A boa lista do Mano

Mano Menezes fez sua primeira convocação à frente da Seleção Brasileira. E surpreendeu, pelo menos àqueles que esperavam uma lista com Dentinho, Chicão, Elias e Roberto Carlos, todos atletas do Corinthians. O único jogador do Timão na convocação foi o volante Jucilei, o que me pareceu uma boa surpresa.

O time que encabeçou a lista foi o Santos com 4 jogadores, Robinho, Neymar, Ganso e André. O volante Arouca foi a ausência santista mais sentida. Pelo menos eu queria vê-lo vestindo a amarelinha.

Já que a palavra de ordem é renovar, dos 24 convocados 7 têm idade olímpica. Pato (Milan), Ganso (Santos) e Rafael (Manchester United) com 20 anos, Neymar (Santos) com 18, Sandro (Internacional) com 21, André (Santos) e o goleiro Renan (Avaí) com 19. Sangue novo na seleção que tem média de idade de 23,1 anos.

De forma geral gostei muito da convocação. Algumas lembranças são bem interessantes, como o zagueiro David Luiz (Benfica), o volante Jucilei (Corinthians), o lateral Rafael (Manchester United) e o jovem goleiro Renan (Avaí). Os retornos de Lucas (Liverpool), Pato (Milan), Hernanes (São Paulo) e Marcelo (Real Madrid) são excelentes, estes jogadores nunca deveriam ter sido afastados da seleção e, ao meu entender, deveriam ter ido à África do Sul. A esperada convocação de Paulo Henrique Ganso (Santos) também foi outro ponto positivo da lista do Mano. Quando leu o nome do meia paraense, o novo técnico da Seleção até soltou um sorrisinho maroto, como quem dissesse esse é o cara!

De negativo poucos nomes. Eu particularmente não gosto dos laterais Daniel Alves (Barcelona) e André Santos (Fenerbahçe), embora entenda a convocação dos dois. Na minha lista também não estariam os zagueiros Henrique (Racing Santander) e Réver (Galo), acho que temos muitos zagueiros na frente deles, por exemplo Alex Silva (São Paulo), Miranda (São Paulo) e Leonardo Silva (Cruzeiro). Agora o que não entendi mesmo foi a convocação do goleiro Jéfferson (Botafogo) e do meia Éderson (Lyon). Jéfferson é bem fraquinho, inconstante, e até hoje não aprendeu a pegar falta. Já Éderson nunca se firmou no Lyon e nem mesmo no Fenerbahçe, não o vejo com bola suficiente pra vestir a camisa da seleção.

Outra coisa que vale ressaltar é a qualidade dos volantes, algo tão essencial no futebol moderno onde atacantes e meias não têm espaço e tempo nem para pensar. Hoje os volantes ganharam grande importância, sendo quase sempre os responsáveis pela organização do jogo. Mano só chamou volantes que sabem jogar. Ramires (Benfica), Lucas (Liverpool), Sandro (Internacional), Jucilei (Corinthians) e Hernanes (São Paulo) marcam, mas também gostam da bola e saem muito bem para o jogo.

Dia 10 de agosto este grupo entra em campo no amistoso contra o Estados Unidos, em Nova Jersey. Será o início da Era Mano Menezes à frente da seleção. Não sei se é pelo alívio do fim do dunguismo ou se pela boa primeira convocação do Mano, mas a expectativa é das melhores para os próximos anos!

Os 24 do Mano

Goleiros
Jéfferson (Botafogo), Renan (Avaí) e Víctor (Grêmio).

Laterais
Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester United), André Santos (Fenerbahçe) e Marcelo (Real Madrid).

Zagueiros
David Luiz (Benfica), Thiago Silva (Milan), Henrique (Racing Santander) e Réver (Galo).

Volantes e Meias
Ramires (Benfica), Jucilei (Corinthians), Lucas (Liverpool), Hernanes (São Paulo), Sandro (Internacional), Ganso (Santos), Éderson (Lyon) e Carlos Eduardo (Hoffenheim).

Atacantes
Neymar (Santos), André (Santos), Robinho (Santos), Pato (Milan) e Diego Tardelli (Galo).

Com surpresa e sem brilho

Na última terça feira, 11 de maio, Dunga convocou a Seleção Brasileira que disputará a próxima Copa do Mundo, na África do Sul.

Teve surpresa, pelo menos pra mim. Gomes (Tottenham) entrou na vaga de Víctor (Grêmio) e Adriano (Flamengo) perdeu o lugar para Grafite (Wolfsburg).

Estas duas mudanças me surpreenderam, não pelo aspecto técnico. Gomes merece, e muito, a convocação. Fez uma temporada muito boa com o Tottenham que conseguiu a classificação para a próxima Champions League, algo que não acontecia há 49 anos.

A convocação do Grafite eu já defendo faz algum tempo. Um jogador que consegue mesclar força e velocidade, e que tem faro de gol. Mas acho que seu melhor momento já passou. Na temporada passada, quando Grafite destruiu levando o Wolfsburg ao título da Bundesliga e de quebra foi o artilheiro da competição, ele não teve sua chance. Mas depois de uma temporada sem muito brilho, a atual, Grafite garantiu seu lugar na Copa. Vai entender né?

As surpresas aconteceram, mas não foram as que eu e muita gente esperava. As mudanças pouco alteraram e continuamos com um time sem brilho, sem magia. A Seleção Brasileira mais alemã de todos os tempos.

Os 23 de Dunga

Goleiros

Julio César (Inter de Milão), Gomes (Tottenham), Doni (Roma)

Laterais

Maicon (Inter de Milão), Daniel Alves (Barcelona), Michel Bastos (Lyon), Gilberto (Cruzeiro)

Zagueiros

Lúcio (Inter de Milão), Juan (Roma), Luisão (Benfica), Thiago Silva (Milan)

Meio-Campistas

Felipe Melo (Juventus), Gilberto Silva (Panathinaikos), Ramires (Benfica), Elano (Galatasaray), Kaká (Real Madrid), Josué (Wolfsburg), Júlio Baptista (Roma), Kléberson (Flamengo)

Atacantes

Robinho (Santos), Luis Fabiano (Sevilla), Nilmar (Villarreal), Grafite (Wolfsburg)

Pra mim, as grandes ausências da convocação do Dunga são Ronaldinho Gaúcho (Milan), Neymar (Santos) e principalmente a dupla avícola Ganso (Santos) e Pato (Milan). E entre os convocados, os que menos entendo são Doni, Josué, Michel Bastos, Kléberson, Felipe Melo e Gilberto.

Boa convocação!

Dunga convocou nesta terça, dia 27 de outubro, a seleção brasileira que enfrentará Inglaterra e Omã em amistosos nos dias 14 e 18 de novembro respectivamente.

O duelo contra o English Team acontece em Doha no Catar. Já a partida contra Omã será realizada na casa dos adversários da península arábica, na capital Mascate.

Sem poder contar com jogadores que atuam no futebol brasileiro, Dunga convocou 4 surpresas para os jogos na Ásia. O lateral Fábio Aurélio (Liverpool), os meias Carlos Eduardo (Hoffenheim) e Michel Bastos (Lyon) – este último se for utilizado deverá jogar na lateral esquerda, sua posição de origem – e o atacante Hulk do Porto.

Das novidades, acho que Fábio Aurélio há muito já fazia por merecer esta chance e a convocação do Michel Bastos também é muito válida, ele começou a temporada muito bem no Lyon, é um jogador rápido, versátil e moderno. Já Carlos Eduardo e Hulk eu não convocaria. O primeiro é um bom jogador, mas em sua posição temos nomes melhores, Diego da Juventus por exemplo. Já o Hulk vale pelo nome! É um jogador muito forte e tal, mas pra mim não tem bola pra jogar na seleção. No último campeonato português ele marcou 8 gols, na edição deste ano fez 1 e na Champions da atual temporada marcou outros 2; números bem modestos pra um centroavante de referência. Eu preferia ver o Grafite do Wolfsburg ou o Alexandre Pato do Milan.

Mas enfim, em seu todo a convocação é coerente e, de uma forma geral, podemos dizer que é boa.

Abaixo, a lista dos 24 convocados:

Goleiros

Júlio César (Inter de Milão)
Doni (Roma)

Zagueiros

Juan (Roma)
Lúcio (Inter de Milão)
Luisão (Benfica)
Naldo (Werder Bremen)

Laterais

Maicon (Inter de Milão)
Daniel Alves (Barcelona)
Fábio Aurélio (Liverpool)
Michel Bastos (Lyon)

Meio-campistas

Gilberto Silva (Panathinaikos)
Felipe Mello (Juventus)
Josué (Wolfsburg)
Lucas (Liverpool)
Alex (Spartak Moscou)
Ramires (Benfica)
Elano (Galatasaray)
Kaká (Real Madrid)
Júlio Baptista (Roma)
Carlos Eduardo (Hoffenheim)

Atacantes

Luís Fabiano (Sevilla)
Robinho (Manchester City)
Nilmar (Villarreal)
Hulk (Porto)

Zangado_colunista_do_Ópio

 

Zangado é um dos 7 anões da Branca de Neve e mesmo do Reino da Fantasia é o colunista especial do Ópio do Povo para assuntos da seleção brasileira.

Imagem: Grumy Git

Grafite seleção!!!

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

mais sobre “3 Vezes Grafite!!!“, postado via vodpod

grafite_23_wolfsburgJá faz algum tempo que venho denfendendo aqui no blog uma chance pro Grafite na Seleção Brasileira.

O cara vive uma fase estupenda, no momento bem melhor que o Adriano e o Tardelli, por exemplo.

Só na última temporada da Bundesliga Grafite marcou 28 gols, o que é muita coisa… mais ainda se lembrarmos que o Campeonato Alemão conta apenas com 18 equipes, duas a menos que a maioria das ligas nacionais, o que representa 4 partidas a menos ao longo do campeonato.

E não tenho dúvidas, depois do Daniel Alves que ganhou absolutamente tudo com o Barça,  Grafite foi o brasileiro que mais se destacou no futebol europeu na temporada passada.

Ontem Grafite fez sua estréia na maior competição interclubes do mundo, a UEFA Champions League. E mostrou que está preparado pra tudo! 3 gols que garantiram a vitória do Wolfsburg contra o CSKA de Moscou, 3 X 1.

Por aqui Grafite não é tão bem visto assim. Não tem tanta grife, não tem tanto nome. Ainda é visto como um atacante de força e nada mais. Mas seus críticos se esquecem de uma coisa, o jogador evolui.

E como Grafite evoluiu! Melhora a cada dia, esbanja categoria e faro de gol. Se você não acredita, o que acha deste gol aqui contra o gigante Bayern de Munique, pra mim – de longe – o mais bonito da Bundesliga passada! Até o técnico Jurgen Klinsmann e o meia Tim Borowski soltaram um sorrisinho para a obra prima do atacante.

E eu continuarei a pedir, Grafite na Seleção Brasileira!!!

Imagem: Wolfsburg

O maior espetáculo da Terra

colagem barça gol

O Barcelona da temporada 2008/2009 vence, convence e, acima de tudo, encanta.

Para os amantes do futebol é no momento o maior espetáculo da Terra.

O ano começou com muitas desconfianças em cima do clube. Um elenco refeito depois do racha na temporada anterior, a dispensa de nomes consagrados como Deco, Thuram e Ronaldinho Gaúcho. E o início de trabalho de um novo treinador, Josep Guardiola, que trazia resultados nada animadores do time B.

Pra aumentar a desconfiança, derrota para o pequeno Numancia na primeira partida oficial da temporada. Derrota que foi seguida de empate contra o modesto Racing Santander em pleno Camp Nou. Parecia que seria mais um ano conturbado, mais um ano sem títulos.

Parecia, porque estes seis meses foram tempos de sonhos para o torcedor azul e grená. Depois do empate com o Racing, o Barça  só perdeu pontos no campeonato espanhol na 12ª rodada quando empatou em casa com o Getafe. Foram 16 vitórias em 17 partidas.

Esta sequência impressionante rendeu ao time catalão o título simbólico do primeiro turno com 50 pontos em 57 possíveis, o que dá 87,71% de aproveitamento. Seus perseguidores mais cercanos, Real Madrid e Sevilha, estão 12 pontos atrás.

Em toda temporada foram, até aqui, 37 partidas. 31 vitórias, 3 empates e só 3 derrotas. Sendo que duas eram em jogos que não valiam nada ou quase nada. 1X0 pro Wisla Cracóvia no jogo de volta da fase prévia da Champions, no jogo de ida o Barça venceu por 4X0. E 2X3 para o Shaktar na última rodada da fase de grupos do torneio europeu, quando o Barcelona já havia garantido a classificação e o primeiro lugar do grupo.

Mas se as 31 vitórias impressionam os números do ataque catalão são mais contundentes ainda. Nestes 37 jogos o Barça balançou as redes adversárias 115 vezes, média de 3,108 gols por partida. Em 7 oportunidades o time de Guardiola marcou 5 ou 6 gols, a última neste fim de semana, 5Xo contra o Deportivo La Coruña. Uma máquina de golear.

No campeonato espanhol só o tridente ofensivo (Messi, Eto´o e Henry) marcou 41 vezes, o mesmo número de gols de todo Real Madrid (3º ataque da liga) e 1 a menos que o Atlético de Madrid (2º ataque do campeonato).

Sem dúvida o Barça pinta como grande time da temporada européia. Um time leve e envolvente, de toque de bola fino e vistoso. Um time que brinca de jogar futebol e mesmo brincando conseguiu equilibrar sua ofensividade nata com uma defesa sólida e segura.

O Tradicional Futebol Tic-Tac

O Barcelona desta temporada voltou a origem de sua escola futebolistica, famosa pelo refinado estilo, intensa movimentação e as intermináveis troca de passes que no passado lhe renderam a denominação de Fútbol Tic-Tac. Nosso famos um-dois

O meio de campo leve, rápido e habilidoso formado por Keita, Xavi e Iniesta é o suporte para o sucesso do Tic-Tac. E seus suplentes  – Yaya Touré, Sérgio Busquets, Gudjohnsen e Hleb garantem que a característica seja preservada mesmo com o rodízio do elenco.

Os Recuperados

Na caça às bruxas do fim da temporada passada quase sobrou para Tierry Henry e Samuel Eto´o. Segundo declarações dos dirigentes do Barça, o francês não havia correspondido às expectativas e ao alto investimento feito nele e o camaronês já havia terminado seu ciclo no clube, aliás, ciclo pra lá de turbulento.

Mas para a sorte da torcida barcelonista os dois permaneceram. Juntos eles já fizeram 41 gols. 27 de Eto´o, artilheiro do time na temporada, e outros 14 de Henry, que a partir de outubro voltou a lembrar o impiedoso e clássico jogador do Arsenal.

As novas caras

Das contratações para a atual temporada, 3 jogadores assumiram posições de titulares e têm conseguido destaque. O zagueiro Piqué, formado nas divisões de base do clube, voltou ao Barcelona depois de alguns anos na Inglaterra. O jovem jogador vem mostrando muita segurança e forma a zaga com o capitão Carles Puyol.

O meio campista de Mali,  Seidou Keita, contratado junto ao Sevilha trouxe mais solidez ao meio campo azul e grená. Além de ótimo marcador Keitá também chega a frente e as vezes até faz seus golzinhos, é perigoso na bola aérea.

Mas nenhuma das contratações deu tão certo como o lateral Daniel Alves, também contratado junto ao Sevilha. O baiano, que é considerado por muitos o melhor lateral direito do mundo, mostrou personalidade para assumir a posição, antigo problema do time catalão. Com seus potentes chutes e seus cruzamentos precisos, Dani Alves já conquistou a torcida e o técnico Josep Guardiola que declarou esta semana que o lateral é fundamental em seu esquema tático.

A pulga que faz a diferença

messi la pulga

Mas quem está comendo a bola, fazendo mesmo a diferença é o argentino Lionel Messi. A pulguinha já marcou 25 gols nesta primeira metade da temporada. Mas muito mais que pelos gols, Messi tem encantado catalães, espanhóis, argentinos e demais amantes da bola pelo mundo afora pela magia que ele traz aos gramados. Ele é de longe o jogador que eu mais gosto de ver jogar. Driblador, atrevido e agora goleador. 

Messi faz lembrar uma criança brincando de bola. Jogando futebol não, brincando… de bola. Só quer saber de driblar, de atacar, de fazer gols e malabarismos fantásticos. Arte pura de moleque. O franzino menino de 1,69 m e 63 kg assumiu logo a camisa 10 deixada por Ronaldinho Gaúcho. E rapidamente fez a torcida se esquecer completamente do antigo ídolo.

Messi é um dos jogadores mais rápidos e hablidosos do futebol mundial. Juntando-se a estas características sua descomunal velocidade para trocar de direção na corrida, o argentino se torna um jogador quase imarcável. Ultimamente nem as botinadas têm sido capazes de pará-lo.

Nestes últimos seis meses ninguém, na Europa ou em qualquer outra parte do mundo, jogou mais que Messi. Assim como nenhum outro time chegou ao menos perto do que mostrou o Barça.

Para ver toda lista de jogos do Barcelona nesta temporada clique aqui.

∞ No levantamento feito pelo blog não foi considerada a partida contra o Sant Andreu pelas semifinais da Copa da Catalunha. Porque o Barça disputa a competição com o Barcelona Atlètic, espécie de time B que é dirigido pelo ex jogador Luis Enrique.

Conta-gotas 1

Mineiros em Montevidéu

conta gotas opioEm Montevidéu, Galo e Cruzeiro fizeram um jogo horroroso.

Menos mal para o time da toca que venceu por 4X2 e começou o ano com vitória sobre o maior rival.

No alvinegro, positivo só a estréia de Diego Tardelli.

A contratação do atacante já havia agradado a massa, com 2 gols sobre o Cruzeiro então…

No time azul mais uma vez o destaque foi Ramires.

Mesmo com menos de 10 dias de treinamento e depois de um 2008 muito desgastante, o volante mostrou o mesmo vigor e vontade na primeira partida do ano.

Foi premiado com um belo gol.

Agora Engrena?

conta gotas opioO Chelsea sofreu, mas bateu o pequeno Stoke City no Stamford Bridge.

O time de Felipão perdia por 1X0 até os 42 do segundo tempo, quando Beletti empatou.

Aos 48, Frank Lampard – que já havia perdido 3 gols feitos – acertou um pertardo de canhota e garantiu a virada dos Blues.

Uma vitória com a cara de Felipão.

Será que agora a Scolari Family pega?

30 minutos

conta gotas opio30 minutos foi o tempo que a Atalanta precisou para desbancar a poderosa Inter de Milão, até então invicta no Calcio.

Com meia hora de jogo o time de Bérgamo já vencia por 3Xo.

Gols de Floccari e Cristiano Doni (2).

Completamente entregue, a Inter só conseguiu descontar nos acréscimos da segunda etapa.

Pra variar gol de Ibra.

A Inter segue líder com 43 pontos, mas já pode ver a velha senhora no retrovisor.

Podia ser melhor

A Juve não passou de um empate contra a Lazio em Roma.

O time da capital italiana saiu na frente com um belo gol de falta do argentino Ledesma.

Mas a Juventus empatou ainda no primeiro tempo, com uma violenta cabeçada do sueco Melberg.

Mesmo empatando a Velha Senhora está mais próxima da líder Inter que perdeu a invencibilidade em Bérgamo.

A Juve tem agora 40 pontos, 3 a menos que os líderes de Milão.

Rolo Compressor

conta gotas opioO Barça segue passando por cima de seus adversários. Sem tomar conhecimento deles.

A vítima desta rodada foi o Deportivo La Coruña, 5Xo no Camp Nou.

Gols de Messi, Henry (2) e Eto´o (2).

Outro destaque da partida foi  Daniel Alves que deu 3 assistências.

O Barcelona termina o primeiro turno com uma campanha incrível, 50 pontos em 57 possíveis.

Foram 16 vitórias, 2 empates e uma única derrota para o pequeno Numancia, ainda na primeira rodada.