Futebol Festa

placar madrid 2x6 barcelona bernabeu 02 05 2009Dificilmente os torcedores do Barça e do Real Madrid esquecerão o 2 de maio de 2009.

Para os merengues um gosto amargo na boca, os olhos baixos, a vergonha

Para os barcelonistas uma sensação indescritível, muito mais que alegria, muito maior que o gozo.

O Bernabéu calado, como se estivesse vazio. Os olhos tristes não podiam acreditar nos gols, no futebol. Um pesadelo, um moinho monstro de Cervantes que passava por cima e demolia os pobres homens de branco, que mais pareciam crianças ao lado dos gigantes.

Do outro lado, o azul e grená, só se ouviam suspiros, só se viam sorrisos. O futebol como poesia, como versos de César Vallejo. O futebol jogado feito amor.  

Papéis invertidos na capital espanhola. Enquanto os homens de azul e grená brincavam de bola, as crianças de branco corriam, sofriam e não ganhavam nenhuma recompensa

6 gols que poderiam ser 9, 10, 12. O jogo bonito levado a sério; compromisso prazeroso pra quem cumpre e pra quem vê. 

A partida foi muito bem definida pelas palavras de 2 grandes ícones do Real, o goleiro Casillas

Passaram por nós como um rolo compressor.

e o interminável atacante Raúl 

Saímos na frente e até pensamos que poderíamos vencer. Mas aí eles viraram o jogo e este time com a vantagem é praticamente invencível. 

Já as palavras de Henry e Messi, que juntamente com Xavi foram os grandes destaques da partida – se é possível apontar apenas 3 – demonstram que esta não foi uma partida atípica.

Queríamos vencer o jogo e conseguimos fazer isto jogando bem.

E

Já fizemos 6 gols em outras partidas, Já apresentamos um futebol tão vistoso assim em outras ocasiões. Desta vez foi em uma partida decissiva, então por isto acho que a repercussão é maior.

Foi um verdadeiro show. Pra quem torce pro Barça ou simplesmente gosta de futebol.

Além da vitória e da proximidade do título, faltam apenas 5 pontos, o Barcelona chegou ao centésimo gol na Liga Espanhola e o trio letal Messi-Eto’o-Henry (69 gols27 do camaronês, 23 do argentino e 19 do francês) ultrapassou o lendário ataque merengue de 1961 que tinha nada mais nada menos que Puskas e Di Stéfano.

Mas o massacre no Bernabéu serviu pra muito mais que consolidar recordes. Serviu pra mostrar, de forma irrefutável, que na Espanha não tem pra inguém, que o Real Madrid está longe, muito longe do Barça

A vitória do Barcelona é uma vitória de todos aqueles que gostam do jogo bonito, vistoso, jogado em forma de espetáculo.

Daqueles que acreditam na base, que cultivam e cultuam a tradição do jogo ofensivo, dos jogadores feitos em casa.

Futebol festa, como bem gosta e não abre mão o povo catalão

barcelona comemora a goleada no bernabeu

Fotos: Diário Marca

Anúncios

Bons Tempos

Em tempos de eliminatórias vamos lembrar o melhor momento da história da seleção colombiana.

Este foi a segunda época de ouro do futebol colombiano e, com certeza, a melhor da seleção.

O primeiro grande momento do futebol da Terra de Marques foi a chamada invasão argentina, no fim dos anos 50, início dos 60.

Grandes jogadores jogavam a Liga Colombiana nesta época, entre eles os míticos Di Stefano e Moreno.

Mas a seleção deste simpático país banhado pelo Mar do Caribe nunca alcançou tanta notabilidade como com a geração de Higuita,  Asprilla, Valderrama e Rincón, destaques do jogo no Monumental.