Essa até o Nelson concorda…

Do imenso apontoado do mestre Nelson Rodrigues, ilustre torcedor tricolor, uma das mais populares é

Toda unanimidade é burra.

retirada do livro A mulher que amou demais, de 1949.

Ouve-se a pérola cantada e versada, à boca larga ou miúda, nos botequins de esquina e nas faculdades de jornalismo.

Mas outro tricolor fez com que o mundo desmentisse o gênio.

Neste domingo todo o país dormiu com uma certeza, Dario Conca foi o craque do Campeonato Brasileiro.

Burrice ou não, o Brasil inteiro aplaude o argentino.

O pequenino Conca. O incansável Conca. O craque Conca.

E do seu túmulo, tenho a certeza de que Nelson acompanha o gesto unânime.

Imagens: Mentes Inquietas e Terra Esportes

Anúncios

Análises e Palipites das Oitavas de Final

Se antes da Copa você me dissesse que o Uruguai enfrentaria a Coréia do Sul, confesso que cravaria uma vitória asiática. Mas a seleção Celeste foi uma das surpresas mais positivas da primeira fase do Mundial.

Diferentemente do que mostrou nas eliminatórias, o Uruguai apresentou um time muito bem armado na África do Sul, um ataque poderoso que conta com Diego Forlán e Luiz Suárez, e uma defesa sólida que até aqui não sofreu nenhum gol. Além dos atacantes, a dupla de volantes – Diego Perez e Arévalo Rios – também merece destaque. Muito da solidez defensiva do time vem destes dois jogadores que fizeram uma ótima primeira fase, principalmente Arévalo Rios.

A Coréia mostrou aquilo que todos já conheciam. Uma equipe bem armada, disciplinada e alguns poucos destaques individuais, mais precisamente Park Ji Sung e Park Chu Young. Os defeitos são os mesmos de sempre, problemas de finalização, fragilidade física e falhas na bola parada defensiva, muito em função da baixa estatura dos defensores.

O jogo não deve ser fácil, mas coloco o Uruguai como favorito. Antes da Copa, Lugano dizia que o ponto mais forte desta seleção uruguaia era saber suas limitações, saber que não era o melhor Uruguai da história, tampouco o melhor Uruguai dos últimos anos. Se o time sulamericano entrar em campo com este pensamento – sem querer se impor como a Grande Celeste Olímpica – passa pela Coréia.

Meu Palpite: Uruguai 2 X 1 Coréia do Sul

Estados Unidos e Gana fazem um jogo completamente aberto nas oitavas de final, sem favorito. A seleção Ianque foi um dos times mais empolgantes da primeira fase e Gana um dos mais chatos de se assistir, mas é uma equipe dura de se bater.

O Estados Unidos encarou a Inglaterra de igual pra igual na estréia, fez uma das partidas mais emocionantes da Copa contra Eslovênia – onde perdia por 2 X 0, buscou o empate e só não virou porque o juiz não deixou anulando um gol legal de Jozy Altidore. A seleção ianque é muito bem armada pelo treinador Bob Bradley e conta com alguns talentos individuais, Landon Donovan e Clint Dempsey. O time também mostrou algo muito positivo nos 3 primeiros jogos da Copa, não desiste nunca.

Gana mostrou as mesmas virtudes e defeitos da última Copa Africana de Nações, torneio onde acabou com o vice campeonato. O time é muito sólido defensivamente, mas do meio pra frente é um horror. No Mundial da África do Sul por exemplo, Gana só fez dois gols e os dois de pênalti. E o tal do Asamoah Gyan – único atacante da equipe – é simplesmente terrível! Uma pena que o técnico Rayovac não dê uma chance para o excelente Dominic Adiyiah, aquele que acabou com o Brasil na final do último Mundial Sub 20.

Este é um confronto muito aberto e difícil de dizer quem passa. Pra mim será definido nas penalidades máximas.

Meu Palpite: Estados Unidos 0 X 0 Gana (tempo normal e prorrogação) e Gana passa na disputa de pênaltis.

Imagens Originais: DHnet, Tizona e Newham
Montagens: Picnik

Pior que a Nova Zelândia

Cannavaro se despede da Copa com mais uma atuação pífia e chora nos corredores do Ellis Park

Não é piada, a Itália terminou a Copa do Mundo de 2010 atrás da Nova Zelândia.

Com a derrota para a Eslováquia por 3 X 2, a a Squadra Azzurra fechou sua participação nos gramados sulafricanos sem ganhar de ninguém, marcou só dois pontinhos e acabou na última posição do Grupo F.

Vexame ainda maior se pensarmos que a Itália é a atual campeã do mundo. É apenas a quarta vez que isto acontece, uma seleção campeã do mundo desclassificada na primeira fase da Copa sequinte. A primeira vez que isso ocorreu foi com a mesma Itália em 1950, a segunda com o Brasil em 1966 e a terceira com a França em 2002.

Eu gosto muito do Lippi, mas ele errou muito em sua convocação. Os temperamentais Cassano e Balotelli jamais poderiam ter ficado de fora do elenco que foi ao Mundial, assim como o craque Totti que se colocou à disposição da Azzurra, mas foi ignorado pelo técnico.

Não convocados à parte, Lippi também errou muito durante a Copa. Não dá pra explicar como Di Natali e Fabio Quagliarella podem ter menos espaço no time que os inoperantes Vicenzo Iaquinta, Gilardino e Somone Pepe.

Entre todos os erros e fragilidades da seleção italiana, nada ficou mais evidente que o fim de carreira de Fabio Cannavaro. O capitão da conquista de 2006 fez uma Copa pífia na África do Sul. Sem tempo de bola e sempre mal posicionado, Cannavaro falhou bisonhamente nos 3 jogos e esteve diretamente envolvido em pelo menos 4 dos cinco gols sofridos pela Itália no Mundial. Uma despedida melancólica para aquele que foi eleito Melhor Jogador da Copa há quatro anos.

Sem mercado na Europa, Cannavaro – aos 36 anos – se manda para o Emirados Árabes Unidos, onde defenderá a equipe do Al-Ahli.

Imagem: Fifa

Um gol e dois classificados

Alemanha e Gana fizeram um jogo amarradinho no belíssimo Soccer City, em Johannesburgo.

1 X 0 para seleção germânica, golaço de Mesut Ozil que resolveu a situação das duas seleções.

Com a vitória da Austrália sobre a Sérvia, 2 X 1, alemães e ganeses se classificaram para as oitavas de final.

A Alemanha ficou com a primeira posição no Grupo D e de presente ganhou um confronto contra a Inglaterra na próxima fase. Jogo que põe à prova a talentosa e jovem seleção germânica. Os ingleses têm mais jogadores de nome, mais experiência, mas a Alemanha tem mais tradição copeira e mostrou mais futebol que o English Team na África do Sul, pelo menos até agora.

Gana, mesmo com a derrota, garantiu a classificação e salvou a honra africana na primeira Copa no continente negro. Nas oitavas Gana enfrenta o Estados Unidos, primeiro colocado no Grupo C.

Até aqui, foram 16 jogos de seleções africanas e somente uma vitória, Gana 1 X 0 Sérvia. Na primeira fase faltam apenas Camarões X Holanda e Costa do Marfim X Coréia do Norte.

Os camaroneses já estão fora e os marfinenses possuem remotas chances, têm que vencer os coreanos e torcer para Portugal perder para o Brasil, algo absolutamente normal, mas têm que descontar uma diferença de 9 tentos no saldo de gols, o que torna a classificação quase impossível.

Com tudo isto, provavelmente Gana será novamente o único time africano nas oitavas de final da Copa, algo idêntico ao ocorrido no Mundial de 2006.

Imagem: Fifa