A boa lista do Mano

Mano Menezes fez sua primeira convocação à frente da Seleção Brasileira. E surpreendeu, pelo menos àqueles que esperavam uma lista com Dentinho, Chicão, Elias e Roberto Carlos, todos atletas do Corinthians. O único jogador do Timão na convocação foi o volante Jucilei, o que me pareceu uma boa surpresa.

O time que encabeçou a lista foi o Santos com 4 jogadores, Robinho, Neymar, Ganso e André. O volante Arouca foi a ausência santista mais sentida. Pelo menos eu queria vê-lo vestindo a amarelinha.

Já que a palavra de ordem é renovar, dos 24 convocados 7 têm idade olímpica. Pato (Milan), Ganso (Santos) e Rafael (Manchester United) com 20 anos, Neymar (Santos) com 18, Sandro (Internacional) com 21, André (Santos) e o goleiro Renan (Avaí) com 19. Sangue novo na seleção que tem média de idade de 23,1 anos.

De forma geral gostei muito da convocação. Algumas lembranças são bem interessantes, como o zagueiro David Luiz (Benfica), o volante Jucilei (Corinthians), o lateral Rafael (Manchester United) e o jovem goleiro Renan (Avaí). Os retornos de Lucas (Liverpool), Pato (Milan), Hernanes (São Paulo) e Marcelo (Real Madrid) são excelentes, estes jogadores nunca deveriam ter sido afastados da seleção e, ao meu entender, deveriam ter ido à África do Sul. A esperada convocação de Paulo Henrique Ganso (Santos) também foi outro ponto positivo da lista do Mano. Quando leu o nome do meia paraense, o novo técnico da Seleção até soltou um sorrisinho maroto, como quem dissesse esse é o cara!

De negativo poucos nomes. Eu particularmente não gosto dos laterais Daniel Alves (Barcelona) e André Santos (Fenerbahçe), embora entenda a convocação dos dois. Na minha lista também não estariam os zagueiros Henrique (Racing Santander) e Réver (Galo), acho que temos muitos zagueiros na frente deles, por exemplo Alex Silva (São Paulo), Miranda (São Paulo) e Leonardo Silva (Cruzeiro). Agora o que não entendi mesmo foi a convocação do goleiro Jéfferson (Botafogo) e do meia Éderson (Lyon). Jéfferson é bem fraquinho, inconstante, e até hoje não aprendeu a pegar falta. Já Éderson nunca se firmou no Lyon e nem mesmo no Fenerbahçe, não o vejo com bola suficiente pra vestir a camisa da seleção.

Outra coisa que vale ressaltar é a qualidade dos volantes, algo tão essencial no futebol moderno onde atacantes e meias não têm espaço e tempo nem para pensar. Hoje os volantes ganharam grande importância, sendo quase sempre os responsáveis pela organização do jogo. Mano só chamou volantes que sabem jogar. Ramires (Benfica), Lucas (Liverpool), Sandro (Internacional), Jucilei (Corinthians) e Hernanes (São Paulo) marcam, mas também gostam da bola e saem muito bem para o jogo.

Dia 10 de agosto este grupo entra em campo no amistoso contra o Estados Unidos, em Nova Jersey. Será o início da Era Mano Menezes à frente da seleção. Não sei se é pelo alívio do fim do dunguismo ou se pela boa primeira convocação do Mano, mas a expectativa é das melhores para os próximos anos!

Os 24 do Mano

Goleiros
Jéfferson (Botafogo), Renan (Avaí) e Víctor (Grêmio).

Laterais
Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester United), André Santos (Fenerbahçe) e Marcelo (Real Madrid).

Zagueiros
David Luiz (Benfica), Thiago Silva (Milan), Henrique (Racing Santander) e Réver (Galo).

Volantes e Meias
Ramires (Benfica), Jucilei (Corinthians), Lucas (Liverpool), Hernanes (São Paulo), Sandro (Internacional), Ganso (Santos), Éderson (Lyon) e Carlos Eduardo (Hoffenheim).

Atacantes
Neymar (Santos), André (Santos), Robinho (Santos), Pato (Milan) e Diego Tardelli (Galo).

Análises e Palipites das Oitavas de Final

Se antes da Copa você me dissesse que o Uruguai enfrentaria a Coréia do Sul, confesso que cravaria uma vitória asiática. Mas a seleção Celeste foi uma das surpresas mais positivas da primeira fase do Mundial.

Diferentemente do que mostrou nas eliminatórias, o Uruguai apresentou um time muito bem armado na África do Sul, um ataque poderoso que conta com Diego Forlán e Luiz Suárez, e uma defesa sólida que até aqui não sofreu nenhum gol. Além dos atacantes, a dupla de volantes – Diego Perez e Arévalo Rios – também merece destaque. Muito da solidez defensiva do time vem destes dois jogadores que fizeram uma ótima primeira fase, principalmente Arévalo Rios.

A Coréia mostrou aquilo que todos já conheciam. Uma equipe bem armada, disciplinada e alguns poucos destaques individuais, mais precisamente Park Ji Sung e Park Chu Young. Os defeitos são os mesmos de sempre, problemas de finalização, fragilidade física e falhas na bola parada defensiva, muito em função da baixa estatura dos defensores.

O jogo não deve ser fácil, mas coloco o Uruguai como favorito. Antes da Copa, Lugano dizia que o ponto mais forte desta seleção uruguaia era saber suas limitações, saber que não era o melhor Uruguai da história, tampouco o melhor Uruguai dos últimos anos. Se o time sulamericano entrar em campo com este pensamento – sem querer se impor como a Grande Celeste Olímpica – passa pela Coréia.

Meu Palpite: Uruguai 2 X 1 Coréia do Sul

Estados Unidos e Gana fazem um jogo completamente aberto nas oitavas de final, sem favorito. A seleção Ianque foi um dos times mais empolgantes da primeira fase e Gana um dos mais chatos de se assistir, mas é uma equipe dura de se bater.

O Estados Unidos encarou a Inglaterra de igual pra igual na estréia, fez uma das partidas mais emocionantes da Copa contra Eslovênia – onde perdia por 2 X 0, buscou o empate e só não virou porque o juiz não deixou anulando um gol legal de Jozy Altidore. A seleção ianque é muito bem armada pelo treinador Bob Bradley e conta com alguns talentos individuais, Landon Donovan e Clint Dempsey. O time também mostrou algo muito positivo nos 3 primeiros jogos da Copa, não desiste nunca.

Gana mostrou as mesmas virtudes e defeitos da última Copa Africana de Nações, torneio onde acabou com o vice campeonato. O time é muito sólido defensivamente, mas do meio pra frente é um horror. No Mundial da África do Sul por exemplo, Gana só fez dois gols e os dois de pênalti. E o tal do Asamoah Gyan – único atacante da equipe – é simplesmente terrível! Uma pena que o técnico Rayovac não dê uma chance para o excelente Dominic Adiyiah, aquele que acabou com o Brasil na final do último Mundial Sub 20.

Este é um confronto muito aberto e difícil de dizer quem passa. Pra mim será definido nas penalidades máximas.

Meu Palpite: Estados Unidos 0 X 0 Gana (tempo normal e prorrogação) e Gana passa na disputa de pênaltis.

Imagens Originais: DHnet, Tizona e Newham
Montagens: Picnik

Zebra nas cabeças!

Com os 4 confrontos de oitavas já definidos, temos pelo menos uma surpresa garantida nas semifinais da Copa do Mundo.

O vencedor de Uruguai X Coréia do Sul enfrenta nas quartas o vencedor de Estados Unidos X Gana. Uma destas 4 seleções estará nas semifinais, o que representa uma grande zebra.

Há quem dirá que o Uruguai não é surpresa, afinal nossos vizinhos são bi campeões do mundo. Mas vale lembrar que a Celeste Olímpica não levanta a Taça há 60 anos, não chega a uma semifinal desde 1970 e às oitavas desde 1990. E pela pífia campanha uruguaia nas eliminatórias – onde sofreu até pra passar pela Costa Rica na repescagem – a classificação para uma possível semifinal surpreende e muito.

Destas quatro seleções, a que mais me agradou até aqui foi o Estados Unidos. Um time bem armado, que quase não erra passe e acredita até o fim. A Coréia do Sul não acrescenta muito, é uma equipe disciplinada, mas nada muito além disto.

Gana tem inegáveis qualidades defensivas, uma seleção que concede pouquíssimas chances de gol aos adversários. Em compensação, do meio pra frente só tem perna de pau. E o craque do time, o jovem Dominic Adiyiah, quase não tem chances. Só entrou no jogo contra Alemanha, mas a partida já estava nos acréscimos da etapa suplementar. E do Uruguai já falei, o time vem fazendo uma boa Copa, mas se apertar entrega.

boa notícia pra quem torce pro time do Dunga, se o Brasil confirmar a classificação em primeiro lugar no Grupo G e avançar até as semis, o adversário da seleção canarinho sai deste chaveamento acima. Ou seja, dá pra cravar que se o Brasil chegar à semifinal fatalmente será um dos finalistas na África do Sul.

Imagem: Ora Pois

Um gol e dois classificados

Alemanha e Gana fizeram um jogo amarradinho no belíssimo Soccer City, em Johannesburgo.

1 X 0 para seleção germânica, golaço de Mesut Ozil que resolveu a situação das duas seleções.

Com a vitória da Austrália sobre a Sérvia, 2 X 1, alemães e ganeses se classificaram para as oitavas de final.

A Alemanha ficou com a primeira posição no Grupo D e de presente ganhou um confronto contra a Inglaterra na próxima fase. Jogo que põe à prova a talentosa e jovem seleção germânica. Os ingleses têm mais jogadores de nome, mais experiência, mas a Alemanha tem mais tradição copeira e mostrou mais futebol que o English Team na África do Sul, pelo menos até agora.

Gana, mesmo com a derrota, garantiu a classificação e salvou a honra africana na primeira Copa no continente negro. Nas oitavas Gana enfrenta o Estados Unidos, primeiro colocado no Grupo C.

Até aqui, foram 16 jogos de seleções africanas e somente uma vitória, Gana 1 X 0 Sérvia. Na primeira fase faltam apenas Camarões X Holanda e Costa do Marfim X Coréia do Norte.

Os camaroneses já estão fora e os marfinenses possuem remotas chances, têm que vencer os coreanos e torcer para Portugal perder para o Brasil, algo absolutamente normal, mas têm que descontar uma diferença de 9 tentos no saldo de gols, o que torna a classificação quase impossível.

Com tudo isto, provavelmente Gana será novamente o único time africano nas oitavas de final da Copa, algo idêntico ao ocorrido no Mundial de 2006.

Imagem: Fifa

Classificação suada

O Estados Unidos conseguiu a classificação de forma suada, vencendo a Argélia por 1 X 0 com gol aos 45 do segundo tempo.

O tento foi anotado por Landon Donovan, jogador sobre quem eu conversava esta semana com meu amigo Thiaguinho Lesadão.

Falávamos que se Donovan fosse inglês, italiano ou alemão, seria muito mais badalado, teria jogado em mais times grandes da Europa. De grande mesmo só passou pelo Bayern de Munique, mas só passou, pouco jogou na Alemanha.

Donovan é um jogador de refinada técnica. Bate muito bem na bola, quase não erra passes e finaliza bem. Já havia marcado no empate com a Eslovênia e foi premiado com o gol da classificação estadounidense.

Aliás, o gol valeu não só a passagem para as oitavas, mas garantiu à seleção ianque o primeiro lugar no Grupo C, à frente da poderosa Inglaterra. Agora o Estados Unidos enfrenta nas oitavas de final a seleção de Gana, até aqui a única equipe africana classificada para o mata mata.

Vídeo: hineghbor

A Copa opiácea

Com o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo da África do Sul já pipocaram previsões e simulações sobre o mundial na imprensa.

Pra não ficar de fora, aí vai a Copa do Ópio.

Grupo A

África do Sul 1 X 1 México
Uruguai 0 X 0 França
África do Sul 2 X 2 Uruguai
México 0 X 1 França
África do Sul 1 X 3 França
México 2 X 2 Uruguai

Classificação: 1º) França 7 – 2º) Uruguai 3 – 3º) México 2 – 4º) África do Sul 2

Grupo B

Argentina 1 X 2 Nigéria
Coréia do Sul 1 X 2 Grécia
Argentina 3 X 1 Coréia do Sul
Nigéria 0 X 0 Grécia
Argentina 0 X 0 Grécia
Coréia do Sul 1 X 3 Nigéria

Classificação: 1º) Nigéria 7 – 2º) Grécia 5 – 3º) Argentina 4 – 4º) Coréia do Sul 0

Grupo C

Inglaterra 3 X 0 Estados Unidos
Argélia 0 X 1 Eslovênia
Inglaterra 2 X 0 Argélia
Estados Unidos 3 X 2 Eslovênia
Inglaterra 1 X 0 Eslovênia
Estados Unidos 2 X 1 Argélia

Classificação: 1º) Inglaterra 9 – 2º) Estados Unidos 6 – 3º) Eslovênia 3 – 4º) Argélia 0

Grupo D

Alemanha 3 X 1 Austrália
Sérvia 2 X 4 Gana
Alemanha 1 X 1 Sérvia
Gana 2 X 1 Austrália
Gana 2 X 2 Alemanha
Sérvia 4 X 1 Austrália

Classificação: 1º) Gana 7 – 2º) Alemanha 5 – 3º) Sérvia 4 – 4º) Austrália 0

Grupo E

Holanda 2 X 3 Dinamarca
Japão 0 X 2 Camarões
Holanda 4 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Dinamarca
Dinamarca 2 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Holanda

Classificação: 1º) Dinamarca 9 – 2º) Holanda 6 – 3º) Camarões 3 – 4º) Japão 0

Grupo F

Itália 0 X 0 Paraguai
Nova Zelândia 0 X 4 Eslováquia
Eslováquia 1 X 1 Paraguai
Itália 5 X 0 Nova Zelândia
Eslováquia 1 X 1 Itália
Paraguai 3 X 0 Nova Zelândia

Classificação: 1º) Itália 5 – 2º) Eslováquia 4 – 3º) Paraguai 5 – 4º) Nova Zelândia 0

Grupo G

Brasil 3 X 0 Coréia do Norte
Costa do Marfim 2 X 1 Portugal
Brasil 2 X 1 Costa do Marfim
Portugal 1 X 1 Coréia do Norte
Costa do Marfim 4 X 2 Coréia do Norte
Brasil 0 X 0 Portugal

Classificação: 1º) Brasil 7 – 2º) Costa do Marfim 6 – 3º) Portugal 2 – 4º) Coréia do Norte 1

Grupo H

Honduras 1 X 3 Chile
Espanha 1 X 0 Suiça
Chile 1 X 2 Suiça
Espanha 6 X  1 Honduras
Chile 1 x 3 Espanha
Suiça 2 X 0 Honduras

Classificação: 1º) Espanha 9 – 2º) Suiça 6 – 3º) Chile 3 – 4º) Honduras 0

Oitavas de Final

França 0 X 0 Grécia – Prorrogação 0 X 0  – França passa nos pênaltis
Inglaterra 2 X 1 Alemanha
Dinamarca 2 X 2 Eslováquia – Prorrogação dá Dinamarca 1 X 0
Brasil 2 X 0 Suiça
Nigéria 3 X 1 Uruguai
Gana 2 X 0 Estados Unidos
Itália 2 X 0 Holanda
Espanha 3 X 2 Costa do Marfim

Quartas de Final

França 0 X 0 Inglaterra – Prorrogação Inglaterra 2 X 1
Dinamarca 2 X 4 Brasil
Nigéria 2 X 2 Gana – Prorrogação 0 X 0 – Gana passa nos pênaltis
Itália 1 X 3 Espanha

Semifinais

Inglaterra 1 X 0 Brasil
Gana 2 X 4 Espanha

Disputa de 3º Lugar

Brasil 5 X 3 Gana

Final

Inglaterra 2 X 0 Espanha

Imagens: FifaBlog do Edu Lima

Grupos da Copa 2010

Imagem original: Papéis de Parede
Efeito: Picnik

Com cheiro de punição

A Fifa é conhecida e reconhecida por sua falta de critérios e na escolha dos cabeças de chave para a Copa do Mundo da África do Sul não foi diferente. Para a surpresa de todos, a França – atual vice campeã e vencedora do Mundial de 98 – não entrou como cabeça de chave.

Não pela bola, já que os franceses vêm jogando um futebolzinho sofrível, digno de 4º pote. Mas pela tradição e pelos critérios utilizados até a Copa da Alemanha, era de se esperar que os Bleus estivessem entre os 8 times que encabeçam as chaves na África do Sul.

Até 2006 o critério era a participação nos últimos mundiais somado ao polêmico e contestado Ranking de Seleções da Fifa. Mas para a África do Sul a entidade máxima do futebol resolveu inovar… ou seria inventar? Decidiu ignorar a tradição mundialista e a participação nas últimas Copas, levando em conta única e somente seu controverso ranking.

E o pior, levou em consideração o Ranking de Outubro quando o Ranking atual já foi publicado pela entidade, o que – pelo menos pra mim – denota uma clara intenção de puxar a orelha dos franceses pela mão boba de Henry. Com o novo critério adotado a França 7ª colocada no ranking atual e 9ª no de outubroperdeu a condição de cabeça de chave. Outro país que se deu mal nessa foi Portugal. No atual ranking os lusos aparecem em 5º lugar, mas no de outubro – que foi o que valeu para a formação dos potes – os portugueses apareciam em 10º lugar.

Quem se deu bem com essa história foi a Argentina do melhor jogador do Mundo eleito pela tradicional revista France Football, Lionel Messi, do Barcelona. Em outubro a alviceleste era a 6ª colocada do ranking e na atualização de novembro aparece em 8º, o que deixaria os hermanos fora dos cabeças de chave já que o grupo A é reservado ao país sede.

Chamar a atitude da Fifa de novo critério é até brincadeira… tá com cara, cheiro e jeito de punição à mão boba de Thierry Henry na repescagem contra a Irlanda. E com Portugal e França no pote 4 ficou mais fácil que exista um afamado grupo da morte na África do Sul.

Abaixo, veja como ficou a distribuição dos 4 potes para o sorteio dos grupos que acontece nesta sexta, na belíssima Cidade do Cabo.

Pote 1 (Cabeças de Chave)

África do Sul – Alemanha – Argentina – Brasil – Espanha – Inglaterra – Holanda – Itália.

Pote 2 (Ásia, Concacaf  e Oceania)

Austrália – Coréia do Norte – Coréia do Sul – Estados Unidos – Honduras – Japão – México – Nova Zelândia.

Pote 3 (África e América do Sul)

Argélia – Camarões – Chile – Costa do Marfim – Gana – Nigéria – Paraguai – Uruguai.

Pote 4 (Europa)

Dinamarca – Eslováquia – Eslovênia – França – Grécia – Portugal – Sérvia – Suiça.

Imagem: The Mistery Spot

Já temos os 32

Ontem foram definidas as últimas vagas para a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010.

19 seleções que estiveram na Alemanha em 2006 participarão novamente do Mundial.

Embora muitos digam que não teremos estreantes e outros ainda afirmem que há apenas 1, no meu ponto de vista 2 países estrearão em mundiais, a Sérvia e a Eslováquia.

Não imputo ao eslovacos as participações da antiga Tchecoslováquia, assim como não considero que a Sérvia herde a participação da Sérvia e Montenegro na Alemanha em 2006, mesmo que aquele grupo possuísse apenas um jogador montenegrino.

Abaixo a lista dos 32 países que jogarão na África do Sul e, assim que eu tiver tempo, prometo publicar o 1º Ranking de Forças do Mundial 2010 do Ópio do Povo.

África
África do Sul (país-sede)
Costa do Marfim
Gana
Camarões
Nigéria
Argélia

Ásia
Austrália (embora pertença à Oceania, o país dos cangurus disputou as eliminatórias pela confederação asiática)
Japão
Coréia do Sul
Coréia do Norte

Caribe, Américas do Norte e Central
Estados Unidos
México
Honduras

América do Sul
Brasil
Paraguai
Chile
Argentina
Uruguai

Europa
Dinamarca
Suíça
Eslováquia
Alemanha
Espanha
Inglaterra
Sérvia
Itália
Holanda
Eslovênia
Portugal
Grécia
França

Oceania
Nova Zelândia

Imagem: QueBarato!

No, we can’t

obama-yes-we-can-verde_amareloO Brasil sagrou-se campeão da Copa das Confederações após vencer na final o Estados Unidos por 3 X 2. E de virada!

Antes de mais nada parabéns a este grupo – incluindo aí a comissão técnica encabeçada por Dunga –  tão criticado e que mantém sua vitoriosa trajetória de bons resultados e futebol pra lá de duvidoso.

Congratulações à parte queria levantar dois pontos:

O primeiro é a exacerbada euforia da imprensa oficial, leia-se Globo e seu filhote Sportv. Assistindo alguns programas da rede de comunicação global parecia que havíamos ganhado uma Copa do Mundo e só eu não sabia que já estávamos em 2010.

Coloquemos os pingos nos is, a Copa das Confederações é um torneio secundário de nível técnico bastante discutível. Nesta edição por exemplo, tínhamos 3 seleções do primeiro escalão do futebol mundial – Brasil, Itália e Espanha. Duas equipes que podemos colocar aí num terceiro escalão da bola – Egito e Estados Unidos. E 3 seleções que, se jogasem nosso brasileirão, suariam para se manter na terceira divisãoIraque, África do Sul e Nova Zelândia.

Mas o que mais me chamou a atenção na vitória brasileira na final da Copa das Confederações não foi a grande virada, nem o magnífico gol do Luís Fabiano, nem mesmo o ufanismo piegas da nossa mídia oficial. Foi o galáctico Kaká evocando Barack Obama.

Segundo conta a lenda do título, no intervalo – quando o Brasil perdia por 2 X 0Kaká motivou o grupo utilizando-se do slogan da campanha eleitoral do atual presidente estadounidense, o famoso e reptido Yes we can.

Duro é saber que a seleção brasileira de futebol precise recorrer a discursos motivacionais para vencer o Estados Unidos. A vitória contra a seleção estadounidense deveria ser óbvia, mais que natural.

Por isto Kaká, Dunga e todos os defensores da ideologia do resultado,

não, nós não podemos ser assim!

A seleção brasileira merece mais que somente os 3 pontos no final da partida.

zangado_7_anoes grumpy_7_dwarfsZangado ainda vive com a Branca de Neve, é apaixonado e viciado por futebol.

Tanto que se tiver que escolher entre jogar bonito ou ganhar, não hesita em escolher a primeira opção.

Como conhece Dunga intimamente, fruto de anos de convivência, é nosso colunista especial para Seleção Brasileira.

Imagens: Diabolim e Grumy Git

Bola no pé e Twitter na cabeça… o Efeito Shaq

twitter shaqOntem aconteceu o jogo inaugural da WPS (Women´s Professional Soccer), a nova liga estadounidense de futebol feminino.

No jogo inaugural o Los Angeles Sol, da brasileira Marta, venceu o Washington Freedom por 2X0, gols de Alisson Falk  e Camile Abilly.

A nova liga das meninas na terra do Tio Sam pretende ser uma espécie de NBA do futebol feminino e aposta muito nas redes sociais.

Aproveitando o burburinho causado pelas twittadas de Shaquille O’Neal durante os intervalos das partidas do Phoenix Suns, a WPS investe na ferramenta, a atual febre das redes.

Para a partida inaugural por exemplo, internautas elegeram duas jogadoras para atualizarem os fãs durante o jogo.

twitter aly wagner los angeles solAs escolhidas pelo público foram Aly Wagner do Sol  e Kati Jo Spisak do Freedom.

Por aqui a onda Twitter ainda não vingou entre os boleiros. Por hora são em sua maioria só fakes, do Romário e do Renato Gaúcho, pra mim,  os melhores do universo da bola.

Mas é questão de tempo. Afinal, recentemente o Twitter foi capa da Época, apareceu no Fantástico. Não demorará a invadir os gramados brasileiros.

Em tempo, só pra não passar batido, o Twitter do Ópio!

twitter opio do povo

Vágner Love, a banda

O centroavante Vágner Love do CSKA de Moscou é bastante contestado por aqui, muito em função de sua participação, quase sem gols, na última Copa América, jogada na Venezuela e vencida pelo Brasil, já com o técnico anão.

Mas na Europa, e não digo só na Rússia, Love anda fazendo muito sucesso. Tanto que virou até nome de banda em Frankfurt, na Alemanha. A única diferença é que o Wagner da banda é com W.

As influências da Wagner Love são bem variadas, vão desde o clássico disco de Donna Summer e Giorgio Moroder, passando pelo pop de Madonna e Pet Shop Boys, e chegam até o som mais requintado do jamaicano-estadounidense Cody Chestnutt.

Os caras vêm fazendo um certo sucesso no meio alternativo, inclusive no início deste mês tocaram em Zurique, na Suiça.

Abaixo segue a frustrada tentativa de se fazer um clipe engraçadinho… mas a música é legal! E no fim, você ainda ganha uma canjinha do clássico e mítico Kaoma, verdadeira lenda da lambada francesa, jejejejej!

Resistência Pacífica – Os Ensinamentos de Rosa Parks

rosa_parksEsta senhora simpática é um dos nomes mais importantes na luta pelos direitos civis no Estados Unidos.

Rosa Parks

Em primeiro de dezembro de 1955 a costureira nascida em Tuskegee se negou a ceder seu assento para um homem branco no ônibus em Montgomery, estado do Alabama.

A desobediência rendeu um tempo no xadrez e um dos maiores atos de resistência pacífica na história da humanidade.

rosa parks presa

A partir da prisão da senhora Parks a população negra de Montgomery iniciou um boicote ao sistema de transporte local.

Foram 384 dias de longas caminhadas, mas valeu a pena.

Em 13 de dezembro de 1956 a Suprema Corte do Estados Unidos declarava inconstitucional as leis de segregação racial. 

A partir do Boicote de Montgomery que o mundo conheceu Martin Luther King.

O movimento do Alabama foi um marco na escalada política do Dr. King. Mas não só na dele.

O boicote foi um dos grandes símbolos da luta pelos direitos civis no Estados Unidos e no mundo. 

Mais que isso, o Boicote de Montgomery é o ensinamento de que nós podemos mudar o microcosmo que está a nossa volta.

É a lição de que um simples não pode fazer toda diferença. 

Para Conhecer

Fundação Rosa & Raymond Parks

Biblioteca e Museu Rosa Parks

Para Ver

Boicote – Produção Original da HBO sobre o boicote de Montgomery – Baixar Via Torrent

Para Ouvir

Rosa Parks – Outkast

O Garrincha da Música

geniosmarginais2Há exatos 66 anos nascia em Seattle, Estados Unidos, Johnny Allen Hendrix.

O menino pobre do subúrbio foi posteriormente renomeado como James Marshall Hendrix, mas o mundo o conheceria por um terceiro nome.

Jimi Hendrix é considerado por muitos o maior guitarrista de todos os tempos. Eu não entrarei neste mérito pois tenho uma séria dificuldade com este tipo de expressão e sinceramente não sei mensurar qual foi o maior guitarrista de todos os tempos.

Sei que Hendrix é meu favorito e pra mim isso basta.

Outra coisa que sei e que me dá pena, ou bronca, é que hoje Hendrix seja mais lembrado por sua irreverência e loucura que por sua música. Que seja colocado no mesmo saco que vários da geração Woodstock, apenas mais um hippie louco capaz de destruir instrumentos no palco ou tocar guitarra com a língua.

Não, ele era muito mais que isso.

Jimi Hendrix era um virtuoso na essência da palavra. Dominava seu instrumento, suas notas. Conseguia abusar dos experimentalismos sem macular o processo melódico.

Hendrix foi um músico de vanguarda, muito além de seu tempo ou até mesmo dos dias de hoje. Capaz de arranjos improváveis como em Crosstown Traffic e sensível o suficiente para criar Little Wing, uma jóia em termos de harmonia e melodia.

Inovador, brincava de múscia e nessa brincadeira criou e aperfeiçoou dezenas de equipamentos e efeitos sonoros até hoje utilizados no universo pop.

Jimi mudou a história da música popular, do rock, da guitarra. Inovou nas formas de tocar, fazer e pensar música.

No entanto, para a grande maioria, continua a ser o doidão que tocava muito e quebrava guitarras, o maluco dos ácidos na testa.

Poucos são capazes de ver o ritual Yorubá na performance em que Hendrix queima sua guitarra no lendário Festival de Monterey, na Califórnia. Trazendo para um contexto mais superficial, ainda poucos são os que reconhecem o verdadeiro valor musical de Jimi Hendrix e sua importância na história da música pop. Sua genialidade que vai muito além de sua incomparável técnica.

Por isso Hendrix me lembra Garrincha. O ponta direita do Botafogo era um monstro inigualável. E no entanto o que vemos hoje é, em quase todos os casos, uma representação do Garrincha folclórico, driblador irresponsável, mulherengo e beberrão. Quase não se fala da eficiência de Garrincha, bi campeão do mundo, artilheiro de Copa

O Anjo das Pernas Tortas jogava, vencia e encantava. E fazia tudo isso brincando.

Hendrix e Garrincha são gênios rotulados em papéis folclóricos que escondem suas verdadeiras relevâncias no meio em que atuaram. Não tiveram a mesma sorte que van Gogh. Mesmo cortando a própria orelha o holandês não teve – para a história – sua genialidade ofuscada por sua loucura.

Jimi Hendrix e Garrincha são os gênio marginais, no sentido etmológico da palavra. São os fodas, os foras de sério que tiveram que ser colocados de lado por não cumprirem com as exigências oficiosas, por não entrarem no padrão.

Para Ouvir: Little Wing – Jimi Hendrix

O Último Bobo do Futebol

samoa americana distintivoEssa semana tem jogo do Brasil.

Ultimamente o que mais ouvimos nas entrevistas dos jogadores da seleção é o famoso chavão de que hoje não tem mais bobo no futebol.

O Comedor de Ópio resolveu dar uma fuçada no sítio da Fifa.

E eis que encontrou o Último Bobo do Futebol Mundial.

A Samoa Americana é um pequeno conjunto de ilhas na Polinésia, ainda dependente do Estados Unidos.

Com uma área de 199 Km², por onde se distribuem seus 57 mil, 496 habitantes.

seleção samoa americana 2007

O futebol existe oficialmente na Samoa Americana desde 1984.

Mas só em 1998 a federação local se filiou à Fifa.

Nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a Samoa Americana não conseguiu nenhuma vitória.

classificação oceania copa 2010

Aliás, nem um empatezinho sequer. Gol só fez um… e de pênalti.

A campanha foi de 4 jogos e 4 derrotas.

1 único gol pró, – marcado na derrota de 12 X 1 para as Ilhas Salomão – e 38 gols contra. O que dá uma impressionante média de 9,5 gols tomados por partida, incrível!

jogos samoa americana eliminatorias

O pior resultado nessas eliminatórias foi o 15 X 0 contra Vanuatu.

Mas se engana quem pensa que essa foi a maior goleada sofrida na história de Samoa Americana. 

Em 2001, na classificação para o Mundial Japão-Coréia, nosso último bobo tomou nada mais nada menos que 31 X 0 da Austrália.

A goleada, sofrida em casa, foi registrada como a maior da história do futebol no Guiness Book, o livro dos recordes.

O lema do país é Samoa, Muamua le Atua que quer dizer Samoa, deixe Deus ser o primeiro.

O da seleção americo-samoana de futebol bem que podia ser Samoa, deixe os outros serem os pirmeiros.

Agora quero ver quem vai dizer que não há mais bobo no futebol…