Mais uma no calo do Real

Pelo 6º ano consecutivo o Real Madrid caiu nas oitavas de final da UEFA Champions League.

Mas o tormento continua nas quartas, mesmo após a eliminação.

O Bayern de Munique passou pelo poderoso Manchester United. A classificação heróica às semifinais veio dentro do Old Trafford com um gol salvador do holandês Arjen Robben.

Já a Inter de Milão eliminou o CSKA de Moscou tendo como grande protagonista outro holandês, Wesley Sneijder.

Os dois jogadores foram sumariamente dispensados do Real Madrid nesta temporada. Não havia espaço para eles no milionário elenco merengue.

Sorte de Robben e Sneijder, eles foram desdenhados pelo Real, mas agora podem jogar as semifinais do maior torneio de futebol do mundo.

Mais uma no calo merengue que ainda poderá ver o Barça levantar o troféu de bi campeão da Champions em pleno Santiago Bernabéu.

Imagem: Spanish Football Sports
Anúncios

O Segredo de Cristiano Ronaldo

A Nike revelou o segredo de Cristiano Ronaldo.

Albert Morgan é o nome por trás do craque portugês…

Velhinho Bonachão?

sir alex ferguson Alex Ferguson, treinador do Manchester United, parece um tranquilo velhinho do interior da Escócia.

Daqueles vôs corujas que mimam a gente até falar chega e cuidam do jardim.

Mas as aparências enganam.

Por trás da fisionomia de senhor bonachão Ferguson guarda um temperamento impulsivo e, em alguns casos, até violento.

Quem não se lembra quando ele atirou uma chuteira na cabeça do astro David Beckham?

Na semana passada trouxe à tona velhos fantasmas espanhóis chamando o Real Madrid de Clube de Franco. Afirmação que, aliás, eu concordo.

Esta semana a ira do escocês está focada no Canal de Televisão Sky TV, detentora dos direitos de transmissão da Premier League.

A Sky Tv, que paga anualmente 1 milhão e 600 mil Euros à Liga Inglesa, está proibida de cobrir os treinamentos e as coletivas do Manchester.

Tudo porque dois de seus comentaristas, os ex jogadores Paul Merson e Phil Thompson, criticaram Wayne Rooney, atual xodó do treinador e da torcida dos Diabos Vermelhos

Parece que Ferguson aprendeu bem sobre Franco.