Flamengo X Grêmio na Arena HSBC!

O Flamengo assumiu a liderança do Brasileirão 09 na penúltima rodada e agora só precisa vencer o desinteressado Grêmio no Maracanã para levantar a taça.

Os ingressos para a decisão de domingo foram vendidos em poucas horas e o que se viu no maraca, além da empolgação e da alegria rubro negra, foi muita confusão.

Mais uma vez a despreparada polícia militar carioca protagonizou cenas lamentáveis – desorganizando, mas diferentemente do inesquecível Chico Science e de sua Nação Zumbi, sem o intuito de organizar.

Muita gente saiu do Maracanã frustrada, sem ingresso e, pior, machucada. O famoso torcedor gado

Diante de tais cenas. o pessoal do marketing do Flamengo agiu rápido para proporcionar ao torcedor rubro negro que não conseguiu ingresso a emoção do possível título mesmo fora do maraca. E para isto juntou o futebol à modalidade que conseguiu os melhores resultados para o Flamengo nos últimos anos, o basquete.

É que além da decisão do campeonato brasileiro de futebol, domingo também tem jogo válido pelo nacional de basquete, o NBB. Flamengo X Pinheiros jogam às 13 horas, na Arena HSBC, no Rio de Janeiro. O torcedor que comparecer ao ginásio na Barra poderá acompanhar o jogo contra o Grêmio em um telão full HD de 75 metros quadrados.

Excelente iniciativa de mão dupla. Além de incrementar o público do basquete, o torcedor poderá ver a decisão do futebol no clima da torcida flamenguista e com todo conforto que moderna Arena HSBC oferece.

Imagem: FlaMarketing

Tarde no Maraca

maraca maracanã sepia terde no maraca

No último domingo estive no Maracanãzinho para cobrir o Jogo das Estrelas do NBB.

Mas desde sábado, antes de embarcar rumo à cidade maravilhosa, só conseguia pensar no Maracanã, no Flamengo X Vasco.

Eu já conhecia o gigante carioca de infância, mas nunca havia presenciado um clássico. E eu estaria ali ao lado, pertinho do Maraca.

No sábado à noite, na solidão do quarto do hotel, eu pensava no mítico estádio lotado e, sinceramente, não queria nem saber de basquete.

No domingo fui cumprir com minha obrigação, mas o coração e a cabeça seguiam frmes à suas idéias e seus ideais, fiéis ao esporte bretão.

Entre enterradas, tocos e assistências eu saía do ginásio pra encher os pulmões de fumaça e, principalmente, dar uma espiadinha na movimentação do lado de fora. E o coração batia em ritmo de gol.

Acabado o Jogo das Estrelas restou o dilema: o avião que me esperava no Galeão ou a minha espera, meu desejo por uma tarde no Maraca.

Depois de inúmeros e inúteis telefonemas não consegui mudar meu voô, ironicamente marcado para a hora do jogo. Cheguei a entrar no ônibus com os atletas e treinadores do NBB que me deixaria no Santos Dumont, metade do caminho para o Galeão

Mas o Maracanã estava ali, bem ao meu lado. 

E então pensei, que se foda o avião!

Na real, a partida nem foi boa. Muita falta, muito carrinho… e pouco futebol.

Mas valeu pela tarde no Maraca!

Do outro lado da marca de cal…

Não é todo dia que vemos jogador de linha pegar pênalti.

Até porque, geralmente, eles não estão sob o travessão no momento da cobrança.

Mas neste fim de semana o meia Jan Rosenthal, do Hannover 96, conseguiu a façanha.

O goleiro do seu time foi expulso na partida contra o Wolfsburg, de Josué e Grafite, pela Bundesliga.

Como as 3 substituições já haviam sido feitas, Rosenthal foi pra meta.  E impediu o gol de Dzeko.

Mesmo assim o Hannover perdeu por 2X1.

Mais espetacular que Jan Rosenthal foi o centroavante Gaúcho, na época à qual me refiro jogador do Palmeiras.

Em 88 o Brasileirão não admitia empates. Todo jogo que terminasse em igualdade ia pras penalidades.

O Palmeiras vencia o Flamengo no Maracanã por 1X0. Já no finalzinho da partida o goleiro Zetti fraturou a perna em um dividida com Bebeto.

Gaúcho foi pro gol e no primeiro ataque o Flamengo empatou, Bebeto de cabeça.

Tinha que ser assim.

Na disputa por pênaltis Gaúcho pegou duas cobranças (Zinho e Aldair) e saiu do Maraca glorificado.

É uma das minhas lembranças futebolísticas da infância. Uma das preferidas.

Caneta Histórica

Esta semana a Fundação Gol de Letra realizou sua tradicional pelada de fim de ano no Maracanã.

Zico, Dinamite e Chico Buarque são algumas das personalidades da música e do futebol que participaram do jogo.

O Galinho, mesmo com limitada mobilidade, deu pequenas mostras de sua categoria.

Calcanha, letra, lançamento de 30 metros. Zico fez gol.

Mas nada se compara com a caneta que reservou para Edmundo, ídolo vascaíno.

Histórica!

Os Empates da Frustração

Ontem a torcida são paulina saiu frustrada do Morumbi.

77 mil pessoas no estádio, o rival ideal – já que o Fluminense havia sido o algoz do tricolor paulista na Libertadores -, a festa estava armada.

Mas não se concretizou.

Ansioso, o São Paulo só conseguiu um empate contra o tricolor das Laranjeiras. E o Flu poderia até ter vencido o jogo.

Com  o 1X1 a decisão fica pro próximo domingo no Bezerrão, contra o perigoso Goiás.

O Grêmio, por sua vez, bateu o Ipatinga no interior de Minas e segue vivo.

Já garantiu pelo menos o vice campeonato e na última rodada recebe o Galo no Olímpico, com um olho no Gama.

Se o São Paulo perder pro Goiás basta os gaúchos vencerem o Galo que o título fica em Porto Alegre.

Outro empate frustrante foi o da Portuguesa.

O 2X2 contra o Sport mandou a Lusa de volta pra segundona. 

Mas frustração mesmo aconteceu no Maracanã.

Com pouco mais de 30 minutos de jogo o Flamengo vencia o Goiás por 3X0.

O primeiro tempo acabou 3X2.

O jogo 3X3. E ollha que a opinião é quase unânime, se alguém tivesse que ganhar esse time seria o esmeraldino goiano.

Flamengo fora do G4 e frustração total da nação rubro-negra.

 

Última Rodada

O céu era o limite

luaprivada1Roman Abramovich, o dono do Chelsea, quer extrapolar os seus domínios.

Depois de usurpar estatais da ex União Soviética, comprar metade da Rússia, times de futebol, iates faraônicos, boeings, o bilionário russo parte agora para investimentos de outro mundo, ou quase isso.

O gângster acaba de comprar um terreno de 40 hectares na lua, o equivalente a mais ou menos 40 maracanãs.

O terreninho foi comprado para agradar a namorada Dasha Zhukova, de 27 anos. 

Ela é a mais nova dona da lua. Ou de parte dela.

Os interessados na vizinhança de São Jorge ou em investimentos extraterrestres podem consultar o sítio da Space Settlement Institute.

A mais nova vizinha de São Jorge...

A mais nova vizinha de São Jorge...

Foto Dasha: Sítio Rdujour

Amor é bom quando é dado sem pedir…

caio junior treinadorNa semana passada Caio Júnior falou sobre a frustração de nunca ouvir seu nome cantado pela torcida flamenguista no Maracanã.

Neste domingo a nação rubro negra, solidária à dor do treinador, gritou para que todos pudessem ouvir Ah, é Caio Júnior!

Ele gostou. Sorriu, agradeceu.

Mas como bom pessimista que é não pôde deixar de pontuar – em todas entrevistas depois do jogo contra o Palmeiras – que a manifestação da torcida não havia sido espontânea, não era fruto de amor.

Que o grito que ecoou nas arquibancadas era mais um afago em virtude de suas declarações.

Na hora me lembrei do genial Ataulfo Alves, cantor da Amélia, parceiro de alma e de música do querido Mário Lago.

E da belíssima Se a Saudade me Apertar, feita em parceria com Jorge de Castro.

Como setenciou Ataulfo em seu samba

O amor é muito bom quando é dado sem pedir…

Se a Saudade me Apertar – Ataulfo Alves e Jorge de Castro

Foto: Blog Urubuzada