Flamengo X Grêmio na Arena HSBC!

O Flamengo assumiu a liderança do Brasileirão 09 na penúltima rodada e agora só precisa vencer o desinteressado Grêmio no Maracanã para levantar a taça.

Os ingressos para a decisão de domingo foram vendidos em poucas horas e o que se viu no maraca, além da empolgação e da alegria rubro negra, foi muita confusão.

Mais uma vez a despreparada polícia militar carioca protagonizou cenas lamentáveis – desorganizando, mas diferentemente do inesquecível Chico Science e de sua Nação Zumbi, sem o intuito de organizar.

Muita gente saiu do Maracanã frustrada, sem ingresso e, pior, machucada. O famoso torcedor gado

Diante de tais cenas. o pessoal do marketing do Flamengo agiu rápido para proporcionar ao torcedor rubro negro que não conseguiu ingresso a emoção do possível título mesmo fora do maraca. E para isto juntou o futebol à modalidade que conseguiu os melhores resultados para o Flamengo nos últimos anos, o basquete.

É que além da decisão do campeonato brasileiro de futebol, domingo também tem jogo válido pelo nacional de basquete, o NBB. Flamengo X Pinheiros jogam às 13 horas, na Arena HSBC, no Rio de Janeiro. O torcedor que comparecer ao ginásio na Barra poderá acompanhar o jogo contra o Grêmio em um telão full HD de 75 metros quadrados.

Excelente iniciativa de mão dupla. Além de incrementar o público do basquete, o torcedor poderá ver a decisão do futebol no clima da torcida flamenguista e com todo conforto que moderna Arena HSBC oferece.

Imagem: FlaMarketing
Anúncios

Vodka na cabeça!

Quem gosta de futebol e nunca sonhou em marcar um gol num jogo de verdade e sair ovacionado pela torcida?

Acho que todos amantes da bola já tiveram este desejo.

Neste fim de semana um torcedor realizou o sonho de todos nós que não chegamos a ser profissionais.

A partida, válida pelo campeonato russo, era Saturn X Spartak. Os visitantes tinham um pênalti a seu favor e quando Alex – ex Inter de Porto Alegre – se preparava para efetuar a cobrança um torcedor invadiu o campo e bateu a penalidade antes do meia.

Os jogadores riram, as arquibancadas do Saturn Stadium foram ao delírio!

Sei que é politicamente incorreto, mas como não tô nem aí pra isto, eu confesso que também delirei! O gordinho fez o que todos nós sonhamos um dia!

E o melhor foi a comemoração ao lado do amigo… tudo sob os aplausos da galera!

Se ainda não viu, tá aí o vídeo, divirta-se!

Canal do Youtube: almiro

Sem grandeza até pra vencer

dunga-caricaturaO futebol é cheio de chavões e frases prontas. Um destes lugares comuns é que na derrota que se conhece os grandes homens.

Então, por analogia óbvia, penso que os pequenos homens se fazem conhecer nas vitórias.

E ontem Dunga mostrou, mais uma vez, que não sabe nem vencer. Após o 4º gol do Brasil o treinador se virou pra arquibancada do Pituaçu aos gritos:

Filha da puta! Fala sua vaca! Vaca!

Que que é isto Dunga? Que que eu vou dizer lá em casa?

Atitude pequena de homem minúsculo, além de nada condizente com o cargo que ocupa, técnico da maior seleção de futebol do mundo.

Sem falar na coletiva após o jogo, áspera, ácida e desprovida de S’s… Dunga não perde a oportunidade de dar uma resposta atravessada nos jornalistas que cobrem a seleção, principalmente naqueles que não são pertencentes à Corporação Global.

Ele foi realmente injustiçado nos anos 90. A tal Era Dunga – termo cunhado pela mídia após a derrota para a Argentina no Delle Alpi de Turim – foi uma covarde forma de designar o insucesso da seleção do Lazaroni naquele Mundial.

Talvez por isto Dunga se mostre tão armado, tão cheio de reservas no convívio com a imprensa. Mas há que se entender o momento. E o de agora em nada se parece com o massacre midiático a que foi exposto em 1990. Pelo contrário, há muito que a imprensa esportiva brasileira não dedicava tantos elogios ao treinador da seleção canarinho, independente de quem ele fosse.

Mesmo assim Dunga segue de escudo na mão e dedos em riste, sempre pronto a atacar.

Mas o torcedor, querido técnico anão, nada tem a ver com isto.

Imagem: Comunidade Moda
Canal do Youtube: johnvjones

Covardia é pouco

Covardia é pouco pra definir a atuação da polícia baiana na partida Madre de Deus X Fluminense de Feira de Santana.

A matéria da Grobo fala que o torcedor que rola pelos degraus da arquibancada foi agredido… mas falemos sério, aquilo não é agressão, aquilo é espancamento. E dos profissionais.

E sem falar no sujeitinho de bermuda e camisa preta, de arma em punho. Em nenhum momento os policiais demonstraram interesse em desarmá-lo. Pela valentia e covardia, na certa que era mais um deles, só que à paisana.

No fim da matéria a repórter diz que a polícia abrirá uma investigação para apurar se houve excessos. Sério que precisa averiguar mais?

Como dizia o mestre Bezerra, você com um revólver na mão é um bicho feroz, é sim… sem ele anda rebolando até mudar de voz.

O Divino João Cabral

Há exatos 9 anos o mundo perdia o poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto.

Mestre das palavras, João Cabral também mandava bem com a bola no pé.

Em 1935 chegou a ser campeão pernambucano juvenil jogando pelo Náutico.

Por sorte ele desistiu do futebol para nos encantar com sua poesia.

Mas do amado esporte…

 nos deixou algumas pérolas….

 

O DIVINO, ADEMIR DA GUIA

 

Ademir impõe com seu jogo

o ritmo do chumbo ( e o peso)

da lesma, da câmera lenta,

do homem dentro do pesadelo.

 

Ritmo Líquido se infiltrando

no adversário, grosso, de dentro,

impondo-lhe o que ele deseja,

mandando nele, apodrecendo-o.

 

Ritmo morno, de andar na areia,

de água doente de alagados,

entorpecendo e então atando

o mais irriquieto adversário.

Continue lendo

Área Vip no Castelão

Zzzz... Zzzz... Zzzz...

Zzzz... Zzzz... Zzzz...

No Castelão em Fortaleza é assim:

O jogo tá chato a gente tira até um cochilinho.

Com ou sem gols o torcedor cearense cai nas redes…