O melhor Ronaldinho do ano

Tudo bem que o Flamengo só conseguiu um empate contra o Ceará no Presidente Vargas e acabou desclassificado da Copa do Brasil.

Mas mesmo assim a torcida rubro negra deve ter dormido esperançosa.

Isto porque pela primeira vez na temporada, Ronaldinho foi Ronaldinho.

O camisa 10 rubro negro, assim como todo o time, fez sua melhor partida no ano.

Em 3 oportunidades o Gaúcho deixou seus companheiros na cara do gol, em totais condições de marcar. Na primeira Botinelli isolou a bola, na segunda Thiago Neves balançou as redes e na terceira Wanderley perdeu o gol cara a cara com Fernando Henrique.

E mais importante que os 3 passes decisivos, na hora em que o bicho pegou, Ronaldinho não se escondeu, foi quem mais buscou o jogo, quem mais chamou a bola.

Apesar da decepção pela desclassificação, fica uma ponta de alento para a torcida rubro negra.

Será que Ronaldinho pode voltar a ser Ronaldinho? Não aquele do Barça, que já não existe mais. Mas pelo menos que o camisa 10 volte a ser um jogador decisivo.

Imagem: Zebra Da Hora
Anúncios

Verdade absoluta!

No Barcelona, Ronaldinho Gaúcho jogou futebol de Pelé.

A frase acima foi dita pelo comentarista Marco Antônio Rodrigues, no Arena SporTV desta quinta, 26 de agosto.

Eu assino embaixo e ponto final.

Moltes Grácies Ronaldinho!

Quem viu a disputa do Troféu Juan Gamper na tarde de hoje, 25 de agosto, pôde perceber porque o futebol é um esporte tão apaixonante. Não pelos gols, dribles e belas jogadas, mas por ser um jogo tão lúdico e humano.

O Troféu Juan Gamper é disputado no início da temporada européia, sempre no Camp Nou, serve de preparação para o Barça, além de ser uma homenagem a um dos fundadores do clube, o suiço Juan Gamper.

Mas na edição deste ano o homenageado foi outro, Ronaldinho Gaúcho. E foi de arrepiar.

Ronaldinho foi o último a entrar em campo. Quando todos os jogadores já estavam no gramado, foi passado um vídeo no telão do estádio com alguns dos melhores momentos do craque gaúcho vestindo a camisa 10 do Barcelona. E foram tantos, o meu preferido o antológico gol da sambadinha contra o Chelsea. Só depois deste vídeo foi que Ronaldinho apareceu. E o camisa 80 do Milan foi recebido de pé pelos torcedores, ovacionado em um Camp Nou  lotado e repleto de admiração e gratidão pelo jogador.

Na hora da foto, Carles Puyol – como um grande capitão – puxou o amigo Ronaldinho que saiu, com a camisa do Milan, na fotografia oficial do Barça.

Aos 31 do segundo tempo o Gaúcho foi substituído. E para retribuir o carinho tirou a camisa do Milan e deixou à mostra sua camiseta com os dizeres: Barça ti amo, Ronaldinho.

Mas as homenagens não pararam por aí. O Barça ficou com o título após bater o Milan nos pênaltis, mas o troféu não ficou na Catalunha. Em mais um gesto nobre, Puyol ofereceu a taça do Juan Gamper a Ronaldinho Gaúcho que ainda recebeu das mãos de Sandro Rossel, presidente do Barcelona, um placa comemorativa aos seus 5 anos no clube azul e grená.

Emocionado, Ronaldinho declarou à TV do Barça:

Não esperava que fosse tão bonito. Uma homenagem deste tipo geralmente é feita quando o jogador já não está vivo. Pra mim fizeram ainda em vida e por isto estou tão emocionado.

Abaixo, um pouco das homenagens no Camp Nou.

Imagem: Barcelona
Vídeo: MrALBHD

Redenção?

Ronaldinho voltou a marcar.

Um belo gol.

Testada firme. No ângulo. Ao melhor estilo Dadá, cabeça no peito…

E um gol importante.

1 X 0. E contra a Inter.

Será a redenção do craque que há tempos não jogava?

Ou apenas um lampejo…

Bom, uma coisa não dá pra negar.

A alegria de Ronaldinho ao voltar a marcar.