Insensato Futebol

Não concordo com a tese que falta experiência a esta Seleção.

Sei que as principais referências do time ainda não passaram dos 21, mas mesmo com a pouca idade, a vivência no futebol é extensa.

Pra mim, o que falta é tesão e o que sobra é soberba.

Derrota após derrota não nos cansamos de olhar o futebol mundial com um inegável ar de superioridade.

Do alto de nossa presunção não vemos ninguém ao nosso lado, muito menos acima. Somos o único país do futebol.

E enquanto Argentina e Uruguai faziam um jogo épico, com técnica, tática e muita emoção, nossos craques comentavam via twitter Insensato Coração.

Perderam um jogo histórico. Não o de domingo, que também perderam, de forma patética.

Jogadores que não gostam de futebol me assustam um pouco. Custo a entender como o roteiro repetido de uma novela pode ser mais interessante que um dos maiores clássicos do futebol mundial. 

Infelizmente não sei os nomes dos protagonistas de Insensato Coração, se soubesse, poderia compará-los a Messi, Tévez, Forlán e Luisito Suárez, e então veríamos qual elenco é o mais interessante.

Este texto não é pra justificar a derrota de domingo.

Não perdemos pra nós mesmos, perdemos para um Paraguai brioso e aplicado, para um time de jogadores que entendem que o futebol é bem mais que diversão, pra eles, é profissão.

Desclassificados da Copa América, nossos jogadores podem agora, tranquilos, ver a novela.

Enquanto nós, que gostamos de futebol, veremos empolgados a sensação Venezuela, o ressurgente Peru, o altivo Paraguai e o gigante renascido Uruguai.

Imagem: Blogmail
Anúncios

Sem campo pras meninas

logo_copa_libertadores_de_futebol_feminino-fútbol_femenino

A Conmebol resolveu finalmente organizar a primeira edição da Copa Libertadores da América de futebol feminino. O que pra mim não passa de uma obrigação da entidade que é responsável pela difusão e massificação do esporte no continente.

Mas do jeito que o torneio começou, era melhor nem ter feito.

A primeira rodada estava marcada pra tarde deste domingo com

Santos (Brasil) X White Star (Peru)
Caracas (Venezuela) X Everton (Chile)
.

Devido ao clássico Santos X Palmeiras pelo brasileirão a rodada foi remanejada com o confronto entre brasileiras e peruanas remarcado para sábado à noite e a partida entre as venezuelanas e as chilenas para a manhã deste domingo.

No jogo inauguralapós a cerimônia de abertura – transcorreu tudo bem e o Santos estreou na competição continental com vítória por 3 X 1, com gols das craques Marta e Cristiane (2). Nicole descontou para o White Star. Até aí tudo bem.

Mas eis que chegou o domingo.

Por volta das 8 da manhã as atletas do Caracas e do Everton chegaram à Vila Belmiro para jogar a partida que começaria às 9 e meia. E pra surpresa de todas descobriram que, neste domingo, o único duelo que seria disputado na vila mais famosa do mundo seria Santos X Palmeiras pela séria A do brasileirão.

Em um papelão digno de Didi Mocó e companhia, a diretoria santista proibiu a realização da partida alegando que o gramado seria prejudicado para o clássico à tarde. Segundo a cúpula alvinegra, com as chuvas da última semana e a partida do sábado, o gramado da Vila não suportaria mais dois jogos neste domingo.

A solução encontrada foi deslocar as meninas – em cima da hora – para o estádio Ulrico Mursa da Portuguesa Santista.

A atitude mostra o despreparo da Confederação Sulamericana e de suas filiadas nacionais, incapazes de organizarem um campeonato minimamente digno com 8 equipes. Além do descaso e do desrespeito com as jogadoras que já convivem com o semi-profissionalismo ou mesmo o amadorismo absoluto no futebol feminino da América do Sul.

A Conmebol não se pronunciou sobre o incidente. Assim como em sua página oficial não postou a relação das equipes e jogadoras que disputam o torneio, não arrumou a tabela com as datas remarcadas, nem atualizou o resultado da peleja inicial… nada.

print-tabela-libertadores-feminina-conmebol

Bom, como já disse, se era pra fazer assim era melhor nem ter feito.

Imagem: Mundo del Fútbol Femenino

Sem confetes nem purpurinas

confetes-purpurinas-serpentinas-carnavalSempre fui tachado de utópico por minhas convicções políticas. E quando o assunto é futebol, muitos dos meus poucos amigos me rotulam como romântico. O que, sinceramente, não concordo, embora respeite a opinião deles.

Pra mim não se trata de romantismo e utopia, mas simplesmente da forma como enxergo o mundo, como vejo as coisas. Não tenho culpa se a obra prima As Veias Abertas da América Latina me influenciou e me ensinou mais sobre a história que todos os livros didáticos da minha vida escolar juntos.

No futebol também tenho minhas preferências, minhas influências. Prefiro por exemplo o estetismo sem títulos dos times do Wenger à eficiência catedrática das equipes do contestado – mas vitorioso – Carlo Ancelotti.

Em clubes até entendo a obsessão pela vitória, mesmo que ela não precise ser acompanhada por aplausos. Mas quando tratamos de seleção, aí não!

Uma seleção joga mais ou menos 10 partidas por ano. Então me digam, faz algum sentido tirarmos os melhores jogadores de seus clubes – que pagam seus salários – pra jogarmos única e exclusivamente pra vencer? Pra mim não.

Pra mim as seleções devem servir para mostrar e ratificar o estilo de jogo de um país. A reunião dos grandes craques de uma nação com o objetivo único de jogar bola. Do jeito que o povo gosta, do jeito que o povo quer. As seleções, principalmente em países que cultuam tanto o futebol como o Brasil, deveriam constituir um traço da identidade cultural do país. E não ser uma máquina burocrática que só visa a vitória… e  o pior, a vitória a qualquer custo.

Por isto registro aqui meus parabéns à classificação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo da África do Sul. Também parabenizo o ex companheiro Dunga pelos resultados no comando do escrete canarinho, mas só por isto.

garrincha-elza_soares

A vitória sobre a Argentina foi grandiosa, histórica, disto não restam dúvidas. Mas não consigo apreciar o futebol da seleção do Dunga. Um time que se posta atrás e que é realmente fulminante nos contra ataques e letal nas bolas paradas. Mas não passa daí. Um time que – tristemente – não dribla, que não tem a cara do Brasil, do futebol brasileiro.

E até a tal solidez defensiva da seleção eu questiono. Ou será que já nos esquecemos dos vareios de bola que tomamos do Paraguai em Assunção, do Uruguai em pleno Morumbi e, principalmente, em Quito quando o Equador chutou nada mais nada menos que 39 bolas contra nossa meta. Ah se não fosse Júlio César, este sim é sólido!

Sem falar na fatídica derrota pra Venezuela, no aperto que tomamos do Canadá e do Egito e da sequência de partidas sem gols jogando em território nacional.

Por tudo isto volto parabenizar a classificação para a Copa e os resultados que, não se pode negar, são realmente ótimos.

Mas meus parabéns não levam consigo nem confetes nem purpurinas.

zangado_7_anoes grumpy_7_dwarfsZangado é um dos 7 anões da Branca de Neve e mesmo do Reino da Fantasia é o colunista especial do Ópio do Povo para assuntos da seleção brasileira.

Imagens: Novas Estações,
Papo de Homem
e Grumy Git

Conta Gotas 4

De cor e salteado

conta gotas opio laudanoHéber Roberto Lopes, que apitou a primeira partida das finais da Copa do Brasil, decorou muito bem a tabuada dos cartões amarelos. O Timão tinha 5 pendurados, Elias, Cristian, Chicão, Jorge Henrique e Souza e o cover do Colina poupou a quase todos da suspensão. Elias fez 6 faltas só no primeiro tempo, motivo mais que justo pra levar seu amarelinho. E que não venham me chamar de purista, um jogador não pode fazer 6 faltas em um tempo, é demais. Mas Héber não deu. Chicão fez uma falta em Taison na risca da grande área, possível situação de gol que acabou em infração sem cartão. Jorge Henrique também merecia o seu pela quantidade de faltas. Dos titulares só Cristian se cuidou durante o jogo e não mereceu o cartão. Pra não ficar feio e não dar na cara demais, no fim da partida o juizão soltou o cartão em Souza que está fora do jogo em Porto Alegre. O que sejamos sinceros, não faz a menor diferença.  Parece que quem amarelou mesmo foi o Héber.

Gordo, gripado e goleador

conta gotas opio laudanoMesmo gordo, gripado e sem ritmo Ronaldo foi decisivo na primeira final da Copa do Brasil. No primeiro tempo perdeu um gol dentro da pequena área em uma grande intervenção do goleiro colorado, Lauro. No segundo tempo recebeu uma bola em velocidade nas costas do zagueiro Índio. O Fenômeno chegou na frente, deu um cortinho seco no zagueiro e finalizou com perfeição, forte e rasteiro no canto esquerdo de Lauro. Indefensável. Ronaldo não marcava há 5 partidas, mas apareceu quando devia. Dá-lhe Gordo!

E vale?

conta gotas opio laudanoCobrar falta com a bola rolando vale? Na final da Copa do Brasil valeu! O segundo gol do Timão surgiu de uma falta na intermediária que Elias bateu rápido, colocando Ronaldo na boca do gol. O único detalhe era que a bola estava rolando e isto não vale. O pior é que o árbitro Héber Roberto Lopes estava ao lado do lance, mas ao lado mesmo. Mas parece que não viu que a pelota não estava parada. Ou pelo menos não quis soprar o apito.

0 X 0 que classifica

conta gotas opio laudanoO Grêmio se garantiu na semifinal da Copa Libertadores depois de empatar sem gols com o Caracas da Venezuela em Porto Alegre. A classificação não foi tão fácil como esperava o torcedor tricolor nem tão difícil como sugere o placar. O time venezuelano assustou em uma bola no início do segundo tempo, mas foi só. O resto do jogo só deu Grêmio e mais uma vez o tricolor gaúcho perdeu um caminhão de gols. Máxi Barbie Lopes é dureza…

0 X 0 que elimina

conta gotas opio laudanoO Palmeiras está fora da Copa Libertadores. Depois de empatar em casa com o Nacional do Uruguai em 1 X 1, o Verdão foi a Montevidéu e não saiu do zero. A melhor chance foi na cabeça de Obina, mas a bola passou triscando a trave. O Palmeiras vinha se classificando na bacia das almas nesta Libertadores, milagres de Marcos e Cleiton Xavier. Mas desta vez não teve milagre e o time de Vanderlei Luxemburgo está de fora do torneio continental. Bom pro Nacional de Montevidéu que, depois de 20 anos, traz o futebol uruguaio de volta às semifinais da Libertadores.

Cansado de que?

conta gotas opio laudanoQue a temporada européia é extenuante, disto não tenho dúvidas. Mas só pros grandes times, praqueles que chegam longe nas copas nacionais e nos torneios continentais. Muitos jogadores da seleção do Dunga andam reclamando de cansaço. Entre eles o lateral Kléber e o meia Elano. Vale lembrar que Kléber joga no Inter de Porto Alegre, ou seja, ainda está no meio da temporada. E Elano, vamos falar sério! Elano foi reserva quase toda temporada de um time mediano que caiu cedo na FA e na Carling Cup, chegou as quartas da Copa da Uefa, mas Elano quase não atuou no continental. Reserva de um time pequeno que nem teve a temporada tão cheia. Tá cansado de que Elano?

Não dá pra confiar

conta gotas opio laudanoRecebo muita chiadeira da torcida colorada por criticar o treinador Tite. Mas realmente não dá pra confiar no professor de fala difícil. Ontem, na final da Copa do Brasil, só Tite não viu como o Magrão estava mal em campo. Não marcava, não criava e perdia muitas bolas no meio que viravam perigosos contra ataques corinthianos. Sem falar que Magrão pregou mesmo, no fim da partida não conseguia nem andar. Mas mesmo assim Tite preferiu sacar o outro volante, Sandro. Tite errou feio ontem e seus erros podem custar a taça. Outra do Tite que não dá pra entender. A base do Inter tem um dos centroavantes mais promissores do futebol brasileiro, o excelente  Wálter. Então por favor me expliquem, com Wálter na base, por que o Leandrão é quem fica no banco? Eu não entendo…

Imagem: Blog Josias de Souza

Feliz 2009!


feliz 2009

2009 promete. O mundo cada vez mais louco, os homens cada vez menos humanos. Guerras, violência, injustiça e caos por toda parte. A mesma história de sempre… e alguns novos personagens.

Depois de anos de domínio absoluto o império começa a ruir. Crise econômica, recessão no hemisfério norte, as vedetes da temporada.

No Oriente Médio, israelenses e palestinos prosseguem com a guerra de estilingues e mísseis teleguiados, a política travestida de religião. Enquanto no outro lado da Ásia, Índia e Paquistão estão com as mechas na mão só esperando a menor faísca para explodir.

A Rússia foi novamente assolada por uma epidemia de megalomania czarista. Seus vizinhos que tomem cuidado, vem aí a nova cortina de ferro, agora ao estilo gangster. A primeira medida expansionista já foi tomada, difícil é saber se depois de um inverno sem gás e – consequentemente – sem aquecimento sobrará alguém na Ucrânia pra contar a história da resistência ou da nova ocupação.

Sem Fidel, Cuba terá 4 opções para o 2009:  1) Virar Cancun 2) Se tornar um grande cassino bordel estado-unidense (tipo Cancun) 3) Virar um resort de plástico para a classe média estadounidense e novos ricos do chamado mundo em desenvolvimento (tipo Cancun) 4) Ou se tornar um paraíso fiscal, tipo Cayman. Triste fim de um país que – com todos seus defeitos – pelo menos ousou ser diferente.

Na parte baixa das Américas a expressão golpe de Estado volta à moda. Com fortes tendências argentinas, venezuelanas e bolivianas. No reino do Rio La Plata a situação da rainha Cristina é politicamente muito difícil, eu diria insustentável; nem mesmo seus súditos estão dando sinais de lealdade. Na terra de Chávez é ano de eleição, o que é sempre um risco. E Evo deve continuar a sofrer com as pressões das oligarquias internacionais descontentes com as limitações da exploração das riquezas e do povo boliviano.

Piratas na Etiópia e na Namíbia. Não, não é mais um filme ruim de Hollywood, é realidade, é África. O continente negro continua afundado em pobreza, em guerras. Infestado por todo tipo de doenças e pragas. Seguem com fome, seguem desesperados. Assim continuam a ser braços baratos que produzem para o sistema que os matam. E a previsão pra 2009, nenhuma mudança.

A natureza cada vez mais irritada. E não dá a menor pinta que irá mudar de humor. O ano começou com temperaturas extremas, 40 graus negativos no sul da Itália, 50 graus positivos no norte da Argentina. E a previsão de mais catástrofes. Furacões, terremotos, enchentes e grandes secas. O planeta anda bravo conosco. Está se defendendo do nosso ataque que não pára.

Positivo mesmo é que o ser humano dá pequenas mostras de que começa a despertar. Universidades tomadas na Grécia, carros incendiados em Paris. Mulheres rebeladas em Teerã, destruição de propriedade na Itália. Questionamentos, agrupamentos por toda parte.

Sem dúvida, o ano promete. Feliz 2009 pra todos!

Dunga convoca Seleção para jogos contra Venezuela e Colômbia

Eu não sou Burro! Eu não sou Burro!

Eu não sou Burro! Eu não sou Burro!

O técnico Dunga anunciou hoje, dia 25, os convocados para os jogos contra Venezuela E Colômbia.

As partidas são válidas pelas eliminatórias para a Copa de 2010 e acontecem respectivamente nos dias 12 e 15 de outubro.

As maiores surpresas da lista de Dunga foram a presença do meia Mancini da Inter de Milão e a ausência de Ronaldinho Gaúcho.

Em sua coletiva o técnico da seleção disse que a ausência do atacante do Milan nesta convocatória é parte do plano de recuperação do jogador.

Os 22 convocados são:

Goleiros

Júlio César (Inter de Milão) – Doni (Roma)

Laterais

Maicon (Inter de Milão) – Daniel Alves (Barcelona) – Juan (Flamengo) – Kléber (Santos)

Zagueiros

Juan (Roma) – Lúcio (Bayern de Munique) – Alex (Chelsea) – Thiago Silva (Fluminense)

Volantes ou Cabeças-de-Área

Gilberto Silva (Panathinaikos) – Josué (Wolfsburg) – Lucas (Liverpool)

Meias

Kaká (Milan) – Mancini (inter de Milão) – Elano (Manchester City) – Júlio Baptista (Roma) – Anderson (Manchester United)

Atacantes

Luís Fabiano (Sevilla) – Alexandre Pato (Milan) – Robinho (Manchester City) – Jô (Manchester City)