelo treinador Bob Bradley e conta com alguns talentos individuais, Landon Donovan e Clint Dempsey. O time também mostrou algo muito positivo nos 3 primeiros jogos da Copa, não desiste nunca.

Gana mostrou as mesmas virtudes e defeitos da última Copa Africana de Nações, torneio onde acabou com o vice campeonato. O time é muito sólido defensivamente, mas do meio pra frente é um horror. No Mundial da África do Sul por exemplo, Gana só fez dois gols e os dois de pênalti. E o tal do Asamoah Gyan – único atacante da equipe – é simplesmente terrível! Uma pena que o técnico Rayovac não dê uma chance para o excelente Dominic Adiyiah, aquele que acabou com o Brasil na final do último Mundial Sub 20.

Este é um confronto muito aberto e difícil de dizer quem passa. Pra mim será definido nas penalidades máximas.

Meu Palpite: Estados Unidos 0 X 0 Gana (tempo normal e prorrogação) e Gana passa na disputa de pênaltis.

Imagens Originais: DHnet, Tizona e Newham
Montagens: Picnik

Zebra nas cabeças!

Com os 4 confrontos de oitavas já definidos, temos pelo menos uma surpresa garantida nas semifinais da Copa do Mundo.

O vencedor de Uruguai X Coréia do Sul enfrenta nas quartas o vencedor de Estados Unidos X Gana. Uma destas 4 seleções estará nas semifinais, o que representa uma grande zebra.

Há quem dirá que o Uruguai não é surpresa, afinal nossos vizinhos são bi campeões do mundo. Mas vale lembrar que a Celeste Olímpica não levanta a Taça há 60 anos, não chega a uma semifinal desde 1970 e às oitavas desde 1990. E pela pífia campanha uruguaia nas eliminatórias – onde sofreu até pra passar pela Costa Rica na repescagem – a classificação para uma possível semifinal surpreende e muito.

Destas quatro seleções, a que mais me agradou até aqui foi o Estados Unidos. Um time bem armado, que quase não erra passe e acredita até o fim. A Coréia do Sul não acrescenta muito, é uma equipe disciplinada, mas nada muito além disto.

Gana tem inegáveis qualidades defensivas, uma seleção que concede pouquíssimas chances de gol aos adversários. Em compensação, do meio pra frente só tem perna de pau. E o craque do time, o jovem Dominic Adiyiah, quase não tem chances. Só entrou no jogo contra Alemanha, mas a partida já estava nos acréscimos da etapa suplementar. E do Uruguai já falei, o time vem fazendo uma boa Copa, mas se apertar entrega.

boa notícia pra quem torce pro time do Dunga, se o Brasil confirmar a classificação em primeiro lugar no Grupo G e avançar até as semis, o adversário da seleção canarinho sai deste chaveamento acima. Ou seja, dá pra cravar que se o Brasil chegar à semifinal fatalmente será um dos finalistas na África do Sul.

Imagem: Ora Pois

A melhor entre as piores

A Argentin a sobrou no Grupo B da Copa do Mundo. Venceu seus 3 adversários sem grandes dificuldades e apresentou um bom futebol.

As outras 3 equipes do grupo ficaram restritas à disputa pelo segundo lugar. E foi a famosa luta de foice no escuro.

A Grécia não é nem sombra daquele time campeão europeu. A falta de talento é a mesma de 2004, mas o time atual não tem um décimo da disciplina tática daquela equipe que triunfou em Portugal.

A Nigéria foi um verdadeiro show de horrores. Os dois gols perdidos mais feitos da Copa até aqui foram dos nigerianos. Obasi na partida contra a Grécia e Yakubu no jogo contra a Coréia do Sul. Até o goleirão Enyeama, melhor jogador das Águias Africanas, deu das suas pataquadas.

E quem sobrou para ficar com a segunda vaga do Grupo B? A Coréia do Sul, a melhor entre as piores. Os sulcoreanos fizeram um bom jogo de estréia contra a Grécia, chegaram a dar um aperto na Argentina e fizeram uma partida horrível contra a Nigéria.

A Coréia do Sul não apresentou nada demais, mas tem um time arrumadinho do ponto de vista tático e alguns jogadores interessantes, entre eles Park Ji Sung (Manchester United-Inglaterra) e Park Chu Young (Mônaco-França).

Por ser a melhor seleção entre as piores do Grupo B, a Coréia do Sul ficou com a segunda vaga da chave.

Imagem: Telegraph

A Copa opiácea

Com o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo da África do Sul já pipocaram previsões e simulações sobre o mundial na imprensa.

Pra não ficar de fora, aí vai a Copa do Ópio.

Grupo A

África do Sul 1 X 1 México
Uruguai 0 X 0 França
África do Sul 2 X 2 Uruguai
México 0 X 1 França
África do Sul 1 X 3 França
México 2 X 2 Uruguai

Classificação: 1º) França 7 – 2º) Uruguai 3 – 3º) México 2 – 4º) África do Sul 2

Grupo B

Argentina 1 X 2 Nigéria
Coréia do Sul 1 X 2 Grécia
Argentina 3 X 1 Coréia do Sul
Nigéria 0 X 0 Grécia
Argentina 0 X 0 Grécia
Coréia do Sul 1 X 3 Nigéria

Classificação: 1º) Nigéria 7 – 2º) Grécia 5 – 3º) Argentina 4 – 4º) Coréia do Sul 0

Grupo C

Inglaterra 3 X 0 Estados Unidos
Argélia 0 X 1 Eslovênia
Inglaterra 2 X 0 Argélia
Estados Unidos 3 X 2 Eslovênia
Inglaterra 1 X 0 Eslovênia
Estados Unidos 2 X 1 Argélia

Classificação: 1º) Inglaterra 9 – 2º) Estados Unidos 6 – 3º) Eslovênia 3 – 4º) Argélia 0

Grupo D

Alemanha 3 X 1 Austrália
Sérvia 2 X 4 Gana
Alemanha 1 X 1 Sérvia
Gana 2 X 1 Austrália
Gana 2 X 2 Alemanha
Sérvia 4 X 1 Austrália

Classificação: 1º) Gana 7 – 2º) Alemanha 5 – 3º) Sérvia 4 – 4º) Austrália 0

Grupo E

Holanda 2 X 3 Dinamarca
Japão 0 X 2 Camarões
Holanda 4 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Dinamarca
Dinamarca 2 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Holanda

Classificação: 1º) Dinamarca 9 – 2º) Holanda 6 – 3º) Camarões 3 – 4º) Japão 0

Grupo F

Itália 0 X 0 Paraguai
Nova Zelândia 0 X 4 Eslováquia
Eslováquia 1 X 1 Paraguai
Itália 5 X 0 Nova Zelândia
Eslováquia 1 X 1 Itália
Paraguai 3 X 0 Nova Zelândia

Classificação: 1º) Itália 5 – 2º) Eslováquia 4 – 3º) Paraguai 5 – 4º) Nova Zelândia 0

Grupo G

Brasil 3 X 0 Coréia do Norte
Costa do Marfim 2 X 1 Portugal
Brasil 2 X 1 Costa do Marfim
Portugal 1 X 1 Coréia do Norte
Costa do Marfim 4 X 2 Coréia do Norte
Brasil 0 X 0 Portugal

Classificação: 1º) Brasil 7 – 2º) Costa do Marfim 6 – 3º) Portugal 2 – 4º) Coréia do Norte 1

Grupo H

Honduras 1 X 3 Chile
Espanha 1 X 0 Suiça
Chile 1 X 2 Suiça
Espanha 6 X  1 Honduras
Chile 1 x 3 Espanha
Suiça 2 X 0 Honduras

Classificação: 1º) Espanha 9 – 2º) Suiça 6 – 3º) Chile 3 – 4º) Honduras 0

Oitavas de Final

França 0 X 0 Grécia – Prorrogação 0 X 0  – França passa nos pênaltis
Inglaterra 2 X 1 Alemanha
Dinamarca 2 X 2 Eslováquia – Prorrogação dá Dinamarca 1 X 0
Brasil 2 X 0 Suiça
Nigéria 3 X 1 Uruguai
Gana 2 X 0 Estados Unidos
Itália 2 X 0 Holanda
Espanha 3 X 2 Costa do Marfim

Quartas de Final

França 0 X 0 Inglaterra – Prorrogação Inglaterra 2 X 1
Dinamarca 2 X 4 Brasil
Nigéria 2 X 2 Gana – Prorrogação 0 X 0 – Gana passa nos pênaltis
Itália 1 X 3 Espanha

Semifinais

Inglaterra 1 X 0 Brasil
Gana 2 X 4 Espanha

Disputa de 3º Lugar

Brasil 5 X 3 Gana

Final

Inglaterra 2 X 0 Espanha

Imagens: FifaBlog do Edu Lima

Grupos da Copa 2010

Imagem original: Papéis de Parede
Efeito: Picnik

Com cheiro de punição

A Fifa é conhecida e reconhecida por sua falta de critérios e na escolha dos cabeças de chave para a Copa do Mundo da África do Sul não foi diferente. Para a surpresa de todos, a França – atual vice campeã e vencedora do Mundial de 98 – não entrou como cabeça de chave.

Não pela bola, já que os franceses vêm jogando um futebolzinho sofrível, digno de 4º pote. Mas pela tradição e pelos critérios utilizados até a Copa da Alemanha, era de se esperar que os Bleus estivessem entre os 8 times que encabeçam as chaves na África do Sul.

Até 2006 o critério era a participação nos últimos mundiais somado ao polêmico e contestado Ranking de Seleções da Fifa. Mas para a África do Sul a entidade máxima do futebol resolveu inovar… ou seria inventar? Decidiu ignorar a tradição mundialista e a participação nas últimas Copas, levando em conta única e somente seu controverso ranking.

E o pior, levou em consideração o Ranking de Outubro quando o Ranking atual já foi publicado pela entidade, o que – pelo menos pra mim – denota uma clara intenção de puxar a orelha dos franceses pela mão boba de Henry. Com o novo critério adotado a França 7ª colocada no ranking atual e 9ª no de outubroperdeu a condição de cabeça de chave. Outro país que se deu mal nessa foi Portugal. No atual ranking os lusos aparecem em 5º lugar, mas no de outubro – que foi o que valeu para a formação dos potes – os portugueses apareciam em 10º lugar.

Quem se deu bem com essa história foi a Argentina do melhor jogador do Mundo eleito pela tradicional revista France Football, Lionel Messi, do Barcelona. Em outubro a alviceleste era a 6ª colocada do ranking e na atualização de novembro aparece em 8º, o que deixaria os hermanos fora dos cabeças de chave já que o grupo A é reservado ao país sede.

Chamar a atitude da Fifa de novo critério é até brincadeira… tá com cara, cheiro e jeito de punição à mão boba de Thierry Henry na repescagem contra a Irlanda. E com Portugal e França no pote 4 ficou mais fácil que exista um afamado grupo da morte na África do Sul.

Abaixo, veja como ficou a distribuição dos 4 potes para o sorteio dos grupos que acontece nesta sexta, na belíssima Cidade do Cabo.

Pote 1 (Cabeças de Chave)

África do Sul – Alemanha – Argentina – Brasil – Espanha – Inglaterra – Holanda – Itália.

Pote 2 (Ásia, Concacaf  e Oceania)

Austrália – Coréia do Norte – Coréia do Sul – Estados Unidos – Honduras – Japão – México – Nova Zelândia.

Pote 3 (África e América do Sul)

Argélia – Camarões – Chile – Costa do Marfim – Gana – Nigéria – Paraguai – Uruguai.

Pote 4 (Europa)

Dinamarca – Eslováquia – Eslovênia – França – Grécia – Portugal – Sérvia – Suiça.

Imagem: The Mistery Spot