Gol de técnico

Há uns dez dias o técnico do Nagoya Grampus fez um golaço na partida contra o Yokohama Marinos pela J-League.

O gol, logicamente não valeu, mas mesmo assim merece uma placa no Nissan Stadium.

O autor do gol é o célebre e controverso craque iugoslavo – no mundo de hoje seria sérvio – Dragan Stojkovic.

Pros mais novos, Stojkovic era um daqueles clássicos camisas 10 que hoje quase não existem e pelos quais tanto choram os mais românticos dos críticos. Extremamente técnico, errava no máximo 3 passes por temporada e era capaz de dar lançamentos perfeitos de 50, 60 metros.

Na Copa de 90 Stojkovic foi o grande jogador da Iugoslávia e fez uma partida épica contra a Espanha nas oitavas de final, marcando dois golaços! Ironicamente foi um dos 3 jogadores que perderam os pênaltis que resultaram na eliminação iugoslava nas quartas contra a Argentina.

Um jogador fantástico que na final da Champions League de 1991, atuando pelo Olympique de Marselha, se negou a bater um pênalti contra seu ex clube, o Estrela Vermelha de Belgrado, seu time de coração. Nesta final os iugoslavos ficaram com o título com um 5 X 3 nas penalidades.

Mas 2 anos depois Stojkovic se redimiu com a torcida da riviera francesa e ajudou o mesmo Olympique de Marselha a conquistar a Champions de 93, derrotando o poderoso Milan na decisão.

Sem mais delongas, vale a pena ver o lance do técnico Dragan Stojkovic.

Canal do Youtube: The Jamie Bullen Channel
Anúncios

Aula de costura

Sem medo de errar o gol do Nilmar foi o que de melhor aconteceu na 1ª rodada do Brasileirão 2009

Já vi o gol umas 30 vezes ontem e mais umas 40 hoje; e até agora não me cansei. Uma verdadeira aula de costura!

Assim como ainda não consegui definir se Nilmar driblou 6 ou 7 jogadores corintianos

Golaço antológico do centroavante colorado que joga muito! Jogada digna dos grandes monstros da bola, assinada por ele, Nilmar.

O gorducho fenomenal estava lá, assistindo a tudo de camarote.

Viu a jogada, o gol. E logo depois foi embora.

Não sei se com raiva, afinal era um gol contra seu time, contra seu companheiros. Talvez Ronaldo tenha saído do Pacaembu morrendo de inveja, a jogada foi tão bela que poderia muito bem ser dele, há mais ou menos uns 15 anos é verdade, nos tempos de CruzeiroPSV ou de Barça.

Mas acho que Ronaldo foi embora mesmo para que pudesse, longe da Fiel, apaludir a pérola do atacante do Inter.

Pra quem gosta de futebol, impossível não se encantar com este gol. 

Só pela plástica…

Acabo de ler a matéria sobre Zlatan Ibrahimovic na revista Futlance de novembro.

A reportagem, de Cassiano Gobbet,  é ótima e me fez lembrar de um gol do sueco quando ainda jogava no Ajax da Holanda.

Não resisti… tive que postar o gol… só pela plástica!