Insensato Futebol

Não concordo com a tese que falta experiência a esta Seleção.

Sei que as principais referências do time ainda não passaram dos 21, mas mesmo com a pouca idade, a vivência no futebol é extensa.

Pra mim, o que falta é tesão e o que sobra é soberba.

Derrota após derrota não nos cansamos de olhar o futebol mundial com um inegável ar de superioridade.

Do alto de nossa presunção não vemos ninguém ao nosso lado, muito menos acima. Somos o único país do futebol.

E enquanto Argentina e Uruguai faziam um jogo épico, com técnica, tática e muita emoção, nossos craques comentavam via twitter Insensato Coração.

Perderam um jogo histórico. Não o de domingo, que também perderam, de forma patética.

Jogadores que não gostam de futebol me assustam um pouco. Custo a entender como o roteiro repetido de uma novela pode ser mais interessante que um dos maiores clássicos do futebol mundial. 

Infelizmente não sei os nomes dos protagonistas de Insensato Coração, se soubesse, poderia compará-los a Messi, Tévez, Forlán e Luisito Suárez, e então veríamos qual elenco é o mais interessante.

Este texto não é pra justificar a derrota de domingo.

Não perdemos pra nós mesmos, perdemos para um Paraguai brioso e aplicado, para um time de jogadores que entendem que o futebol é bem mais que diversão, pra eles, é profissão.

Desclassificados da Copa América, nossos jogadores podem agora, tranquilos, ver a novela.

Enquanto nós, que gostamos de futebol, veremos empolgados a sensação Venezuela, o ressurgente Peru, o altivo Paraguai e o gigante renascido Uruguai.

Imagem: Blogmail
Anúncios

Análises e Palpites das Quartas de Final – IV

Espanha e Paraguai é o confronto mais desequilibrado destas quartas de final. A Espanha tem um dos elencos mais fortes e interessantes do mundo, com a espinha dorsal formada por jogadores do multi campeão Barcelona. A seleção ibérica tem um estilo de jogo belíssimo, emabasado na filosofia do toco e me vou. Muita técnica e posse de bola. Já os paraguaios contam com um time mediano e souberam aproveitar a ausência do futebol italiano, que não se apresentou na África do Sul. É verdade que o elenco do técnico Tata Martino conta com bons atacantes, mas o time como um todo não é nada demais.

Espanha e Paraguai já se enfrentaram duas vezes em Copa do Mundo. Em 98, na França, um horrível 0 X 0. Em 2002, na Coréia do Sul, 3 X 1 de virada pra Espanha com 3 gols de Fernandos, dois de Morientes e um de Hierro. Puyol, que joga hoje, marcou contra a própria meta.

A Espanha ainda não mostrou tudo que pode. Fernando Torres está muito mal fisicamente e Vicente del Bosque ainda não encontrou uma solução para o problema. O Paraguai por sua vez, já fez até mais do que se esperava com a inédita classificação às quartas de final.

Meu Palpite: Espanha vence por 2 X 0.

Imagens: All Latino e Spanskespanol
Colagem: Picnik

Análises e Palipites das Oitavas de Final – IV

Paraguai e Japão fazem um dos confrontos mais inesperados e equilibrados destas oitavas de final. Os sulamericanos desbancaram a atual campeão Itália no Grupo F, e o Japão surpreendeu o mundo com a habilidade de Keisuke Honda e com um time muito sólido, uma das melhores defesas da primeira fase.

Depois do empate contra a Itália na estréia, o Paraguai jogou com o regulamento. Saiu pra matar a Eslováquia e, sem querer correr riscos, só controlou a partida contra a Nova Zelândia. Resultado, primeiro lugar na Chave F e fuga do confronto contra a Holanda. A Seleção Guarani tem um bom elenco dirigido por um excelente técnico, Tata Martino. O setor ofensivo é recheado de bons jogadores como Roque Santa Cruz, Lucas Barrios, Oscar Cardozo e Haedo Valdez.

O Japão foi uma das maiores surpresas da primeira etapa do Mundial. Depois de tomar coco em quase todos amistosos preparatórios, o time nipônico fez uma excelente fase de grupos. Bateu Camarões, deu um chocolate na Dinamarca e só perdeu pra Holanda. Mais que pelos resultados, a seleção japonesa surpreendeu pelo futebol apresentado. Nada vistoso, mas o time mostrou um sistema defensivo muito sólido e muita eficiência até na bola alta. Mais um detalhe, o Japão é o time que marcou mais gols de falta na Copa, dois, um com Keisuke Honda e outro com Yasuhito Endo.

Este é um jogo muito parelho e difícil de palpitar. O Paraguai deve ter bem mais posse de bola, mas a questão é se conseguirá furar o bloqueio japonês que, na primeira fase, funcionou muito bem. Até aqui o Japão só tomou dois gols, um de fora da área e um em um pênalti bem mandrake. E nos contra ataques e nas bolas paradas os asiáticos podem surpreender. Até ontem eu cravava que daria Paraguai, mas hoje acordei mais Japão.

Meu Palpite: 1 X 1 no tempo normal, 0 X 0 na prorrogação e o Japão vence nos pênaltis.

O clássico ibérico é um dos mais charmosos confrontos destas oitavas de final, rivalidade que vem de séculos. A Espanha sofreu na primeira fase, não foi sombra da campeã européia de dois anos atrás e nem apresentou o futebol envolvente que lhe garantiu a marca de apenas duas derrotas nos últimos 52 jogos. Portugal fez o que podia na primeira fase. Empatou com a Costa do Marfim, goleou a Coréia do Norte e fazendo um joguinho medroso empatou com o Brasil em 0 X 0. O time lusitano marcou 7 gols, mas só balançou as redes em uma partida, no confronto contra a fraquinha Coréia do Norte.

A Espanha foi surpreendida pela Suiça na estréia, mas garantiu o primeiro lugar do Grupo H após bater Honduras e Chile. Todos os gols da Fúria até o momento foram marcados por jogadores do Barcelona, o que mostra um pouco em que ritmo o time quer jogar. Torres anda mal fisicamente, em compensação David Villa faz uma grande Copa e com mais 3 gols se torna o maior artilheiro da história da Fúria. Os Espanhóis ainda não encaixaram seu jogo, seu fuebol bonito de passes curtos e muita posse de bola, mas Vicente del Bosque tem um timaço nas mãos.

Que o time dirigido por Carlos Quiróz evoluiu, disto ninguém tem dúvida. As eliminatórias foram um sufoco e na Copa, em um grupo muito complicado, se não encantou pelo menos se classificou com certa tranquilidade. Com uma defesa que individualmente é fraca, Queiróz armou o time com muita ênfase no setor defensivo, acreditando que na frente Cristiano Ronaldo pode resolver com uma ou duas chances. O sistema pode dar certo e eu não descarto Portugal, mas a Espanha será uma grande prova de fogo para a seleção lusitana.

Acredito que Espanha e Portugal farão uma partida extremamente equilibrada e nervosa, cheia de cartões para os dois lados. A tendência é que a Espanha domine a posse de bola e que Portugal tente a sorte nos contra ataques, principalmente com Cristiano Ronaldo. É um confronto difícil de palpitar, a Espanha tem bem mais time, mas Portugal tem uma seleção respeitável e um craque, então não dá pra ignorar. Creio que será apertado, mas dá Espanha.

Meu Palpite: Espanha 2 X 1.

Imagens Originais: All Latino, Asia Risk ReturnSpanskespanol e Olhares.
Colagem Picnik

Pior que a Nova Zelândia

Cannavaro se despede da Copa com mais uma atuação pífia e chora nos corredores do Ellis Park

Não é piada, a Itália terminou a Copa do Mundo de 2010 atrás da Nova Zelândia.

Com a derrota para a Eslováquia por 3 X 2, a a Squadra Azzurra fechou sua participação nos gramados sulafricanos sem ganhar de ninguém, marcou só dois pontinhos e acabou na última posição do Grupo F.

Vexame ainda maior se pensarmos que a Itália é a atual campeã do mundo. É apenas a quarta vez que isto acontece, uma seleção campeã do mundo desclassificada na primeira fase da Copa sequinte. A primeira vez que isso ocorreu foi com a mesma Itália em 1950, a segunda com o Brasil em 1966 e a terceira com a França em 2002.

Eu gosto muito do Lippi, mas ele errou muito em sua convocação. Os temperamentais Cassano e Balotelli jamais poderiam ter ficado de fora do elenco que foi ao Mundial, assim como o craque Totti que se colocou à disposição da Azzurra, mas foi ignorado pelo técnico.

Não convocados à parte, Lippi também errou muito durante a Copa. Não dá pra explicar como Di Natali e Fabio Quagliarella podem ter menos espaço no time que os inoperantes Vicenzo Iaquinta, Gilardino e Somone Pepe.

Entre todos os erros e fragilidades da seleção italiana, nada ficou mais evidente que o fim de carreira de Fabio Cannavaro. O capitão da conquista de 2006 fez uma Copa pífia na África do Sul. Sem tempo de bola e sempre mal posicionado, Cannavaro falhou bisonhamente nos 3 jogos e esteve diretamente envolvido em pelo menos 4 dos cinco gols sofridos pela Itália no Mundial. Uma despedida melancólica para aquele que foi eleito Melhor Jogador da Copa há quatro anos.

Sem mercado na Europa, Cannavaro – aos 36 anos – se manda para o Emirados Árabes Unidos, onde defenderá a equipe do Al-Ahli.

Imagem: Fifa

Melhor que a encomenda

Quando foi realizado o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, os paraguaios comemoraram.

Com Itália, Eslováquia e Nova Zelândia, a seleção guarani se postou como a segunda força da chave e a classificação parecia mais que possível, provável.

Rolada a bola, a situação que já se mostrava boa ficou ainda melhor. Na estréia o Paraguai fez aquilo que tinha que fazer e conseguiu um ótimo empate com a Itália, a potência do grupo.

Na segunda rodada os comandados de Tata Martino passaram com autoridade pela Eslováquia, 2 X 0 e liderança da chave com o empate entre italianos e neozelandeses.

No último cotejo da primeira fase o Paraguuai não saiu do zero contra a Nova Zelândia, mas o resultado serviu para garantir o primeiro lugar do grupo.

Como era previsto, o Paraguai se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo de 2010. Mas a encomenda saiu melhor que o esperado.

A propósito, a Nova Zelândia se despede do Mundial, mas deixa uma imagem boa, muito melhor do que os analistas previam. Cotada para ser um saco de pancadas, a seleção da Oceania não perdeu pra ninguém, 1 X 1 contra Itália e Eslováquia e 0 X 0 contra o campeão do Grupo F, o Paraguai.

Imagem: Fifa

A Copa opiácea

Com o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo da África do Sul já pipocaram previsões e simulações sobre o mundial na imprensa.

Pra não ficar de fora, aí vai a Copa do Ópio.

Grupo A

África do Sul 1 X 1 México
Uruguai 0 X 0 França
África do Sul 2 X 2 Uruguai
México 0 X 1 França
África do Sul 1 X 3 França
México 2 X 2 Uruguai

Classificação: 1º) França 7 – 2º) Uruguai 3 – 3º) México 2 – 4º) África do Sul 2

Grupo B

Argentina 1 X 2 Nigéria
Coréia do Sul 1 X 2 Grécia
Argentina 3 X 1 Coréia do Sul
Nigéria 0 X 0 Grécia
Argentina 0 X 0 Grécia
Coréia do Sul 1 X 3 Nigéria

Classificação: 1º) Nigéria 7 – 2º) Grécia 5 – 3º) Argentina 4 – 4º) Coréia do Sul 0

Grupo C

Inglaterra 3 X 0 Estados Unidos
Argélia 0 X 1 Eslovênia
Inglaterra 2 X 0 Argélia
Estados Unidos 3 X 2 Eslovênia
Inglaterra 1 X 0 Eslovênia
Estados Unidos 2 X 1 Argélia

Classificação: 1º) Inglaterra 9 – 2º) Estados Unidos 6 – 3º) Eslovênia 3 – 4º) Argélia 0

Grupo D

Alemanha 3 X 1 Austrália
Sérvia 2 X 4 Gana
Alemanha 1 X 1 Sérvia
Gana 2 X 1 Austrália
Gana 2 X 2 Alemanha
Sérvia 4 X 1 Austrália

Classificação: 1º) Gana 7 – 2º) Alemanha 5 – 3º) Sérvia 4 – 4º) Austrália 0

Grupo E

Holanda 2 X 3 Dinamarca
Japão 0 X 2 Camarões
Holanda 4 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Dinamarca
Dinamarca 2 X 1 Japão
Camarões 1 X 3 Holanda

Classificação: 1º) Dinamarca 9 – 2º) Holanda 6 – 3º) Camarões 3 – 4º) Japão 0

Grupo F

Itália 0 X 0 Paraguai
Nova Zelândia 0 X 4 Eslováquia
Eslováquia 1 X 1 Paraguai
Itália 5 X 0 Nova Zelândia
Eslováquia 1 X 1 Itália
Paraguai 3 X 0 Nova Zelândia

Classificação: 1º) Itália 5 – 2º) Eslováquia 4 – 3º) Paraguai 5 – 4º) Nova Zelândia 0

Grupo G

Brasil 3 X 0 Coréia do Norte
Costa do Marfim 2 X 1 Portugal
Brasil 2 X 1 Costa do Marfim
Portugal 1 X 1 Coréia do Norte
Costa do Marfim 4 X 2 Coréia do Norte
Brasil 0 X 0 Portugal

Classificação: 1º) Brasil 7 – 2º) Costa do Marfim 6 – 3º) Portugal 2 – 4º) Coréia do Norte 1

Grupo H

Honduras 1 X 3 Chile
Espanha 1 X 0 Suiça
Chile 1 X 2 Suiça
Espanha 6 X  1 Honduras
Chile 1 x 3 Espanha
Suiça 2 X 0 Honduras

Classificação: 1º) Espanha 9 – 2º) Suiça 6 – 3º) Chile 3 – 4º) Honduras 0

Oitavas de Final

França 0 X 0 Grécia – Prorrogação 0 X 0  – França passa nos pênaltis
Inglaterra 2 X 1 Alemanha
Dinamarca 2 X 2 Eslováquia – Prorrogação dá Dinamarca 1 X 0
Brasil 2 X 0 Suiça
Nigéria 3 X 1 Uruguai
Gana 2 X 0 Estados Unidos
Itália 2 X 0 Holanda
Espanha 3 X 2 Costa do Marfim

Quartas de Final

França 0 X 0 Inglaterra – Prorrogação Inglaterra 2 X 1
Dinamarca 2 X 4 Brasil
Nigéria 2 X 2 Gana – Prorrogação 0 X 0 – Gana passa nos pênaltis
Itália 1 X 3 Espanha

Semifinais

Inglaterra 1 X 0 Brasil
Gana 2 X 4 Espanha

Disputa de 3º Lugar

Brasil 5 X 3 Gana

Final

Inglaterra 2 X 0 Espanha

Imagens: FifaBlog do Edu Lima

Grupos da Copa 2010

Imagem original: Papéis de Parede
Efeito: Picnik