O mais novo queridinho

Nem os merengues Kaká e Cristiano Ronaldo, nem o hollywoodiano David Beckham, o garoto propaganda mais requisitado do mundo do futebol atualmente é Lionel Messi.

O vídeo acima, uma peça para o Sportscenter latinoamericano da ESPN, é o último com o craque do Barça.

O argentino está longe de ser um galã; baixinho, magrelo e com cara de pulga, como sugere seu apelido. Mas Messi tem carisma, talvez sua forma diminuta e quase esquálida faça com que nós, meros mortais, pensemos que fazer o que ele faz com a bola nos pés seja fácil, seja possível.

Mas não é. Messi é uma exceção. Joga como um Deus, uma autêntica divindade da bola.

Messi é muito mais que um jogador. É melodia de Piazzolla com prosa de Cortázar.

Abaixo o antológico gol contra o Getafe com a histórica narração do uruguaio Víctor Hugo Morales do gol mais bonito da história das Copas, aquele assinado por Maradona contra os ingleses no Mundial do México 86. Se não me engano o primeiro confronto entre Argentina e Inglaterra após a Guerra das Malvinas.

Curte futebol e redes sociais? Então conheça a Sociedade Futeboleira do Brasil!

Anúncios

Solução para uma regra idiota

burger_king-getafe

Sem sombra de dúvida a regra (ou determinação da Fifa) mais estúpida do futebol é esta de dar cartão amarelo pro jogador que levanta a camisa durante a celebração de um gol.

A punição às comemorações surgiu da demanda de patrocinadores que viam suas marcas – estampadas nas camisas por montanhas de dinheiro – desaparecerem justo no ápice das emoções, no momento mágico do jogo, o gol.

Os velhinhos da Fifa = sem muita imaginação e criatividade para acabar com o problema – logo cederam às pressões das grandes marcas e instituíram a punição. Primeiro pra quem tirasse a camisa e, posteriormente, até praqueles que simplesmente levantassem seu fardamento no grande momento do futebol.

Punir é a forma mais fácil de coibir, mas não é a única. E geralmente nem a mais eficiente ou justa.

getafe-burger_king-frenteEis que o Burger King encontrou uma solução muito mais inteligente e divertida para os demais anunciantes do mundo da bola.

A nova camisa do Getafe tem estampada em seu lado avesso a cara do King – personagem da cadeia transnacional de lanches rápidos.

E o melhor de tudo, acaba com a imbecilidade de punir o jogador pela alegria de um gol.

Ótima idéia do Burger King que vale a pena ser conferida, adaptada e, em alguns casos, até copiada. O clima de bom humor da ação é tão grande que a camisa oficial do azulão espanhol vem até com manual de instruções.

getafe-burger_king-manual_de_instruções-azulão

Agora só falta a dona Fifa rever seus conceitos.

Imagens: Jogo de Negócios